Othelino Neto articula retomada de serviços do Hospital Aldenora Bello em reunião na Alema

O presidente da Alema pontuou ainda que, durante a reunião, a direção do hospital assumiu o compromisso de retomar, já na próxima semana, alguns serviços que foram suspensos

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), reuniu-se, nesta terça-feira (8), com diretores do Hospital Aldenora Bello, representantes da Promotoria de Justiça da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na busca por uma solução para o retorno da realização de serviços que deixaram de ser oferecidos pela instituição, que é referência no atendimento oncológico no Maranhão.

Participaram da reunião os deputados Dr. Yglésio (PDT), Helena Duailibe (Solidariedade) e Hélio Soares (PL), além do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a promotora de Justiça da Saúde, Glória Mafra, e dos diretores financeiro e administrativo do Hospital Aldenora Bello, Ruy Lopes Freitas e José Generoso da Silva, respectivamente.

“Nós percebemos a situação se agravando e, por isso, convidei representantes da diretoria da Fundação Antônio Dino, assim como o secretário estadual de Saúde e a promotora da Saúde, para que pudéssemos discutir conjuntamente e achar caminhos mais rápidos para que os serviços voltem a ser ofertados o quanto antes”, afirmou Othelino Neto.

O presidente da Alema pontuou ainda que, durante a reunião, a direção do hospital assumiu o compromisso de retomar, já na próxima semana, alguns serviços que foram suspensos, como o Pronto Atendimento Oncológico, as cirurgias, combate à dor e cuidados paliativos.

“Nós pedimos que, na quinta-feira próxima, o Aldenora Bello já nos apresente a planilha do que é fundamental para que possam superar esse momento de crise pelo qual estão passando. Soma-se a isso o fato de os deputados estaduais terem disponibilizado de suas emendas parlamentares um valor para que possa, também, ajudar na solução dos problemas do hospital e, assim, volte a atender a população”, garantiu Othelino.

O Hospital Aldenora Bello é mantido pela Fundação Antônio Jorge Dino e deixou de oferecer alguns serviços aos pacientes com câncer por falta de recursos financeiros. O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ressaltou que o Estado vem ajudando a instituição dentro de sua capacidade financeira. O titular da SES frisou ainda que o Legislativo, o Executivo e o Ministério Público estão unindo esforços para tentar manter a instituição.

“O Aldenora Bello é uma instituição privada que se mantém com recursos próprios, tem o repasse do SUS e recebe recursos do Governo Federal, mas que tem tido dificuldade na manutenção dos seus serviços e no manejo do dia a dia. O que estamos tentando fazer é vendo ainda outras formas para ajudar, além do que já fazemos, pois ajudamos sempre na manutenção do hospital”, ponderou Carlos Lula.

Após o encontro, o diretor financeiro do Hospital Aldenora Bello, Ruy Lopes de Freitas, pontuou que com o apoio da Assembleia Legislativa, por meio de emendas parlamentares, os serviços deverão voltar ao normal.

“Agradecemos ao presidente Othelino, que nos convidou, e às autoridades envolvidas, que podem ajudar o Aldenora Bello a cumprir a sua missão de cuidar dos pacientes com câncer. Faremos um estudo específico para a utilização das emendas parlamentares que os 42 deputados indicaram para nós, no valor de R$ 100 mil cada um, somando R$ 4,2 milhões. É algo que pode ser uma solução de médio prazo extremamente importante para o Aldenora Bello e, principalmente, para o paciente portador de câncer no Maranhão”, assinalou Ruy Lopes.

Após infarto, Hélio Soares segue sem previsão de alta

A assessoria de Hélio Soares emitiu uma nota para falar de seu estado de saúde

O deputado estadual Hélio Soares (PL), de 67 anos, sofreu um infarto na tarde de sábado (24). O quadro do parlamentar é considerado estável. A assessoria de Hélio Soares emitiu uma nota para falar de seu estado de saúde:

O deputado estadual Hélio Soares (PL) sofreu infarto, na noite de sábado (24), quando retornava para São Luís, após cumprir agenda na cidade de Satubinha, ao lado dos colegas de partido, deputado federal Josimar Maranhãozinho e deputada estadual Detinha.

