Roseana Sarney tem medo de disputar o governo…

Roseana Sarney tem receios de entrar na disputa pelo governo por conta do cenário político que lhe é desfavorável

Blogs e imprensa de um modo geral repercutiram uma entrevista da ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), em relação à disputa pelo governo do Estado, no próximo ano, onde ela diz que “não tem vontade de concorrer”, mas, se for provocada, poderá vir a ser. Na verdade, o medo, a insegurança e a falta do governo em suas mãos rondam as pretensões da peemedebista em relação a 2018.

A ex-governadora já disputou quatro eleições ao governo. Em 2006, perdeu uma para o pedetista Jackson Lago, apoiado pelo então governador José Reinaldo, que tinha sido vice da peemedebista e se elegeu em 2002, após ela renunciar para concorrer ao Senado. Como se pode observar, Roseana venceu todos os embates nas urnas quando ela ou seu grupo estavam no poder.

O quadro político hoje é muito diferente dos que tiveram Roseana Sarney como vencedora das disputas. Sem o poder do Palácio dos Leões e como ré em um processo que a coloca dentro de um esquema que causou rombo fiscal de mais de R$ 1 bilhão ao Estado, isso sem falar de outras broncas, que a desgastaram muito, a ex-governadora teria, na verdade, medo de entrar numa disputa com chances reais de derrota em um cenário em que sua popularidade caiu muito.

E a afirmação de que “não tem vontade de concorrer” é blefe. Na verdade, a vontade é muita. Mas a vaidade e, justamente, o medo de perder deixam Roseana Sarney sem coragem de se anunciar, com segurança, para a disputa que se avizinha, isso tudo somado à falta de apoios políticos para tal e à boa articulação que faz o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em seu terceiro ano de governo, sem denúncias ou acusações relevantes que abalem o seu potencial.

Mas, uma coisa é certa. Morando em Brasília, atualmente, e para não ficar sem mandato e mais fragilizada com os processos que enfrenta na Justiça, a ex-governadora Roseana Sarney deve mesmo é disputar uma vaga para a Câmara Federal. Ainda há muita água para rolar, mas vamos aguardar.

Governador inaugura obras em Turiaçu e Mirinzal…

Obras foram entregues em Turiaçu e Mirinzal nesta terça-feira (21)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), inaugurou, na manhã desta terça-feira (21), escolas, hospital, asfalto e sistema de abastecimento de água, nos municípios de Turiaçu e Mirinzal. O pacote reforça o trabalho parceiro da gestão estadual com as prefeituras para garantir melhorias nos serviços públicos prestados em áreas prioritárias como Saúde, Educação e Infraestrutura. O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), acompanhou a agenda.

Em Turiaçu, o governador Flávio Dino inaugurou a Escola Municipal Batista Amorim, integrando as ações do programa estadual ‘Escola Digna’, que substitui escolas de taipa por unidades de alvenaria. A escola vai beneficiar 54 alunos do povoado Bananal, atendendo diretamente 39 famílias da localidade. A unidade é mais uma entregue pela gestão Flávio Dino para garantir aos estudantes maranhenses um ensino de qualidade, com as devidas condições e estrutura. O ‘Escola Digna’ tem o propósito de levar dignidade aos estudantes da rede estadual de ensino nos interiores.

O município vai receber ambulância equipada e dotada de tecnologia para o atendimento de urgência e emergência na cidade e regiões adjacentes. Os veículos têm capacidade para atender como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi UTI – podendo se transformar em Unidade de Suporte Avançado (USA). É equipada com macas, pranchas, umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio – em caso de atendimento fora do veículo. Outros itens do veículo são respirador, monitor cardíaco, desfibrilador, além de medicamentos e sistema de monitoramento contínuo para socorro a pacientes potencialmente graves.

