Bombeiros fazem vistoria na Barragem de Pericumã

O Corpo de Bombeiros do Maranhão fez uma vistoria, nesta sexta-feira (15), na Barragem de Pericumã, em Pinheiro. O objetivo foi fazer uma avaliação sobre os problemas na estrutura, cuja responsabilidade é do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), do governo federal.

Com as intensas e recentes chuvas, houve o rompimento de um dos cabos das comportas na barragem, o que causou aumento na vazão de água do rio e provocou alagamentos na cidade. O Governo do Maranhão entrou em contato com o DNOCS e se colocou à disposição para auxiliar dentro de suas competências.

Nesta sexta, a equipe dos bombeiros sobrevoou o local e, em seguida, seguiu de lancha até a barragem, para fazer uma avaliação mais detalhada.

“As providências iniciais [após o alagamento] foram tomadas de forma correta, que foi a recuperação do cabo da única comporta que ainda estava funcionando. Abriu-se a comporta, está tendo vazão da água e diminuiu o represamento da água”, disse o coronel Célio Roberto, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, que liderou a vistoria. O nível da água já recuou aproximadamente 50 centímetros.

A vistoria também contou com representantes da prefeitura e do DNOCS. A inspeção permitiu aos bombeiros as informações necessárias para fazer um relatório detalhando os problemas encontrados.

O documento será usado pela prefeitura de Pinheiro para pedir ao governo federal reparos emergenciais na barragem. O prefeito Luciano Genésio tem agendada uma reunião na próxima semana com o Ministério de Desenvolvimento Regional para tratar do assunto.

“A responsabilidade dessa barragem é do governo federal. Mas estamos mantendo os motores, os geradores e fazendo a manutenção. Inclusive colocamos os funcionários presentes aqui na barragem, fazendo um dever que não é nosso”, afirmou o prefeito.

A vistoria feita pelo Corpo de Bombeiros apontou a necessidade de reparos emergenciais antes da intensificação das chuvas em março e abril. E também que é preciso fazer uma reforma estrutural mais abrangente, para resolver o problema em definitivo.

Além disso, a Defesa Civil Estadual vai iniciar, já na semana que vem, um curso de capacitação da Defesa Civil de Pinheiro, a fim de dar mais condições para os profissionais atuarem diante de situações de risco ou emergência.

A Defesa Civil do Estado mantém permanentemente uma equipe em Pinheiro.

Denúncia contra irmão do prefeito de Pinheiro é acatada pela Justiça

Lúcio André já havia agredido a ex-esposa, Ludmila Rosa, em inúmeras ocasiões.

O juiz da 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em São Luís, Clésio Coelho Cunha, acatou a denúncia do Ministério Público do Maranhão que pede a condenação de Lúcio André Silva Soares, irmão do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, pelos crimes de tortura e dano qualificado por violência. Além disso, ele também foi condenado a pagar indenização por danos morais e materiais.

A denúncia relata que, no dia 12 de novembro de 2017, foram desferidos vários socos e cotoveladas pelo acusado contra sua sua ex-esposa, Ludmila Rosa, o que a levou a diversas lesões.

Após o ocorrido, Ludmilla denunciou o caso à Polícia. Segundo a delegada titular da Delegacia da Mulher, Wanda Moura, Ludmila contou que, após as agressões, não conseguia nem andar. No mesmo mês, o juiz Clésio Coelho decretou a prisão preventiva de Lúcio André, que continua foragido.

Flávio Dino com 63,2% de aprovação em Pinheiro, enquanto Luciano Genésio tem 70,3% de desaprovação, segundo pesquisa

Segundo pesquisa Econométrica, encomenda pela TV Difusora de Pinheiro, aponta que 70,3% dos entrevistados desaprovam a gestão do prefeito do município, Luciano Genésio (Avante). O mesmo levantamento mostra que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), tem a aprovação de 63,2% dos sondados.

Apenas 33% desaprovam o governo Flávio Dino em Pinheiro, segundo sondagem feita pela Econométrica. 1,1% Não sabem ou Não respondem.

Segundo os dados da pesquisa, apenas 29% disseram aprovar o prefeito Luciano Genésio e menos de 1% dos moradores não souberam responder a pergunta.

Quando o levantamento perguntou aos entrevistados como eles analisam a administração de Genésio, 33,1% classificaram como péssimo; 26% escolheram a opção “ruim”; 16,7% responderam “regular para bom”; outros 12,6% disseram “bom”; 10,4% escolheram “regular para ruim”; o mínimo de 0,7% discordou e avaliou como “ótimo”. Não souberam responder marcou 0,4 pontos percentuais.