Na manhã deste domingo (24), Hélio Soares deu entrada no UDI Hospital e passou por exames cardiológicos e pelo procedimento denominado de cateterismo. Segundo o boletim médico da unidade hospitalar, o deputado agora está na UTI cardiológica, com quadro estável e sendo monitorado. Ainda não há previsão de alta.

Assim que passou mal, ao retornar para a capital maranhense, o parlamentar recebeu os primeiros atendimentos médicos em um posto de saúde próximo a Santa Inês e, logo em seguida, foi deslocado para o Hospital Macrorregional da cidade, onde passou a noite em observação antes de seguir para São Luís. 

Assessoria de Comunicação
Deputado Hélio Soares

Zé Inácio promove audiência em defesa das disciplinas de Filosofia e Sociologia na educação básica

O tema em debate foi a retirada ou manutenção das disciplinas de Filosofia e Sociologia dos currículos da Educação Básica

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia, presidida pelo deputado Hélio Soares (PR), realizou audiência pública, na tarde de quarta-feira (29), no auditório Fernando Falcão. O tema em debate foi a retirada ou manutenção das disciplinas de Filosofia e Sociologia dos currículos da Educação Básica.

A iniciativa da audiência partiu do deputado Zé Inácio Lula (PT) atendendo sugestão do Fórum Maranhense de Filosofia do Maranhão e contou com a participação, na primeira mesa de debate, do Pró-Reitor de Planejamento da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), professor João de Deus; do Reitor do Instituto Estadual de Educação do Maranhão (Iema), Jônatas Almada; do Chefe do Departamento de Filosofia da Ufma, Gastão Clóvis; da presidente do Fórum de Filosofia do Maranhão, Zilmara de Carvalho; da representante da Secretaria de Educação de São Luís (Semed), Patrícia Leal; da representante do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), Cacilda Rodrigues; e Susan Lucena, diretora da Casa da Mulher Brasileira.

A segunda mesa de debatedores foi composta pelo coordenador do Curso de Filosofia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), professor Luís Magno Oliveira; o coordenador do Mestrado Profissional de Filosofia da Ufma, professor Alexandre Jordão; o presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (Anpof), Adriano Correia; o professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), Edgar Lira Neto; a chefe da Supervisão de Currículos da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Maria do Perpétuo Socorro Fortes; a representante do Instituto de Ensino Superior do Maranhão (IESMA), Maria dos Milagres da Cruz, e o professor Flávio Luís de Castro, do Fórum de Filosofia do Maranhão.

“Quando secam os mananciais utópicos se difunde um deserto de trivialidades e perplexidades”. Esta frase do filósofo Habermas mostra a situação atual do Brasil, onde o governo que está aí tenta sufocar não só a universidade, a filosofia e as ciências humanas, mas a ciência de uma forma geral. Se entramos nessa seara, estaremos condenados a sermos apenas consumidores de tecnologias produzidas em outros centros. Por isto esse debate é da maior importância, pois tem a ver com garantir a reflexão dos nossos estudantes sobre a realidade de forma crítica”, afirmou Gastão Clóvis.

Zilmara de Carvalho avaliou a audiência como muito positiva, porque foram tirados vários encaminhamentos. “Um deles era o que a gente estava esperando, que é o encaminhamento de se encaminhar uma minuta às Câmaras de Vereadores. Isto já é um grande avanço na tentativa de se incluir a Filosofia no Ensino Fundamental dos municípios do Maranhão”, complementou.

Para o deputado Zé Inácio Lula, o debate foi muito importante e produtivo, e demonstrou a resposta da Comissão de Educação da Assembleia à sociedade organizada do Estado do Maranhão. “Discutiu-se aqui, em profundidade, a relevância que tem o estudo da Filosofia no processo de ensino aprendizagem da Educação Básica. O Maranhão sai na frente, nacionalmente, fazendo o contraponto aos retrocessos da retirada dessa disciplina pelo governo federal ao garantir sua permanência na grade curricular na rede de ensino estadual, no ensino fundamental e médio”, destacou.