Ainda na cidade, será realizada a entrega do sistema simplificado de abastecimento de água no povoado Bananal, MA-209, para solucionar o problema de falta de água na localidade. Os sistemas incluem poço artesiano, reservatório de água, caixa d´água, redes de distribuição principal e secundárias. O programa estadual beneficia principalmente comunidades rurais não precisarão mais carregar água em longas distâncias. Com a ação, o Governo garante água potável de qualidade às comunidades que ainda não usufruem desse benefício essencial.

A agenda do governador na região do Norte Maranhense prosseguiu à tarde com a inauguração do Centro de Ensino Euclides Ribeiro, em Mirinzal.  A unidade da rede estadual possui cerca de 370 alunos oferecendo educação no Ensino Médio e Educação para Jovens e Adultos (EJA). A ação vem reforçar o compromisso do Governo pela educação de mais qualidade nos municípios do interior do Estado.

Flávio Dino diz que oposição faz muito barulho, mas é oca igual tambor…

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou o seu perfil no Twiiter para mandar alguns recados ao grupo Sarney, leia-se oposição ao governo, nesta segunda-feira (20). Em uma das tweetadas, ele diz que, no Maranhão,  “os saudosistas e viúvas são iguais a tambor: fazem muito barulho, mas são totalmente ocos”.

Flávio Dino se refere às investidas da oposição que tentam criar fatos, destorcer daqui e dali na tentativa de colocar a população contra o governo Flávio Dino (PCdoB), visando às eleições de 2018 e de olho no comando do Palácio dos Leões, que foi controlado pela oligarquia durante mais de cinco décadas.

Em outra tweetada, Flávio Dino diz que o povo do Maranhão não vai querer a volta do império dos negócios familiares, das lagostas e dos privilégios aos empresários amigos.

O governador toca, sutilmente, nas próximas eleições e afirma que o debate em 2018, no Maranhão, vai ser em torno da forma de aplicação dos recursos no presente e no passado. “Mas o debate em 2018 no Maranhão vai ser bem simples: como eles aplicavam o dinheiro público e como nós aplicamos. Diferenças imensas”, alfinetou.

Segundo Flávio Dino, a oligarquia acha que vai voltar ao poder no Maranhão com base em factoides, mentiras e agressões. “Todos os dias inventam um disparate”, disse.

Flávio Dino diz que ‘incompetência’ de ex-governantes levou o caos a prisões

IstoE

O governador informou que a Procuradoria-Geral do Estado vai estudar as demandas para depois decidir que medidas poderá tomar

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), atribuiu “à incompetência e falcatruas de ex-governantes” o estado caótico dos presídios do Estado. Em seu perfil oficial no Twitter, Dino se manifestou sobre a decisão da 3.ª Vara Federal de São Luís que condenou o Estado a pagar R$ 100 mil de indenização por danos morais para cada família dos 64 detentos mortos dentro de unidades prisionais maranhenses, de janeiro de 2013 a janeiro de 2014 – governo Roseana Sarney (PMDB).

“Infelizmente, o peso do caos que recebi é avassalador”, queixou-se o governador. Ele informou que a Procuradoria-Geral do Estado vai estudar as demandas para depois decidir que medidas poderá tomar.

A conta global a ser paga pelos cofres públicos do Maranhão às famílias dos presos mortos vai bater em R$ 6,4 milhões. O governador disse, ainda, que herdou ‘problemas gigantescos em todos os setores’. Mas afirmou. “Não desanimo. Força sempre.”

Indenização

A sentença foi publicada no dia 27 de fevereiro. A Justiça decidiu ainda que os filhos dependentes dos detentos devem receber pensão de dois terços do salários mínimo até os 25 anos de idade.

Se os detentos não tinham filhos, a pensão é válida para atuais cônjuges. Foi fixado o valor em um terço do salário mínimo durante o período de 10 anos.

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal decidiu que presos submetidos a condições degradantes em presídios devem ser indenizados.

