Operação Draga – Licitações de empresas investigadas foram feitas no governo Roseana Sarney

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) disse, em nota, nesta quarta-feira (12), que houve o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, referente ao processo de dragagem realizado pela empresa Jan De Nul do Brasil e serviço de batimetria realizado pela empresa Fotogeo, ambas licitadas em 2014, ainda na gestão passada, da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), e executadas no começo de 2015.

Nas redes sociais, o diretor de Engenharia e Manutenção, Eugênio Mendonça (print acima), confirmou que, quando entrou no cargo em 2015, já encontrou as licitações das duas empresas concluídas para serem executadas no início de 2015.

Segundo ainda a nota da Emap, a decisão judicial refere-se a fatos que remontam ao ano de 2009, ainda em debate administrativo no âmbito do Governo Federal.

Os serviços foram concluídos e a batimetria foi homologada pela Marinha do Brasil. A EMAP colabora com toda e qualquer investigação, reafirmando o compromisso da atual gestão com a transparência e probidade.

Em nota, SES diz que contrato com instituto foi firmado desde a gestão passada

Secretário Lula Almeida

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu nota, na noite desta sexta-feira (02), sobre nova etapa da operação Sermão aos Peixes, deflagrada pela Polícia Federal, e que envolve o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (Idac), que presta serviços ao Estado. Segundo o órgão, o contrato foi firmado na gestão anterior do ex-secretario Ricardo Murad.

A seguir, a nota:

Nota da SES

Sobre a 4ª fase da operação Sermão aos Peixes, deflagrada pela Polícia Federal nesta sexta-feira (2), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece quê:

1. O contrato com o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (Idac) foi firmado na gestão anterior;

2. Até o momento, a Secretaria não tinha nenhuma informação sobre qualquer irregularidade do instituto que administra 6 unidades de saúde;

3. A SES aguarda comunicação judicial para tomar as providências cabíveis.

Em nota, Sérgio Frota diz que foi mal interpretado em discurso sobre apoio do governo ao futebol maranhense…

Sérgio Frota reagiu através de nota…

O deputado estadual Sérgio Frota (PSDB) emitiu nota, na manhã desta  terça-feira (22), refutando matéria publicada na blogosfera, dando conta que ele teria “desmascarado” apoio do governo ao futebol maranhense. O parlamentar disse que foi mal interpretado e estranhou o teor da postagem.

“Talvez por não ser da área e tomado por certa pressa, o jornalista desconsidera o fato de que o futebol é feito por clubes, mas não apenas por clubes. Quem organiza e arca com custos logísticos do campeonato é a FMF (Federação Maranhense de Futebol). Ora, investir em organização não significa investir nos clubes e no futebol? O mesmo pode-se dizer das ações publicitárias, que também estão previstas no programa”, disse na nota que transcrevo abaixo:

NOTA OFICIAL
O deputado Sergio Frota vem a público esclarecer a postagem ‘Sergio Frota desmascara “apoio” do governo ao futebol maranhense’ publicada no dia 21 de fevereiro de 2017 no blog do jornalista Gilberto Léda.

Inicialmente, o deputado Sergio Frota gostaria de frisar que fez uso da tribuna, na manhã do dia 21 de fevereiro, com o objetivo de parabenizar o governo estadual pela parceria junto aos clubes do Estado. Causa estranheza que o jornalista Gilberto Léda, expectador do discurso, não tenha entendido uma fala tão simples e evidente em si mesma. E mesmo que algum deslize intelectual ou desatenção tenham obscurecido o juízo do respeitável jornalista na manhã desta terça, é de conhecimento público o fato de que o deputado Sergio Frota é não apenas um entusiasta da parceria entre Governo do Estado e Federação Maranhense de Futebol (FMF), mas aliado e agente atuante do processo. Portanto, fica mais do que caracterizado que o uso do termo “desmascarar” foi evidentemente equivocado e fruto de conjeturas antagônicas à realidade dos fatos.

Em relação à suposta diferença entre os valores apresentados pelo governo e os valores expostos no discurso apontada na matéria, o deputado Sergio Frota lamenta a falta de conhecimento do jornalista em relação à linguagem tão simples. E o uso fantasioso dos fatos. O jornalista usou trecho do discurso do deputado Sergio Frota para tentar validar a notícia de que os clubes maranhenses não irão receber os R$ 1.8 milhões em investimentos anunciados pelo governo neste ano. Para isso valeu-se de uma informação retirada da fala do deputado em que ele afirmou: “O governo do estado destinou R$ 1,8 milhão para o futebol maranhense, sendo metade disso, ou seja, R$ 900 mil, para os clubes de futebol”.

Talvez por não ser da área e tomado por certa pressa, o jornalista desconsidera o fato de que o futebol é feito por clubes, mas não apenas por clubes. Quem organiza e arca com custos logísticos do campeonato é a FMF (Federação Maranhense de Futebol). Ora, investir em organização não significa investir nos clubes e no futebol? O mesmo pode-se dizer das ações publicitárias, que também estão previstas no programa.

