Flávio Dino autoriza concurso para a Saúde…

Concurso está previsto para mil vagas

O governo Flávio Dino (PCdoB) anunciou concurso público para a área da Saúde. Mil novos postos de trabalho serão criados no Maranhão. O edital será publicado no segundo semestre deste ano, entre setembro e outubro, e o concurso será realizado em 2018. Há mais de 20 anos o Governo do Estado não realiza concurso público para área da saúde.

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) assumirá a organização do concurso, por meio de licitação para contratação de empresa especializada em certames para garantir a lisura de todo o processo.

Pesquisa Exata mostra Flávio Dino com 24 pontos de vantagem à frente de Roseana, se eleição fosse hoje

 

Pesquisa do instituto Exata, encomendada e publicada pelo Jornal Pequeno, na edição desta quarta-feira (21), mostra  que o governador  do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), marcou 51 pontos percentuais contra 28 da peemedebista, no cenário em que aparecem apenas os dois, se as eleições fossem hoje. Outros 16% disseram votar nulo, branco ou nenhum e 5% não sabem ou não responderam. Em votos válidos, a diferença chegaria a 30 pontos.

A nova pesquisa Exata/JP foi realizada entre 14 a 17 de junho e identificou que o governo tem 58% de aprovação. Tem margem de erro de 3.2 pontos percentuais e índice de confiabilidade de 95%. Foram ouvidos 1404 eleitores

O levantamento do instituto, que está entre os que mais acerta nas eleições do Maranhão, também revela que o governador Flávio Dino lidera a pesquisa espontânea com 36% das intenções de voto. Roseana Sarney tem 12% e Roberto Rocha 1%. Maura Jorge e Edivaldo Holanda Júnior também foram lembrados mas não pontuaram.

Flávio Dino está limpando contratos da Saúde do Maranhão…

Os desvios milionários da saúde do Maranhão detectados durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney pela Operação Sermão aos Peixes – que tinha como o chefe da quadrilha, segundo a Polícia Federal, o ex-secretário Ricardo Murad – envolveu um esquema bem montado para atuar para além dos anos de gestão do sarneysismo.

O conchavo envolveu a terceirização completa da saúde por meio da contratação de ONGs e Oscips que eram responsáveis, além da manutenção das unidades de saúde, por um método ultraorganizado de desvio de verba pública. O esquema foi montado por Roseana Sarney e Ricardo Murad para prejudicar a oferta de serviços públicos em governos subsequentes e tentar continuar com ilícitos na saúde.

Durante os últimos anos, a Polícia Federal identificou que três ONGs tinham o mesmo modus operandi. Eram elas Bem Viver e Instituto Cidadania e Natureza (ICN), além do Idac, que veio à tona esta semana. As três foram contratadas durante a gestão de Ricardo Murad.

Denúncias de corrupção vieram à tona envolvendo as três empresas contratadas durante o Governo Roseana Sarney já na atual administração e o governador Flávio Dino tratou logo de cancelar o contrato com todas após as descobertas no âmbito da Operação Sermão aos Peixes.

“Na gestão da saúde, estamos revertendo a terceirização feita no passado para entidades privadas. Passo a passo, para evitar desorganização. Já cortamos pela metade as despesas com entidades privadas terceirizadas.
Implantamos a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH). Eliminar de um vez só a terceirização para entidades privadas iria parar o sistema de saúde e gerar 10.000 desempregados”, disse Flávio Dino.

“Não fomos nós que implantamos esse modelo de terceirização na saúde. Já encontramos e estamos fazendo mudanças possíveis, passo a passo. Sempre que somos informados de irregularidades, agimos imediatamente. Não somos coniventes nem acobertamos erros alheios. Transição entre o modelo do governo passado e um novo modelo tem ocorrido com várias medidas, uma delas a implantação de uma empresa PÚBLICA. Em 2 anos e meio de governo ninguém jamais acusou qualquer dirigente da Secretaria de Saúde de ser desonesto. Prova de idoneidade deles”, afirmou o governador.

O fato é que o esquema montado para atuar além da gestão Roseana Sarney está acabando ao passo que novas operações da Polícia Federal denunciam as empresas terceirizadas. Pelo visto, poucas empresas contratadas por Ricardo Murad agiam de forma lícita. Resta a Flávio Dino fazer o que está fazendo: limpando a corrupção, sem esconder mal feitos.