Por 7 votos a 3, o Plenário do STF definiu a responsabilidade civil do Estado pelas pessoas que mantém presas. E se elas estão sem “condições mínimas de humanidade”, devem ser indenizadas.

Em sua decisão, o juiz federal Clodomir Sebastião Reis julgou improcedente pedido de indenização por dano coletivo em favor de toda a população maranhense.

Mas julgou procedente “o pedido de indenização por dano coletivo envolvendo direitos individuais homogêneos dos familiares dos 64 presos mortos de janeiro de 2013 a janeiro de 2014 no interior das unidades prisionais do Estado”.

“Condeno o Estado do Maranhão a pagar indenização no valor de R$ 100 mil à família de cada preso assassinado a título de dano moral”, decretou o magistrado.

O pedido de indenização foi feito pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Maranhão. Ulisses Sousa, um dos advogados que assina o pedido, afirma que a decisão é coerente com o entendimento recente do Supremo sobre a responsabilidade civil do Estado. “O Estado é responsável por manter a integridade física dos presos. Se isso não acontece, é obrigado a pagar indenização por danos morais.”

Para Ulisses Sousa, “o Supremo já definiu, inclusive, que o Estado é responsável até mesmo em caso de condições degradantes dentro de presídios”.

Classe política destaca perfil popular do governo Flávio Dino…

O governador Flávio Dino entregou equipamentos para incentivo à produção agropecuária em 55 municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Durante a solenidade de entrega de equipamentos para incentivo à produção agropecuária em 55 municípios do Estado, o presidente da Federação das Associações do Estado do Maranhão (Famem), Cleomar Tema (PSB), e o deputado federal Juscelino Resende (DEM) ressaltaram o perfil popular e realizador do governo Flávio Dino (PCdoB) que está voltado para as camadas mais pobres do Estado, para o povo, diferente de outras gestões que deixavam programas sociais de lado.

O governador  do Maranhão,Flávio Dino (PCdoB), realizou, nesta segunda-feira (6), no Palácio Henrique de la Rocque, a entrega de equipamentos para incentivo à produção agropecuária em 55 municípios do Estado. Os implementos estão ligados a programas como ‘Mais Produção’, ‘Agropolos’ e o projeto Salangô.

Ligados ao Programa “Mais Produção”, foram entregues 40 tanques de resfriamento de leite, 15 para a Região Tocantina e 25 para a região do Médio Mearim e um caminhão tanque, na cadeia produtiva do leite e derivados. Já na cadeia do arroz, serão entregues oito patrulhas agrícolas e oito plantadeiras.

“Todos os equipamentos que serão entregues, aliados à assistência técnica e gerencial que já vem sendo feita, da distribuição de sementes e das demais iniciativas ligadas à produção, beneficiamento e comercialização, formam um conjunto de ações concretas que farão e já vem fazendo a diferença na produção agropecuária do estado, sobretudo nas 10 cadeias produtivas definidas como prioritárias pelo Governo do Estado”, explicou o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser.

Os agropolos da Ilha, do Munim, da Barragem do Flores e do Rio Balsas receberão, cada um, uma patrulha agrícola. O primeiro a ser implantado terá ainda um caminhão refrigerado para transporte das frutas e hortaliças produzidas pelas Unidades de Referência de Produção (URPs) e 30 agricultores receberão kits de irrigação por aspersão ou gotejamento, para incremento da sua produção.

Os agricultores do Projeto Salangô também poderão contar com novos sistemas de irrigação: serão entregues 31 kits para que a produção de hortifrutis no perímetro irrigado seja fortalecida, como complemento às ações de revitalização que vem sendo realizadas desde 2015.

Na mesma ocasião, foram entregues outras 33 patrulhas agrícolas, frutos de emendas parlamentares dos deputados federais Zé Carlos do PT e Jucelino Resende, e dos estaduais Valéria Macedo, Hemetério Weba e Bira do Pindaré; além do início oficial da entrega de sementes de feijão do Programa Mais Sementes, que já distribuiu sementes de milho e arroz para esta safra no final de 2016.

