Avante realiza convenção e oficializa apoio a Flávio Dino

O Avante foi o 16º partido a declarar apoio ao governador Flávio Dino

O Avante realizou convenção, no domingo (05), e apresentou seus candidatos para as coligações proporcionais, além do apoio na majoritária. A convenção foi realizada no Hotel Abbeville, no bairro do São Francisco, em São Luís.

O partido presidido pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, também formalizou o apoio à reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Apenas dois nomes da legenda foram homologados para as disputas proporcionais. Ariston Ribeiro, vice-prefeito de Santa Rita vai concorrer a uma vaga para a Assembleia Legislativa.

Para a Câmara dos Deputados, o partido indicou Antônio Elizabeth Gonçalo, conhecido como Dr. Gonçalo, ex-prefeito de Pastos Bons.

O Avante foi o 16º partido a declarar apoio ao governador Flávio Dino.

“Construímos e doamos aos municípios as escolas das crianças”, afirma Flávio Dino

“Cuidar das escolas é a chave do desenvolvimento” afirmou Flávio Dino

O Governo do Maranhão tem feito, desde 2015, uma parceria estreita com as cidades, o que resultou em várias obras e entregas até agora. É o que afirmou o governador e pré-candidato à reeleição, Flávio Dino, nesta segunda-feira (6) em entrevista à rádio 92,3 FM.

“Temos ajudado muito as prefeituras. Com o Mais Asfalto, por exemplo, já fizemos parceria com quase 200 prefeituras. A crise econômica nos municípios é muito forte. Não faria sentido deixar que ficasse o caos. É o maior programa de pavimentação com os municípios hoje no Brasil. Ninguém fez mais que nós, junto com as prefeituras. Já fizemos várias etapas em São Luís também”.

Ele disse que também tem adotado uma linha forte de parceria na área da educação. “Por exemplo, com a construção de escolas. Nós construímos e doamos para os municípios as escolas das crianças. Não adianta só cuidar da educação que cabe ao Estado se a gente não ajudar os municípios”, acrescentou.

“Cuidar das escolas é a chave do desenvolvimento. Hoje uma revolução está em andamento no Maranhão com as melhorias educacionais que estamos fazendo e vamos continuar fazendo.”

“Lula representa todos os brasileiros”, afirma Zé Inácio em convenção que homologou candidatura do PT à Presidência

Lideranças politicas de partidos aliados, de movimentos sociais e do PT, bem como simpatizantes do ex-presidente Lula, estiveram presentes no evento

O deputado  estadual Zé Inácio esteve, no sábado (04), em São Paulo, SP, para participar do Encontro Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT). O evento reuniu centenas de pessoas na Casa Portugal, ponto histórico da militância de esquerda da cidade. Para o parlamentar petista, Luís InaIná Lula da Silva representa todos os brasileiros, por isso deve disputar a Presidência.

Em seu twitter, Ze Inácio destacou a unidade popular entre o PT e e PCdoB que se somou ao primeiro em torno de Lula com a desistência da deputada Manuela Dávila na disputa pela Presidência. Ele disse que, pensando nesta parceria, é que defendeu a uniao do PT com o PCdoB no Maranhão, visando à reeleição do governador Flavio Dino.

O grande momento do evento foi a escolha de Luis Inacio Lula da Silva como candidato à Presidência da Republica pelo partido. Ele foi escolhido por aclamação pelos delegados presentes no Encontro, reafirmando o discurso do partido de que “não existe plano B, não existe plano C, não existe plano Z, o nosso plano é L de Lula presidente”, afirmou o ator Sergio Mamberti, que conduziu o cerimonial.

Além de um vídeo lembrando os 100 dias de luta e resistência pela democracia em Curitiba, foi lida uma carta redigida por Lula especialmente para o encontro. Em um trecho da carta Lula convoca a militância petista para continuar na luta pela democracia e pelo povo.

“Este encontro nacional do PT talvez seja um dos mais importantes em toda a história do nosso partido. É enorme a responsabilidade que temos pela frente. A decisão de hoje vai nos conduzir a uma luta sem tréguas pela democracia, pelo povo brasileiro e pelo Brasil. E a vitória dependerá do empenho de cada um de nós”, escreveu Lula.