Flávio Dino lança programa Juros Zero e movimenta economia

Programa incentiva o empreendedorismo, alavancar o investimento produtivo e promover a geração de emprego e renda no estado. (Foto: Karlos Geromy)

Programa incentiva o empreendedorismo, alavancar o investimento produtivo e promover a geração de emprego e renda no estado. (Foto: Karlos Geromy)

O governador Flávio Dino lançou, nesta sexta-feira (09), o Programa Juros Zero que tem como objetivo incentivar o empreendedorismo, alavancar o investimento produtivo e promover a geração de emprego e renda no estado. Em parceria com o Banco do Brasil, a iniciativa pretende injetar cerca de R$ 100 milhões na economia do Maranhão. Os empreendedores que aderirem ao programa poderão solicitar empréstimo de até R$ 20 mil e a cada pagamento das parcelas dentro do prazo, os juros serão imediatamente devolvidos.

O Juros Zero é destinado para microempresários ou proprietários de empresas de pequeno porte, com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões. Os interessados devem procurar uma agência do Banco do Brasil, solicitar o empréstimo de até R$ 20 mil para ampliar os negócios, comprar equipamentos ou formar capital de giro. Se o empresário pagar a dívida em dias e sem atrasos, o Governo do Maranhão devolve o valor do juro cobrado pelo banco.

Em seu discurso durante a solenidade de lançamento do Juros Zero, no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino sublinhou que esse programa faz parte de uma longa sequência de ideias de apoio ao empreendedorismo que tem sido implementada desde o início do Governo, a exemplo do Empresa Fácil, Mais Empregos, Caravana Empresarial, entre outros. “Nosso empenho é atenuar o máximo quanto possível os efeitos da crise nacional sobre o setor privado”, ressaltou.

Para o governador, o Juros Zero possui efeitos práticos e, também, uma dimensão simbólica, “representada pela preocupação de todos os empreendedores perceberem a responsabilidade do Estado em dinamizar suas atividades” e, ao mesmo tempo, o efeito econômico “de viabilizar que muito desses empreendedores possam retomar crédito, sair dos cadastros negativos, ou até sair do mundo da agiotagem, que é muito presente em todas as regiões do Maranhão”.

O secretário de Governo, Antônio Nunes, fez uma exposição completa sobre o programa, e explicou que o subsídio total do Governo do Estado é de até R$ 5 milhões, que disponibilizará para as empresas um valor total em torno de R$ 100 milhões de crédito.

“O empréstimo será liberado em parcela única. O beneficiário pagará à instituição financeira credora a parcela mensal do empréstimo. Comprovada a adimplência, sem atraso, da parcela mensal, o Governo do Estado devolverá à empresa – mediante crédito em conta – o valor dos juros remuneratórios pagos na prestação do período”, esclareceu Nunes.

O secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, desde o início do Governo medidas anticíclicas estão sendo tomadas aquecer a economia local e e vencer os efeitos da crise nacional. “E agora o Juros Zero vai permitir que esse pequeno e médio comerciante possa usar desse empréstimo para adensar o seu negócio e gerar emprego e renda para o Maranhão”, pontuou.

Classe empresarial elogia iniciativa

De acordo com o presidente da Associação de Jovens Empresários, Jurandy Theophilo, o programa ajuda a enfrentar a atual quadro de aguda crise econômica nacional. “Eu falo em nome dos jovens empresários. Muitos deles não têm linha de crédito para iniciar um novo empreendimento. Então o Juros Zero vai facilitar nessa atual conjuntura”, afirmou.

“O ato de empreender é antes de tudo um ato de acreditar no estado e na cidade onde está o negócio. E agora, com esse programa, o Governo mostra também que acredita no empreendedor”, afirma o presidente da Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalém. Ele espera que a medida traga um incremento para a economia e diz que a iniciativa demonstra mais uma vez “a abertura de diálogo com o Governo do Estado nunca antes vista”.

“Nosso Governo está feliz em dar mais esse passo de apoio aos empreendedores. Consumando essa operação haverá outra. Não há limite para isso. Nós queremos é que a iniciativa seja bem sucedida. Essa é uma política de Estado perene enquanto durar a recessão”, garantiu o governador Flávio Dino.

Como funciona

Com o Juros Zero, os empreendedores poderão ter acesso a empréstimos bancários de até R$ 20 mil sem o peso dos juros. O dinheiro pode ser usado para ampliar os negócios, comprar equipamentos ou formar capital de giro. O interessado vai até uma agência do Banco do Brasil, que verifica se ele atende os critérios para o financiamento.

Caso atenda, o empréstimo é liberado e as parcelas passam a ser cobradas mensalmente. Se o empresário pagar em dia e sem atrasos, o Governo do Maranhão devolve a ele o valor do juro cobrado pelo banco. Ou seja, ao final do empréstimo, o empresário terá recebido de volta toda o juro cobrado.

Microempresários ou proprietários de empresas de pequeno porte, com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões, podem se cadastrar até 30 de novembro nas agências do Banco do Brasil

Flávio Dino nomeia 30 novos procuradores de Estado…

Governador Flávio Dino

O governador do Estado, Flávio Dino, nomeou 30 novos procuradores de Estado. O ato segue de acordo com a lei nº 6.107/1994 (formação do quadro da Procuradoria Geral do Estado) e o edital 001/2016 (de realização do concurso).