Artigo de Flávio Dino: Cuidando do nosso patrimônio natural…

Governador Flávio Dino

O Maranhão é muito conhecido pela singularidade de nossas belezas naturais. Da Chapada das Mesas aos Lençóis Maranhenses, nosso território é formado de bens únicos, banhado por rios perenes e delimitado pelo segundo maior litoral e um dos mais belos do Brasil. Cuidar desse patrimônio é dever de todos nós e tem sido uma missão deste governo.

Por isso, estamos nos empenhando na proteção ao Parque do Bacanga, ameaçado por múltiplas pressões urbanas, e ao Parque do Mirador, santuário da nascente do rio Itapecuru. Já investimos cerca de R$ 25 milhões na manutenção de nossas unidades de conservação estaduais. No Parque do Rangedor, em São Luís, demos início ao cercamento da área, para garantir sua preservação. E em breve vamos começar a instalação de equipamentos que vão viabilizar a visitação e o lazer no Rangedor, valorizando essa bonita área encravada no coração da nossa Ilha.

Realizamos um concurso público para reforçar a atuação da Secretaria de Meio Ambiente, com 20 vagas para biólogo, engenheiro agrônomo, engenheiro ambiental, geógrafo, geólogo, oceanógrafo, hidrólogo, engenheiro civil, engenheiro de pesca, engenheiro florestal, químico e pedagogo. Com o reforço da máquina e mais eficiência, temos conseguido garantir maior velocidade e segurança aos licenciamentos ambientais. Subimos nossa produtividade de 846 licenciamentos em 2014 (governo passado) para 1.171 em 2016.

Um resultado muito visível de nosso trabalho em relação ao meio ambiente é o processo de despoluição das praias de nossa capital, que permaneceram impróprias para banho por muitos anos. Em julho de 2016, foram identificados os primeiros pontos de praia limpa nos relatórios semanais, realizados de acordo com a norma técnica exigida pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente. Passo a passo, esses pontos balneáveis foram ampliados e hoje lutamos semanalmente para consolidar essa conquista. Agora mesmo estamos concluindo a licitação para iniciar a limpeza do Rio Calhau, como já estamos fazendo nos rios Pimenta e Claro, que também chegam diretamente nas areias das nossas praias.

Essa mudança das praias de nossa capital é fruto de um trabalho que inclui a conclusão e a inauguração da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Vinhais, que está elevando de forma gradativa de 4% para 40% a capacidade de tratamento de esgotos da Ilha. Estamos ainda construindo a ETE Anil e reformando as estações do Bacanga e Jaracati. Também serão implantadas mais 35 novas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) e 355 km de redes coletoras e interceptoras, das quais 85 km já foram instaladas. Com todas essas obras, nossa meta é aumentar a capacidade de tratamento de esgoto na capital ainda mais, para algo próximo a 70%.

Outra realização importante é a despoluição da Lagoa da Jansen, por anos reduzida a depósito de esgoto. Estamos fazendo intervenções na região desde o começo do nosso governo e já estamos na etapa final das obras de retirada de pontos de lançamento de esgoto. Com isso, vamos obter resultados concretos e sustentáveis, ampliando as possibilidades turísticas desse importante ponto da Ilha, que também vem sendo valorizado com obras de urbanização feitas em parceria com a Prefeitura de São Luís, a exemplo da Praça da Lagoa, que agora está sendo ampliada.

Temos muitas outras conquistas em curso, como a revitalização da região da Beira-Rio de Imperatriz e um conjunto de novos parques que vamos implantar em várias cidades, a exemplo de Codó, Bacabeira e Balsas. As riquezas de nossa terra podem levar justiça e prosperidade para todos. E devem ser um bem de todos. Essa é a crença que motiva tantas ações em defesa do nosso patrimônio natural.

