Candidatos denunciam ilegalidades no CFO do Corpo de Bombeiros e pedem anulação de certame

Candidatos querem a anulação do concurso para o CFO do Corpo de Bombeiros
Candidatos querem a anulação do concurso para o CFO do Corpo de Bombeiros

Candidatos aprovados no Curso de Formação de Oficiais (CFO) do Corpo de Bombeiros do Maranhão procuraram o blog para denunciar  que estaria havendo beneficiamentos ilegais por parte da comissão organizadora do concurso a determinadas pessoas.

Segundo os denunciantes, o coordenador da junta avaliativa, o capitão Valber, simplesmente não cumpriu o edital e deixou de eliminar vários candidatos que haviam sido reprovados nos testes de barras e de natação, prejudicando outros postulantes. Por livre e espontânea vontade e, às escuras, ele teria privilegiado candidatos já reprovados.

“Temos provas testemunhais de candidatos que, ao fazerem novamente os testes, mais uma vez, não cumpriram com os prazos e não alcançaram o mínimo para aprovação e, mesmo assim, foram beneficiados”, disse um dos denunciantes que pediu para não ser identificado, temendo represália.

Denunciantes querem anulação de concurso

Segundo os denunciantes, o caso é mais grave do que se imagina e, no mínimo, causaria a anulação do concurso, pois está havendo uma grande injustiça com vários candidatos que se prepararam  para as avaliações.

“Peço, através do seu blog, pela repercussão que trará, que as as autoridades competentes anulem este certame, antes que aconteça uma grande injustiça”, disse o denunciante através de e-mail encaminhado a esta editora.

Postagens relacionadas

11 thoughts on “Candidatos denunciam ilegalidades no CFO do Corpo de Bombeiros e pedem anulação de certame

  1. é um absurdo. pergunte a junta avaliativa se eles possuem provas que os candidatos reprovados conseguiram refazer os exercicios na quantidade minima exigidas. não possuem. simplesmente a junta os passou. éum absurdo ministerio publico por favor se manifestem, aguardamos ajuda suas.

  2. Não houve transparência! Infelizmente a comissão não agiu na legalidade e imparcialidade, favorecendo a candidatos que seriam inaptos se esse teste fosse levado a serio.

    1. Mary Lira, acho que os candidatos que se sentiram prejudicados precisam reivindicar os seus direitos e pedir a anulação do concurso, já que ele foi feito cheio de vícios. Concurso tem que ser transparente. Do contrário, é motivo para que os prejudicados reajam a tempo de impedir uma injustiça. Obrigada por participar e comentar no blog. Conte comigo. Um forte abraço!

  3. É verdade tudo que você escreveu. Estava lá e vi esse capitão beneficiar pelo menos dois candidatos às escuras no teste de barras. Esses já tinham feito no dia anterior no quartel do São Raimundo e não fizeram as barras. No castelinho não fizeram nem duas e mesmo assim o capitão colocou como aprovado. Foi contestado por um outro capitão da PM que o filho estava fazendo. Quase foram aos tapas. No final vários país fizeram o BO na delegacia da Radional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.