O deputado Hélio Soares achou o debate muito oportuno, democrático, representativo e destacou o papel da Assembleia, por intermédio da Comissão de Educação, na articulação com a sociedade organizada no enfrentamento da temática. “Esta é a Casa do debate e a tribuna do povo. Estamos abertos ao diálogo e comprometidos em buscar soluções para os anseios da sociedade. Por isso a Comissão de Educação pauta esse debate e se propõe a contribuir no sentido de encontrar soluções para essa relevante questão”, salientou.

Ao final, foram aprovados os seguintes encaminhamentos: 1 – Formar comissão com participação de membros do Poder Legislativo estadual para tratar com o secretário de Estado da Educação sobre a alteração do referencial curricular; 2 – Encaminhar minuta aos prefeitos e Câmaras de Vereadores orientando sobre a inclusão da disciplina de Filosofia na grade curricular das escolas nas séries final do Ensino Fundamental; 3 – Apresentar Moção de Apoio, na Assembleia, à  Carta dos Professores em solidariedade à Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (Anpof); 4 – Encaminhar a síntese do relatório da audiência pública à Comissão de Educação da Câmara e do Senado Federal.

Permanência de Roseana gera briga interna pelo Senado no grupo Sarney

PTB de Manoel Ribeiro diz que partido vai brigar pelo direito de disputar a vaga de senador pelo grupo Sarney

Manoel Ribeiro disse que PTB não abre mão de disputar a vaga de senador

Manoel Ribeiro disse que PTB não abre mão de disputar a vaga de senador

Edinho Lobão se articula com força

Edinho Lobão se articula com força

Há 14 dias do prazo de desincompatibilização, a situação ainda é de indefinição no Maranhão em relação à saída ou não da governadora Roseana Sarney do cargo, mas a chefe do Executivo estadual já andou manifestando desejo de permanecer até o dia 31 de dezembro por dificuldade de emplacar o pré-candidato do grupo ao governo, Luís Fernando Silva, no Palácio dos Leões, para esses oito meses de mandato, como estava planejado anteriormente.

Enquanto Roseana não se resolve e lança a informação de que não se desincompatibilizará do cargo, ela gerou uma outra disputa interna e intestina no grupo com relação ao nome que concorrerá ao Senado pelo grupo Sarney. Estão na briga o ministro do Turismo, Gastão Vieira (PMDB), o suplente de senador Edison Lobão Filho – Edinho (PMDB), o deputado estadual Hélio Soares (PMDB) e o PTB dos irmãos deputados Manoel Ribeiro e Pedro Fernandes.

Hélio Soares diz que também está na briga

Hélio Soares diz que também está na briga

Na manhã desta terça-feira (18), Hélio Soares foi à tribuna defender o próprio nome em substituição à governadora Roseana Sarney, que sinaliza em ficar no governo até o final do mandato para garantir a eleição do pré-candidato do grupo ao governo do Estado. O deputado, que deixou o PP, no ano passado, e se mudou de mala e cuia para o PMDB, acha que agora é a vez dele e que, inclusive, já teria recebido algum sinal do grupo nesse sentido.

PTB vai “bater o pé” pelo Senado

Por outro lado, Manoel Ribeiro disse à Imprensa que cobre o Legislativo que o PTB vai brigar para disputar o posto de candidato a senador pelo grupo Sarney. E os indicados são o deputado federal Pedro Fernandes  e o empresário Afonso Ribeiro, que hoje é suplente do senador Epitácio Cafeteira.

“Nós vamos lutar pelo direito de disputar a vaga de senador. Não abrimos mão disso”, disse Manoel Ribeiro de forma bem direta, ao seu estilo “curto e grosso”.

O complicador é que a governadora Roseana já confessou a interlocutores próximos que Edinho Lobão é quem disputará a vaga de senador pelo grupo Sarney, o que gerou um mal-estar imenso no grupo. Afinal, tem muita gente querendo também!