Ao garantir exposição midiática aos clubes, o governo do Estado valoriza o campeonato e os clubes diretamente. A vitrine facilita, entre outras coisas, a aquisição de patrocínios pelos clubes. E o que não é isso senão investimento nos clubes? É de se lamentar que um jornalista interprete algo tão inconfundível de forma tão embasbacada.

Para finalizar, o deputado Sergio Frota, assim como em discurso, gostaria de exaltar mais uma vez o empenho do governo do Estado em zelar pelo esporte maranhense e repetir em 2017 a iniciativa de 2016. E vale ressaltar: garantindo os mesmos valores apesar da crise que afetou todo o país.

Sergio Frota
Deputado Estadual

GARIMPO ILEGAL – Prefeito de Godofredo Viana nega denúncias e contesta operação da Polícia

Prefeito de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres

Prefeito de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres

O prefeito do município maranhense de Godofredo Viana, Marcelo Jorge Torres, reagiu, por meio de nota, às denúncias de que seria proprietário da Fazenda Frexal, situada no povoado Aurizona, alvo de operação da Polícia Civil esta semana. Ele disse que milhares de famílias do local sobrevivem há mais de 100 anos da atividade de garimpo.

Segundo o prefeito, na região, a exploração de ouro vem sendo feita pela empresa canadense Aurizona. Segue a nota.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 “Para determinar em definitivo a verdade dos fatos noticiados pela imprensa local e nacional, esclareço a respeito da equivocada vinculação pela Polícia, relacionando o meu nome na operação intitulada “Febre do Ouro”, realizada nessa semana no município de Godofredo Viana, e informo quê:

A Fazenda escolhida para a referida operação policial pertence ao meu genitor, o senhor Ronaldo Torres, não sendo de minha propriedade, informação pronunciada de forma equivocada pelo delegado regional de Zé Doca, Henrique Mesquita, em atitude constrangedora que, quando antes da ação policial o padrão da conduta de proteção de um cidadão exige uma antecipada investigação.

Informamos ainda que há mais de 100 anos, há atividade de garimpo na região feita por moradores. Atualmente, a extração de ouro no município vem sendo feita de forma empresarial pelo grupo Aurizona.

A Prefeitura de Godofredo Viana vem trabalhando para melhorar a qualidade de vida da população e sempre esteve mobilizada com o poder público da região para enfrentar os problemas sociais e ambientais. Estamos a disposição da imprensa para outras informações”.

Marcelo Jorge Torres

Prefeito de Godofredo Viana

Direção do “Chinelo de Dedos” desafia Justiça e diz que não fechará portas

Direção do Chinelo de Dedos garante que casa abre neste final de semana

Direção do Chinelo de Dedos garante que casa abre neste final de semana

A direção da casa noturna “Chinelo de Dedos” manifestou-se, por meio de nota, sobre a decisão judicial que determinou o fechamento da balada, localizada no Cohatrac, sob a alegação de poluição sonora. Avisou que não fechará as portas.
Segundo os diretores, já foi interposto recurso cabível à decisão que não é definitiva. “A casa continuará em normal funcionamento, inclusive com a realização de eventos neste final de semana”, diz a nota que se segue:
NOTA DO CHINELO DE DEDO
NÃO! O Chinelo de Dedo não fechará as portas.A direção do Chinelo de Dedo vem a público informar que a decisão judicial que determina a interrupção das nossas atividades, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, não é definitiva e contra ela já foi interposto o recurso cabível.Dessa forma, enquanto a aludida decisão permanecer sub júdice, A CASA CONTINUARÁ EM NORMAL FUNCIONAMENTO, INCLUSIVE COM A REALIZAÇÃO DOS EVENTOS DESTE FIM DE SEMANA.
Em relação a noticia veiculada pela imprensa e pelo TJ , esclarecemos que  :1) A relação com os moradores da vizinhança da Avenida Joaquim Mochel é pautada pelos princípios da cordialidade e respeito.

2) Temos em mãos TODAS as licenças de funcionamento expedidas pelos órgãos competentes (Alvará Municipal, Atestado Sanitário, Certificado de Vistoria do Corpo de Bombeiros, Autorização Anual da Delegacia de Costumes, Laudo de Emissão de ruído da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, entre outros).

3) Juntamos ao processo medições sonoras oficiais que demonstram que não extrapolamos os parâmetros legais.

4) Em todas as operações destinadas a esse fim, a casa sempre foi aprovada.

Respeitamos o direito de agir dos demandantes, mas fizemos uso do nosso também legítimo direito de recorrer da decisão, e enquanto ela não for definitiva, a casa seguirá com a animação e o respeito ao público que sempre a caracterizou.

Esperamos vocês no Chinelo de Dedo.

#FicaChinelo