Lideranças politicas de partidos aliados, de movimentos sociais e do PT, bem como simpatizantes do ex-presidente Lula estiveram presentes no evento.

Já na madrugada de domingo (5), o PT escolheu Fernando Haddad para compor chapa com Lula, como vice. O partido também anunciou coligação com o PCdoB, PROS e PCO.

Com a aliança entre PT e PCdoB, Haddad e Manuela D’Ávila, então candidata a presidência pelo partido comunista, devem sair pelo Brasil divulgando a candidatura de Lula.

Saiba quem são os 13 candidatos à Presidência da República nas eleições 2018

Segundo a legislação eleitoral, as chapas completas com os candidatos, vices, alianças ou coligações têm de ser oficializadas até hoje (6)

Com o fim das convenções, foram definidos os candidatos à Presidência da República, são 13 os candidatos. Segundo a legislação eleitoral, as chapas completas com os candidatos, vices, alianças ou coligações têm de ser oficializadas até hoje (6). Saiba quem são os candidatos que disputam o comando do Palácio do Planalto:

 

Álvaro Dias (Podemos) 

O senador Álvaro Dias foi escolhido pelo Podemos para ser candidato à Presidência da República. Ele vai compor a chapa com o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro. Além do PSC, fazem parte da coligação os partidos PTC e PRP.

 

Cabo Daciolo (Patriota)

A convenção nacional do Patriota oficializou a candidatura do deputado federal Cabo Daciolo. O evento ocorreu no município de Barrinha, no interior de São Paulo. O candidato foi escolhido por unanimidade. A candidata a vice é Suelene Balduino Nascimento, do mesmo partido.

 

Ciro Gomes (PDT)

O PDT confirmou a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República. Natural de Pindamonhangaba (SP), construiu sua carreira política no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza e governador. Ciro Gomes já foi Ministro da Fazenda e ministro da Integração Nacional. O candidato vai contar com o apoio do Avante.

 

Geraldo Alckmin (PSDB)

Em convenção nacional realizada na capital federal, o PSDB confirmou a candidatura do presidente do partido e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, à Presidência da República nas eleições de outubro. A senadora Ana Amélia (PP-RS) é a vice na chapa. Geraldo Alckmin conta com o apoio do PSDB, PP, DEM, PR, PTB, PRB, PPS, PSD e Solidariedade.

 

Guilherme Boulos (PSOL)

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, foi lançado candidato à Presidência da República pelo PSOL, na convenção nacional em São Paulo. Também foi homologado o nome de Sônia Guajajara, representante do povo indígena, para vice-presidente. O PSOL terá o apoio do PCB em sua coligação.

 

Henrique Meirelles (MDB)

O MDB confirmou o nome de Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda, como candidato à Presidência da República. O partido informou que Germano Rigotto, ex-governador do Rio Grande do Sul, será o vice na chapa. O candidato do presidente Michel Temer terá o apoio do PHS.

 

Jair Bolsonaro (PSL)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), 63 anos, foi confirmado como o candidato à Presidência da República nas eleições deste ano pelo PSL. O vice é o general Hamilton Mourão, do PRTB.

 

João Amoêdo (Partido Novo)

João Dionisio Amoêdo foi oficializado candidato à Presidência da República pelo Partido. O cientista político Christian Lohbauer foi escolhido como candidato à vice-presidente.

 

João Goulart Filho (PPL)

O PPL lançou João Goulart Filho como candidato à Presidência da República. Ele é filho do ex-presidente João Goulart, o Jango, que teve mandato presidencial, de 1961 a 1964, interrompido pela ditadura militar. É a primeira vez que João Goulart Filho concorre ao cargo. O candidato a vice é Léo Alves, professor da Universidade Católica de Brasília.

 

José Maria Eymael (DC)

O partido Democracia Cristã (DC) confirmou durante convenção na capital paulista, a candidatura de José Maria Eymael à Presidência da República, nas eleições de outubro, e do pastor da Assembleia de Deus Helvio Costa como vice-presidente.

 

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

A convenção nacional do PT escolheu, por aclamação, o nome de Luiz Inácio Lula da Silva para ser o candidato à Presidência da República. O encontro também homologou o apoio do PCO e do PROS à candidatura do PT. Neste domingo (5) o PCdoB também confirmou apoio a Lula.

 

Marina Silva (Rede)

A primeira convenção nacional da Rede Sustentabilidade confirmou, por aclamação, o nome Marina Silva como candidata da sigla à Presidência da República. O candidato à vice na chapa, o médico, Eduardo Jorge, do Partido Verde (PV), também foi apresentado oficialmente no encontro.

 

Vera Lúcia (PSTU)

Em convenção nacional, o PSTU oficializou a candidatura de Vera Lúcia à Presidência da República e de Hertz Dias como vice na chapa. A escolha foi feita por aclamação pelos filiados ao partido presentes na quadra do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, na zona leste da capital paulista.

Maranhão terá seis candidatos a governador

Foram definidos os seis nomes que disputarão os votos dos maranhenses

Fechadas as convenções partidárias que homologaram as candidaturas ao Governo do Estado, foram definidos os seis nomes que disputarão os votos dos maranhenses.

Flávio Dino (PCdoB)

O governador Flávio Dino, candidato à reeleição, terá a maior coligação na disputa ao governo. Flávio conta com o apoio do PCdoB, PRB, PDT, PPS, PT, PSB, DEM, PR, PP, PTB, PROS, PTC, PPL, Avante, Patriotas e Solidariedade. O candidato também aparece como favorito na disputa, em todas as pesquisas registradas até o momento no Tribunal Regional Eleitoral, Flávio Dino pontua em torno de 60% nas intenções de voto.

Roseana Sarney (MDB)

A ex-governadora Roseana Sarney disputa o Governo do Estado pela quinta vez. Ela tem o apoio do MDB, PSD, PV, PSC, PRB e PMB. O grupo Sarney tenta voltar ao comando do estado após 50 anos de domínio interrompidos por Flávio Dino em 2014.

Roberto Rocha (PSDB)

O candidato tucano teve seu nome homologado em convenção e vai contar com o apoio do PSDB, PMN, PHS, Democracia Cristã, Rede e Podemos. O senador rompeu com o governador Flávio Dino e vai disputar o governo pela primeira vez.

Maura Jorge (PSL)

A ex-prefeita de Lago da Pedra entrou na disputa e vai contar com o apoio do PSL e PRTB. Ela vinha articulando uma ampla aliança, mas teve seus planos impedidos pelo presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho.

Odívio Neto (PSOL)

O engenheiro civil e professor Odívil Neto entrou na disputa e vai contar com o apoio do PSOL e PCB.

Ramon Zapata (PSTU)

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados apresentou Ramon Zapata para a disputa ao Governo do Maranhão. O PSTU não coligou com nenhum outro partido.

O PCO e o Novo não disputarão as eleições majoritária e proporcionais no Maranhão.

PCdoB retira candidatura de Manuela e fecha acordo com PT

O PT terá o apoio do PCdoB, PROS, PCO, de parte do PSB e dos setores progressistas do MDB

As direções do PT e PCdoB chegaram a um acordo às 23h30 deste domingo (5) e decidiram que Manuela D’Ávila será a candidata a vice-presidente na chapa. O PT sai neste momento com a chapa Lula-Haddad, mas o compromisso é que ela será indicada vice de Lula se a candidatura do ex-presidente for deferida ou como vice de Haddad partir de uma impugnação do nome de Lula.

Com isso, o PT terá o apoio do PCdoB, PROS, PCO, de parte do PSB e dos setores progressistas do MDB.

Registrar Haddad como vice seria uma “estratégia eleitoral”, nas palavras da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), para dar contornos oficiais à essa “representação”. Na prática, a expectativa é que com o ex-presidente não conseguindo obter uma liberação da Justiça para concorrer, Haddad assuma a cabeça de chapa e a comunista ocupe o seu prometido lugar de vice.

O acordo foi fechado numa reunião em São Paulo da qual participaram as presidentes do PT e do PCdoB, Gleisi Hoffmann e Luciana Santos. Estavam no encontro, além delas, o próprio Haddad, o senador Lindbergh Farias (RJ), o deputado Paulo Teixeira (SP), o ex-deputado Márcio Macedo (SE) e o ex-prefeito de Osasco Emídio de Spuza pelo PT. Pelo PC do B, seu ex-presidente Renato Rabelo e mais o deputado federal Orlando Silva e Walter Sorrentino, vice-presidente do partido.

Depois da reunião, a Comissão Política Nacional do PCdoB reuniu-se e aprovou os termos do acordo, com a presença de Manuela D’Ávila em videoconferência do Rio Grande do Sul. A seguir, os dirigentes comunistas foram à sede do PT em São Paulo, para o anúncio formal do acordo.

Apesar de ser a oitava vez que o PCdoB apoia o PT, essa será a primeira em que os comunistas indicarão o companheiro de chapa. Os petistas indicaram presidente e vice em 1994 e nas demais composições foram escolhidos nomes de outros partidos: PSB (1989), PDT (1998), PL (atual PR, 2002), PRB (2006) e PMDB (atual MDB, 2010 e 2014).

Othelino Neto recebe apoio de comunidades do município de Rosário

Reconhecido pela população rosariense como um dos vereadores mais atuantes da região, Carlos do Remédio ressaltou a satisfação em apoiar o deputado Othelino Neto

Ao lado do vereador Carlos do Remédio (PCdoB), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), reafirmou o seu compromisso com a população de Rosário, em reunião, neste domingo (5), com lideranças e comunidades do município. O vereador de São Luís, Pedro Lucas Fernandes (PTB), pré-candidato a deputado federal, também participou do encontro que serviu para fortalecer parcerias e ouvir as demandas dos rosarienses.

“É um prazer estar aqui de novo, reunido com tantos amigos. Agradeço muito pela acolhida e pelas manifestações de apoio. Rosário é um município muito querido que tem tido a nossa atenção”, disse o deputado Othelino Neto.

Reconhecido pela população rosariense como um dos vereadores mais atuantes da região, Carlos do Remédio ressaltou a satisfação em apoiar o deputado Othelino Neto em mais um pleito, destacando o compromisso e a atenção dada pelo parlamentar ao município.

“Othelino tem sido um amigo e companheiro, que tem feito muito pelo Maranhão, ajudando o Governo do Estado a gerir e administrar. É importante essa parceria com Rosário, em relação às emendas, que a gente precisa, e a presença dele no município”, ressaltou.

O vereador Pedro Lucas Fernandes também frisou a importância da parceria com o deputado Othelino Neto e o vereador Carlos do Remédio

O vereador Pedro Lucas Fernandes também frisou a importância da parceria com o deputado Othelino Neto e o vereador Carlos do Remédio para levar melhorias e ajudar no desenvolvimento de Rosário. “Estou muito feliz em participar desse momento político da cidade, juntamente com o deputado e o vereador Carlos do Remédio. Othelino, além de ser jovem, tem muita experiência, e tem nos ajudado, nos guiado e nos orientado a fazer uma política correta e transparente com o povo do Maranhão”, completou.

Expectativa – A reunião contou com a participação de diversas lideranças da região, além de centenas de pessoas oriundas de várias comunidades de Rosário. A expectativa da população, que recepcionou calorosamente o deputado Othelino Neto, é que o parlamentar continue olhando pelo município e propondo projetos em benefício do município.

“É um prazer estar aqui de novo, reunido com tantos amigos. Agradeço muito pela acolhida e pelas manifestações de apoio. Rosário é um município muito querido que tem tido a nossa atenção”, disse o deputado Othelino Neto

“O deputado Othelino é importante para a nossa cidade por seus projetos. Desejamos que ele continue olhando para as pessoas de Rosário, que precisam dessa atenção. Nosso município ainda precisa de muitas coisas e contamos com a atuação do deputado Othelino Neto nessa caminhada”, afirmou Bruna Nascimento, liderança do bairro Jardim Recreio.

“Queremos que ele siga em frente e não desista do trabalho que está fazendo, contando com o apoio do vereador Carlos do Remédio. Nossos povoados ainda carecem de muitas coisas e pedimos que ele olhe por nós”, finalizou Josimar Oliveira, líder comunitário do Povoado Providência.