“Chute tendencioso do PIB do Maranhão só serve para desinformar e agredir”, diz Flávio Dino

Tudo que está sendo ventilado não passa de uma projeção de uma consultoria chamada Tendências, que pertence a um ex-ministro de Sarney

Ao contrário do que dizem os blogs alinhados ao grupo Sarney, o Produto Interno Bruto (PIB) de 2016 do Maranhão não foi sequer divulgado ainda. Tudo que está sendo ventilado não passa de uma projeção de uma consultoria chamada Tendências, que pertence a Mailson da Nóbrega, ex-ministro do ex-senador José Sarney (PMDB). Ou seja, mais uma armação.

“Chute tendencioso sobre o PIB do Maranhão só serve para desinformar e agredir. Ainda não existe número oficial do PIB de 2016. Essa é a verdade”, disse o governador Flávio Dino em sua conta no Twitter.

O PIB de 2016 somente sai em 2018. Até lá, apenas meros estudos e projeções. Tudo indica que Sarney pediu para seu ex-ministro inventar esse número absurdo de queda.

Em nota, o  Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) informou que a variação real do Produto Interno Bruto maranhense é apenas estimativa, e aponta para decréscimo de no máximo 4,8% em 2016, seguindo tendência nacional de queda. Os dados oficiais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), relativos à variação do PIB dos estados em 2016, serão divulgados somente em novembro de 2018.
Segundo o Imesc, entre os fatores que ajudam a explicar essa estimativa, está a quebra de safra de grãos no Estado em 2016, em função da forte estiagem ocasionada pelo fenômeno El Niño, e responsável isoladamente por 2,8 pontos percentuais da redução do PIB estadual naquele ano.
O governo do Estado garante ainda que a retomada do crescimento do Produto Interno Bruto maranhense deverá alcançar índice de 2,7% em 2017. Todos os estados foram afetados pela crise, nos últimos dois anos, e o Maranhão, certamente, vai crescer neste ano, pois tem uma das economias mais equilibras.

Após reunião, governo garante melhorias a Paraibano…

Flávio Dino, Zé Inácio e prefeito de Paraibano discutiram demandas do município

Após reunião entre o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), o deputado estadual Zé Inácio Rodrigues (PT), o prefeito de Paraibano, Zé Hélio (PT), o governo do Estado garantiu uma série melhorias para o município. Em pauta, a saúde, a agricultura familiar na cidade, ações para melhorar a educação, bem como a infraestrutura.

Como resultado da reunião, o governo se comprometeu em enviar uma ambulância para o município e medicamentos, que devem ser entregues ainda esta semana. Também foi garantida a reforma do hospital local.

Para a agricultura familiar, o governo destinará um trator, retomará a distribuição de equipamentos e semente para a população.

Quanto à demanda da educação, o governo comprometeu-se com a reforma da Escola de Ensino Médio Gonçalves Dias e do Farol da Educação. Ônibus escolares também serão entregues.

ECONOMIA: Governo extingue órgãos e anuncia fusões…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pelas redes sociais, o governador  do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou, na manhã desta segunda-feira (6), mudanças em secretarias e órgãos de governo válidas para o ano de 2017. As novas estruturas foram modificadas com fusões e extinções, como explicou o governador.

Entre as mudanças, o governador anunciou a fusão da Secretaria de Estado de Minas e Energia com a Secretaria de Indústria e Comércio e o Viva com o Procon. Além desses, houve ainda a fusão da Agência de Serviços Públicos com a Agência de Mobilidade Urbana, haverá, ainda, a instalação da Agência Metropolitana, um dos passos dados pelo Governo para a metropolização de São Luís.

Também será criada a Secretaria de Relações Institucionais. Segundo o governador, com as mudanças, haverá economia de gastos e não haverá criação de cargos.

“A organização da Região Metropolitana de São Luís é um antigo sonho, que vamos lutar para viabilizar agora, com a união dos prefeitos e prefeitas”, destacou Flávio Dino.