A nomeação foi assinada pelo governador e pelo secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares. De acordo com Flávio Dino, a nomeação se dá pelo reforço necessário ao órgão que defende o Estado. “Fiz a nomeação agora de 30 novos Procuradores do Estado, que irão defender o patrimônio e o interesse público. Parabéns.”, declarou o governador.

Os novos procuradores foram aprovados e classificados após participarem de concurso público, com mais de uma etapa, que incluíram provas objetivas, oral e análise de currículo.

O procurador geral do Estado, Rodrigo Maia, agradeceu a importância com que o governador tratou as nomeações e parabenizou os novos procuradores. “Esse é um dia histórico. Depois de 13 anos, a PGE se renova. Em nome da carreira, deixo nosso agradecimento ao governador Flávio Dino. Parabéns aos 30 novos colegas que cerrarão fileiras na defesa do erário”, disse.

Veja a lista dos procuradores nomeados:

01. ANA CLEIA CLIMACO RODRIGUES DA SILVA
02. CLARA GONÇALVES DO LAGO ROCHA
03. FRANCISCO BEOLANDIO DOS SANTOS SILVA
04. RENAN SALES DE MEIRA
05. LUCAS ALVES DE MORAIS FERREIRA
06. GIORGIA KRISTINY DOS SANTOS ADAD
07. GABRIEL MEIRA NOBREGA DE LIMA
08. ROMÁRIO JOSÉ LIMA ESCÓRCIO
09. BRUNO MENEZES SOUTINHO
10. EDUARDO LUIZ DE PAULA LEITE
11. LUCÉLIO MAGALHÃES SILVA
12. MILLA PAIXÃO PAIVA
13. JOÃO BATISTA DO REGO JUNIOR
14. ANGELUS EMÍLIO MEDEIROS DE AZEVEDO MAIA
15. PABLO FREIRE ROMÃO
16. LUÍS FELIPE FONTES RODRIGUES DE SOUZA
17. MATEUS SILVA LIMA
18. EDUARDO PHILIPE MAGALHÃES DA SILVA
19. MARTHA JACKSON FRANCO DE SÁ MONTEIRO
20. RODRIGO AUGUSTO PINTO MACIEL
21. THAÍS ILUMINATA CESAR CAVALCANTE
22. DAVI MAIA CASTELO BRANCO FERREIRA
23. MIZAEL COELHO DE SOUSA E SILVA
24. ARTHUR REGIS FROTA CARNEIRO ARAÚJO
25. OSCAR LAFAIETE DE ALBUQUERQUE LIMA FILHO
26. IGOR DE ARAÚJO VILELLA
27. LUCAS SOUZA PEREIRA
28. DENILSON SOUZA DOS REIS ALMEIDA
29. GIVANILDO FÉLIX DE ARAÚJO JÚNIOR
30. AMANDA PINTO NEVES

E Flávio Dino vai mudando a forma de fazer política no Maranhão…

Governador Flávio Dino

“Convênios de papel” marcaram tristemente, por algum tempo, a relação do Palácio dos Leões com seus aliados. O dinheiro do convênio era repassado, mas a obra jamais saía do papel. Feitos aos cântaros às vésperas de eleições, eles alimentavam aliados e deixavam à míngua cidades que precisavam de serviços, mas não tinham prefeitos do campo do Leões.

A realidade vem mudando no Maranhão e prova disso foi o discurso do governador no Encontro de Vereadores esta semana.

Flávio Dino afirmou que o governo tem procurado ajudar os municípios com programas de parcerias que são reais. São serviços ampliados, como se vê com os cinco novos hospitais macrorregionais, ou obras que melhoram a vida de milhões de pessoas, como as recentes na Estrada do Arroz e Anel da Soja.

O governador lembrou que não tem feito aceno aos municípios com promessas de convênios que nunca viravam realidade nem eram pagos integralmente.

“Eu poderia fazer um bilhão de convênios. E depositar 5%, 10% e ia dizer que ia depositar o resto em algum momento do futuro. Isso é bonito? Isso é honesto? Isso atende os interesses do povo, da população ou da sociedade?”, destacou Dino. “Ou o que atende é fazer o poço, a estrada, a escola ou o hospital? E cada um escolhe o seu modelo de ação política”.

Governo Flávio Dino garante obras, escolas e programa “Mais Asfalto” para Timbiras

 A audiência aconteceu no Palácio dos Leões e discutiu uma série de demandas do município de Timbiras

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), acompanhou o prefeito de Timbiras, Antônio Borba, em audiência com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), onde ficaram garantidas para o município uma ambulância, fruto de emenda de autoria do parlamentar, cinco escolas dignas, o programa “Mais Asfalto”, reforma de três praças e uma estrada vicinal de 40 km que liga vários povoados, beneficiando milhares de pessoas.