Zé Genésio “comanda” Prefeitura de Pinheiro com viagem de Luciano…

Luciano Genésio viajou para Dubai

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, está em viagem com a família para a cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, segundo foto postada no Instagran de sua esposa, Thaíza Hortegal, há dois dias. Em seu lugar, o vice, vereador Stélio Cordeiro (PSDB), é quem deveria estar dando as cartas, mas, segundo informações, quem manda e desmanda na principal cidade da Baixada Maranhense, mais do que nunca, está sendo o ex-prefeito Zé Genésio, seu pai.

Em áudio que circula nas redes sociais, Zé Genésio entrou em confronto com o secretário de Saúde, denunciando-o, acusando-o de montar um “esquema” no órgão e exigindo que ele o procure para ouvir suas ideias.

Enquanto isso, servidores da Prefeitura de Pinheiro reclamam a parcela do décimo terceiro que ainda não foi paga e salários atrasados.

Casado, Luciano tem perfil no Tínder

E por falar em Luciano Genésio, uma leitora assídua do blog encontrou, facilmente, o prefeito de Pinheiro, que é casado, no aplicativo Tínder, voltado para encontros e relacionamentos amorosos.

Por coincidência, ele está com a mesma roupa que aparece na foto de Dubai, indicando que pode ter atualizado o seu perfil recentemente no aplicativo de relacionamento.

Casado, Luciano Genésio mantém perfil no Tinder, um aplicativo para quem busca relacionamentos amorosos

Luciano Genésio vira marionete de marqueteiro que comanda a prefeitura de Pinheiro

O prefeito eleito em Pinheiro nas últimas eleições, Luciano Genésio (Avante), não vem exercendo de fato a sua função. Na verdade, virou apenas uma marionete e quem manda mesmo é o empresário paulista Janderson Landim, marqueteiro, conhecido no Maranhão, em diversos municípios, por práticas suspeitas.

Landim foi o responsável pela vitória de “Genesinho” na eleição de 2016, quando entrou com o cérebro e o bolso na campanha do ex-progressista para derrotar o peemedebista Filuca Mendes.

Astuto, bem articulado e “corretor” de lotes até na lua, Janderson Landim é quem está dando as cartas na gestão do prefeito Luciano Genésio. Atualmente já controla a Comunicação e a Saúde do município. Só que ainda acha pouco, quer mais. É ele que tem escolhido a dedo quem vai continuar nos cargos de confiança e quem serão os fornecedores da prefeitura, situação que tem gerado revolta entre vereadores e aliados que sempre apoiaram Luciano.

Landim é conhecido por patrocinar campanhas eleitorais em troca de serviços às prefeituras, como o de “consultas oftalmológicas” gratuitas, com alto faturamento nas lentes produzidas por suas empresas.

No histórico do empresário, consta a fundação de uma ONG suspeita, a APS Saúde, para a realização de “consultas de vista” gratuitas, sem o suporte de um profissional habilitado para tal, o oftalmologista.

Enquanto Luciano não “bate no peito pra mostrar que com ele é dito e feito”, a cidade de Pinheiro segue esburacada, enfrentando um caos na saúde, na educação, na segurança e, enquanto isso, o “prefeito ostentação” fatura contrato com empresa de táxi aéreo, faz festas e mais festas e zomba da cara da população.

Recentemente, entraram na fila de fuzilamento os secretários de saúde, assistência social, transparência, infra-estrutura e governo. Este último, o secretário de governo Fred Lobato, é o fiel escudeiro de longa data e homem de confiança de Genésio.

Teria Luciano vendido a sua administração ainda em campanha para o poderoso empresário? Genésio é apenas um “testa de ferro” do famoso marqueteiro? Até quando o prefeito aceitará ser submisso a Janderson Landim? É aguardar pra ver!

Prefeitura de Pinheiro contrata instituto por R$ 1 milhão para manipular pesquisa

O Instituto Perfil, responsável por realizar pesquisa apontando empate técnico entre Roseana Sarney e Flávio Dino e colocar Waldir Maranhão como favorito ao Senado, foi contratado pela Prefeitura de Pinheiro por R$ 1 milhão. As informações foram divulgadas pelo blog do Raimundo Garrone.

Instituto Perfil Pesquisas e Projetos é o nome fantasia da empresa Mondego e Silva Ltda-ME.

O mesmo levantamento que avaliou o cenário politico para 2018, também quis saber sobre o desempenho do prefeito Luciano Genésio em seus primeiros seis meses de Governo, e o resultado mostrou 87% de aprovação. Os números são muito acima da média, ainda mais para a região dividida em dois clãs políticos, e especialmente em relação ao grupo do ex-prefeito Filuca Mendes.

Waldir e Luciano são aliados íntimos, do mesmo partido, e costumam trocar figurinhas dentro do PP.

Portanto, o resultado favorável à dupla, ainda mais de uma empresa contratada a peso de ouro pelo prefeito, coloca em dúvida os números divulgados

Pinheiro: Luciano Genésio deverá pagar mais de R$ 21 mil por divulgação de pesquisa fraudulenta

Clodoaldo Correa

pinheiro pinheiro2

O candidato Luciano Genésio (PP), filho do ficha-suja, ex-prefeito Zé Genésio, desafiou a Justiça ao publicar em seu programa eleitoral desta segunda (26) resultado de pesquisa considerada fraudulenta e vetada pela Justiça Eleitoral.

No desespero de forjar números inexistentes, além do programa, Luciano também utilizou de carro de som e redes sociais para disseminar a mentira.

A juíza da 106ª Zona Eleitora, a Dra Lavínia Helena Macedo Coelho, considerou a pesquisa como “em desacordo com a legislação” e avaliou que a sua divulgação pode causar danos aos outros candidatos, proibindo qualquer tipo de divulgação do levantamento.

Na decisão proferida na última sexta-feira (23), a magistrada afirma também que, em caso de descumprimento da medida, os representados deverão pagar multa e responder sanções nas esferas penais, administrativas e cíveis.

Entre os citados no processo estão o marqueteiro/financiador de Luciano Genésio, cuja empresa é a Jakarta Publicidade LTDA; a empresa de pesquisas Perfil Pesquisas; e um candidato a vereador de Pinheiro

Waldir Maranhão já “elabora” suposto secretariado de Luciano Genésio em Pinheiro…

Com apoio e indicações  de Waldir Maranhão, Luciano val elaborando suposta lista de secretários

Com apoio e indicações de Waldir Maranhão, Luciano já elabora suposta lista de secretários com o auxílio de Zé Genésio

Ninguém quer o apoio do deputado federal Waldir Maranhão em São Luís e em outros municípios do Estado, mas não é o caso do candidato a prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), que, todos os dias, aconselha-se com o parlamentar do mesmo partido, envolvido nas investigações da operação  Lava Jato, em casos de desvio de recursos públicos, apadrinhamento de fantasmas, usufruto de cargo fantasma, etc.

Um dos principais articuladores de Luciano Genésio, Waldir Maranhão já estaria, inclusive, com a ajuda do pai e ex-prefeito Zé Genésio, elaborando uma suposta lista do  secretariado do pepista, caso ele vença as eleições no dia dois de outubro.

Corre solto em Pinheiro que um hipotético governo Luciano Genésio seria controlado, na verdade, pelas mentes férteis e capitalistas de Waldir Maranhão e do atual presidente do PP, André Fufuca, que era um dos principais articuladores do movimento de manutenção do mandato do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB).

Agora, imagina a Prefeitura de Pinheiro administrada, indiretamente, por Waldir Maranhão, com a ficha totalmente comprometida, e, de tabela, por Fufuquinha que se envolve com políticos do nível de Eduardo Cunha. Infelizmente, esses são os aliados e conselheiros de primeira ordem de Luciano Genésio.

PINHEIRO! Luciano volta atrás, mesmo correndo riscos, e mantém candidatura a prefeito; Leonardo Sá é vice

Luciano Genésio voltou atrás na decisão de retirar a candidatura, mesmo correndo os riscos da intervenção nacional que proíbe a aliança com o PCdoB

Luciano Genésio voltou atrás na decisão de retirar a candidatura, mesmo correndo os riscos da intervenção nacional que proíbe a aliança com o PCdoB

O suplente de deputado estadual Luciano Genésio (PP) voltou atrás ao que havia anunciado a esta editora, na noite desta sexta-feira (05), e decidiu manter mesmo a candidatura a prefeito do município, mesmo correndo riscos com a intervenção nacional do partido. Em convenção, o PCdoB oficializou o médico Leonardo Sá a vice-prefeito.

Depois de anunciar a  renúncia em favor do candidato a vice do PCdoB, Leonardo Sá, inclusive informando sobre a decisão pessoalmente por telefone a esta editora, Luciano cedeu à pressão do pai, o ex-prefeito José Genésio, e do deputado federal Waldir Maranhão.

Luciano Genésio desafiou o diretório nacional do PP, que proibia alianças com o PCdoB, ao confirmar Leonardo Sá como vice. A confiança do suplente de deputado  se baseia  na tese de que a resolução assinada pelo senador Ciro Nogueira, que determinou a intervenção, não terá relevância para o Tribunal Regional Eleitoral.

É um risco que estão correndo, pois a chapa deve ser contestada. O prefeito Filuca Mendes (PV) é um dos maiores interessados, já que a dupla é bastante ofensiva para o projeto dele de reeleição. Ele articulou, em Brasília, a dita intervenção. Vamos acompanhando o desfecho dessa novela.