À Imprensa, o deputado disse que um dos papéis da Assembleia Legislativa é fazer esse elo entre os municípios e o governo para manter a boa relação e definir emendas, projetos e obras para as cidades maranhenses. “A audiência que tivemos com o governador para tratar das demandas de Timbiras foi muito proveitosa e positiva em todos os sentidos. Neste primeiro contato, já estamos garantindo importantes benefícios que a população estava precisando”, disse ao destacar também a emenda de sua autoria que garante uma ambulância já liberada para a saúde municipal.

Em entrevista, após a audiência, o governador disse que o município de Timbiras é carente de recursos e que o governo está à disposição da administração municipal para garantir uma melhor qualidade de vida à população. Segundo ele, neste momento de crise no país, é preciso, cada vez mais, unir forças para que os benefícios cheguem a todas as regiões do Maranhão.

Segundo Flávio Dino, a responsabilidade fiscal é uma medida imprescindível, nesse momento de crise, para garantir o andamento e realização de obras. Ele destacou que o Estado faz um controle rigoroso dos gastos públicos. “Nós sabemos aplicar os recursos e prestamos contas, tanto é que esta gestão já foi reconhecida em qualidade de transparência”, frisou.

Durante a reunião, Flávio Dino disse que o diálogo do governo com os municípios sobre as demandas específicas de cada cidade ou região está priorizando a aplicação das políticas públicas de acordo com a necessidade de cada maranhense e otimizando a convergência de esforços entre o Estado e as prefeituras.

O prefeito Antonio Borba disse que foi muito positiva a audiência com o governador, que se colocou disposto a realizar importantes obras em Timbiras. Destacou também o empenho do deputado Othelino Neto na apresentação dos pleitos e na destinação de emendas para o município.

Participaram da audiência, além de Othelino Neto, do governador e do prefeito, o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, e o secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista.

Para Flávio Dino, agravamento da crise política exige “saída urgente” para evitar piora na economia

Governador Flávio Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou, através de suas redes sociais, que é necessário encontrar uma “saída urgente” para evitar que o agravamento da crise política nacional fragilize, ainda mais, a situação fiscal brasileira, com reflexo nos serviços para a população. Ele disse que o país vive uma “situação institucional muito grave”.

Para evitar a ingovernabilidade do Brasil, o governador ressaltou ser “decisivo o diálogo entre lideranças e o papel do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

Flávio lembrou que os “serviços públicos em muitos Estados já estavam em colapso” antes mesmo dessa última escalada da crise política. “Urgente uma saída que dê real governabilidade e estabilidade ao país.”

“Há risco de aumento da crise fiscal de Estados e municípios, com perspectiva de queda de arrecadação federal. Graves impactos sociais”, afirmou o governador.

Flávio defendeu que “a saída depende de convergência entre poder constituinte originário (povo), constituinte derivado (Congresso) e Tribunal Constitucional (STF)”.

“Sem dúvida, a saída mais adequada ao país: eleições diretas. Só há como viabilizar com as ruas e com juízo de constitucionalidade do STF”, acrescentou o governador.

Ele ainda frisou que não há impedimento para que seja aprovada uma Proposta de Emenda Constitucional prevendo eleições diretas em caso de eventual dupla vacância nos últimos dois anos da Presidência da República.

Flávio Dino autoriza concursos públicos para 1.850 vagas no Maranhão

Governador Flávio Dino autorizou abertura de concurso para 1.850 vagas no Maranhão

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), autorizou a realização de concursos para mais nove órgãos estaduais em 2017. São mais de 1.850 vagas distribuídas da seguinte forma: SSP – 100 vagas;  SSP (PMMA) – 1.300 vagas; SSP (Detran) – 170 vagas; Funac – 150 vagas; Procon/MA – 10 Vagas; Segep – 42 vagas; Imesc – 10 vagas; Aged – 100 vagas; Seplan– 20 vagas.

Até o final de 2017, serão 7.124 novos servidores admitidos por meio de concurso público em diversas áreas, incluindo as secretarias e órgãos com déficit histórico, caso da Secretaria de Segurança Pública (SSP). A ausência de contratações de novos policiais nos últimos anos contribuiu para o aumento da violência registrada no estado até 2014, deixando o Maranhão com a menor relação entre policiais e habitantes, no comparativo com os demais estados.

Novo rumo

Para corrigir essa distorção, o governador Flávio Dino determinou, já a partir de 2015, a convocação de 2.648 policiais militares aprovados em concurso público e de 288 para compor o quadro do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA).

O reforço também foi garantido no quadro de Servidores do Sistema Penitenciário do Estado, com a realização de Concurso Público em 2016 para o preenchimento de 238 vagas na Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap).