Assembleia Legislativa lamenta falecimento de Robero Fernandes

Nota de Pesar

Com imenso pesar, a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão lamenta o falecimento do jornalista Roberto Fernandes, aos 61 anos, ocorrido nesta terça-feira (21), deixando uma grande lacuna na imprensa e no esporte maranhense.

Natural de Vitória de Santo Antão (PE), Roberto era formado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Exerceu como muita competência seu ofício, com passagens pela Rádio São Luís AM, TV Brasil e Rádio Educadora AM. Foi, ainda, presidente do time de futebol maranhense Moto Club.

Há 20 anos, comandava o programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM, além de ser apresentador do quadro de política do Bom Dia Mirante.

Neste momento de tristeza, a Assembleia Legislativa solidariza-se com familiares, amigos e colegas de trabalho de Roberto Fernandes, rogando a Deus o consolo para superar a dor desta grande perda.

Deputado Othelino Neto
Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão


Nota de Pesar – Diretoria de Comunicação

A Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do jornalista e radialista Roberto Fernandes, confirmado na noite desta terça (21).

Roberto comandava há 20 anos o consagrado programa “Ponto Final”, na Rádio Mirante AM, além de ser apresentador do quadro de política do telejornal Bom Dia Mirante. Durante a sua trajetória, também passou pela Rádio São Luís AM, TV Brasil e Rádio Educadora AM. Foi, ainda, presidente do Moto Club e um grande colaborador e defensor do esporte no nosso estado.

Profissional respeitado, que exercia o jornalismo com responsabilidade e decência, Roberto nos deixa um grande legado.

Neste momento de dor, oferecemos nossas condolências aos seus familiares, colegas do Sistema Mirante de Comunicação e demais amigos, ratificando nossos votos de pesar pela grande perda.

Edwin Jinkings
Diretor de Comunicação da
Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão

Jornalista Roberto Fernandes morre aos 61 anos, vítima do novo coronavírus

Roberto Fernandes comandava 20 anos o programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM, e também era apresentador do quadro de política do Bom Dia Mirante.

Faleceu, no início da noite desta terça-feira (21), o apresentador e radialista, Roberto Fernandes. Ele estava internado desde o dia 23 de março, no Hospital UDI, em São Luís.

Fernandes foi internado com um quadro de pneumonia, diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19) e passou vários dias entubado.

O jornalista tinha 61 anos, era natural de Vitória de Santo Antão, município localizado em Pernambuco. Era formado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e teve passagens pela Rádio São Luís AM, TV Brasil e Rádio Educadora AM.

Roberto Fernandes comandava 20 anos o programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM, e também era apresentador do quadro de política do Bom Dia Mirante.

Roberto Fernandes é diagnosticado com coronavírus em teste contraprova

Roberto Fernandes está internado em um hospital particular desde o dia 23 de março, quando deu entrada com um quadro de pneumonia.

O jornalista Roberto Fernandes, apresentador da Rádio e TV Mirante, testou positivo no exame de contraprova do novo coronavírus (COVID-19).

Roberto Fernandes está internado em um hospital particular desde o dia 23 de março, quando deu entrada com um quadro de pneumonia.

Até então, o apresentador tinha testado negativo. O laudo chegou a ser anunciado pelo apresentador do JMTV1, Júnior Albuquerque.

Roberto segue em tratamento hospitalar. Desejo uma rápida recuperação ao colega jornalista.

Ibope e TV Mirante reconhecem vitória de Flávio Dino no primeiro turno

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante. Margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O instituto ouviu 1.008 eleitores, entre os dias 2 a 4 de outubro

A TV Mirante divulgou, nesta quinta-feira (4), a última pesquisa do Instituto Ibope em que reconhecem a vitória do governador Flávio Dino (PCdoB) no primeiro turno. A pesquisa tambem aponta vantagem dos candidatos ao Senado Federal, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS).

Na pesquisa estimulada para o governo, considerando todas as intenções de votos, inclusive as respostas dos eleitores que se declaram indecisos ou que votariam em branco ou nulo, Flávio Dino (PCdoB) aparece com 56%. Em segundo lugar aparece Roseana Sarney (MDB), com 30%; Maura Jorge (PSL), com 4%; Roberto Rocha (PSDB), com 2%; Ramon Zapata (PSTU), com 1%; Odívio Neto (PSOL), com 1%

Brancos/nulos somaram 4%, não sabem ou não opinaram 2%.

Em relação ao levantamento anterior, divulgado no dia 19 de setembro. Flávio Dino subiu de 49% para 56%. Roseana Sarney (MDB) caiu de 32% para 30%. Maura Jorge (PSL) passou de 5% para 4%. Roberto Rocha (PSDB) se manteve com 2%. Ramon Zapata (PSTU) passou de 0% para 1%. Odívio Neto (PSOL) passou de 0% para 1%. Brancos/nulos foi de 7% para 4%. Não sabe foi de 5% para 2%

Votos válidos

Considerando apenas os votos válidos, Flávio Dino vence ainda no primeiro turno com 59%. Para calcular esses votos são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Veja os índices:

Flávio Dino tem 59%. Em segundo lugar aparece Roseana Sarney com 32%; Maura Jorge tem 5%; Roberto Rocha tem 2%; Ramon Zapata tem 1% e Odívio Neto tem 1%.

A TV Mirante também divulgou os números do Ibope para o Senado Federal. Os números apontam que se a eleição fosse hoje, Weverton e Eliziane seriam eleitos.

Weverton Rocha (PDT) tem 35%; Eliziane Gama (PPS) tem 34%; Sarney Filho (PV) tem 25%; Edison Lobão (MDB) tem 23%; Zé Reinaldo (PSDB) tem 10%; Alexandre Almeida (PSDB) tem 5%; Saulo Pinto (PSOL) tem 4%; Samuel de Itapecuru (PSL) tem 3%; Preta Lú (PSTU) tem 2%; Saulo Arcangeli (PSTU) tem 2%; Iêgo Bruno (PCB) tem 1%

Branco/Nulo – Vaga 1: 12%. Branco/Nulo – Vaga 2: 20%. Não sabem: 24%

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante. Margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O instituto ouviu 1.008 eleitores, entre os dias 2 a 4 de outubro. A pesquisa foi registrada no TRE sob o número MA-07570/2018

Maura Jorge perde oportunidade de mostrar propostas no debate da Mirante

Maura Jorge, certamente, perdeu uma grande oportunidade de apresentar propostas e ficou apenas nos ataques pessoais

Com apenas 11 segundos de tempo de propaganda no Rádio e na TV, a candidata Maura Jorge (PSL) perdeu uma grande oportunidade de apresentar suas propostas no debate da TV Mirante, realizado na noite desta terça-feira (2).

Logo na primeira pergunta, Maura deixou de responder o questionamento do candidato Odívio Neto (PSOL) para atacar o governador Flávio Dino (PCdoB), acusando de ter a retirado de um palanque político na cidade de Lago da Pedra.

Nos tempos reservados tanto para as perguntas, quanto para as respostas, a candidata abordou a temática nacional, ao invés de explorad assuntos do Estado.

Na pergunta em que Roseana Sarney fez sobre o tema saúde, Maura Jorge perdeu, mais uma vez, a oportunidade de mostrar propostas viáveis ao povo do Maranhão e atacou novamente o governador Flávio Dino.

Mostrando nervosismo ao olhar várias vezes os papéis sobre o púlpito, a candidata se exaltou por várias vezes, passando longe do jeito mais tranquilo, que muitas pessoas a classificam.

Maura Jorge, certamente, perdeu uma grande oportunidade de apresentar propostas e ficou apenas nos ataques pessoais.

Flávio Dino domina debate da Mirante

O governador Flávio Dino (PCdoB) se sobressaiu em todas as perguntas e mostrou com tranquilidade as obras e ações de seu governo. Foto: TV Mirante

A TV Mirante promoveu, na noite de terça-feira (2), o primeiro debate televisivo das eleições do Maranhão. Estiveram presentes os candidatos Flávio Dino (PCdoB), que dominou o embate com os adversários, Maura Jorge (PSL), Odívio Neto (PSOL), Roberto Rocha (PSDB) e Roseana Sarney (MDB). Apenas Ramon Zapata não participou, pois o PSTU não tem representação na Câmara Federal.

Dividido em quatro blocos, o debate teve tema livre no 1º e 3º bloco, enquanto o 2º e 4º bloco foram com temas determinados, além das considerações finais dos candidatos, no 4º e último bloco.

O governador Flávio Dino (PCdoB) se sobressaiu em todas as perguntas e mostrou com tranquilidade as obras e ações de seu governo. Líder em todas as pesquisas, ele pediu aos espectadores, mais uma oportunidade para continuar com as políticas sociais implantadas por sua gestão. Pelo seu status de governador, Flávio Dino não deixou de receber críticas da maioria dos candidatos.

A candidata Roseana preferiu dirigir suas perguntas na maioria das vezes à ex-prefeita Maura Jorge. Ela teve que responder perguntas polêmicas sobre a Casa de Veraneio, por exemplo. Roberto Rocha se mostrou aparentemente nervoso e exaltado, o candidato citou alguns dos suas propostas como os investimentos na área do meio ambiente. Odívio Neto do PSOL mostrou nervosismo ao gaguejar por diversas vezes e esquecer os temas selecionados das perguntas, mas reforçou que se eleito, investirá na valorização dos servidores públicos.

Maura Jorge por sua vez partiu várias vezes com críticas ácidas ao governador Flávio Dino. A candidata não deixou de exaltar por várias vezes a aliança com o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Os maranhenses irão às ruas no próximo domingo (7), e escolherão o gestor para os próximos quatro anos.

Denúncias podem complicar Roseana Sarney e Maura Jorge no debate da TV Mirante

Resta saber se as duas vão se livras das ‘saias justas’ ou se vão titubear ao vivo e a cores para todo o Maranhão

No debate que será realizado hoje (2) à noite pela TV Mirante, a candidata Roseana Sarney (MDB) provavelmente será convocada a explicar como a gráfica que imprime o jornal da sua família foi contratada para confeccionar material calunioso contra os candidatos ao Senado Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT).

As publicações foram impressas na gráfica do jornal O Estado do Maranhão e a mando de um aliado do irmão de Roseana, Sarney Filho (PV), que aparece em queda nas pesquisas de intenção de voto ao Senado.

A candidata Maura Jorge (PSL) também deverá enfrentar forte pressão no debate. Maura terá que se defender da denúncia de que teria contratado funcionária fantasma quando era deputada estadual. A empregada doméstica Gercina Vieira contou ao Jornal Pequeno que foi vítima de um golpe de Maura Jorge e ficou impossibilitada de se aposentar ao descobrir que seu nome foi usado, sem o seu consentimento, para lotar u uma funcionária fantasma no gabinete de Maura. No esquema, quase R$ 200 mil foram desviados.

Resta saber se as duas vão se livras das ‘saias justas’ ou se vão titubear ao vivo e a cores para todo o Maranhão.

Ibope confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno; Lobão lidera para o Senado

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro

A segunda pesquisa Ibope, que mede as intenções de voto dos maranhenses, foi divulgada pela TV Mirante, na noite desta quarta-feira (19).

O governador Flávio Dino (PCdoB) ampliou sua vantagem no primeiro turno e saltou de 43%, na primeira pesquisa, para 49% nesta nova pesquisa.

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) caiu de 34% para 32%. Maura Jorge (PSL) aparece com 5% e Roberto Rocha (PSDB), com 2%. Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) não pontuaram. Branco e nulo somaram 7%, não sabem ou não responderam 5%.

Lobão lidera na disputa pelo Senado

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro

Na corrida ao Senado Federal, o senador Edison Lobão (MDB) lidera a pesquisa com 25% dos votos. Em seguida aparece Sarney Filho (PV), com 23%; Eliziane Gama (PPS), com 23%; Weverton Rocha (PDT), com 20%; Zé Reinaldo (PSDB), com 12%; Alexandre Almeida (PSDB), com 4%; Preta Lú (PSTU), com 2%; Saulo Pinto (PSOL), com 2%; Samuel de Itapecuru (PSL), com 2% e Saulo Arcangeli (PSTU), com 1%. Iêgo Bruno (PCB) não pontuou.

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro. O registro foi feito na Justiça Eleitoral sob o número MA-06667/2018. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança, de 95%.

Na TV Mirante, Flávio Dino mostra por que foi eleito pelo G1 o melhor governador do Brasil

O governador e candidato à reeleição Flávio Dino foi entrevistado nesta terça-feira (11) na TV Mirante, onde destacou diversos avanços que o Maranhão vem vivendo desde 2015. “O site G1, que é sediado aqui [no prédio do Sistema Mirante], disse que eu sou o governador que mais cumpriu promessas no Brasil”, afirmou no início da entrevista.

“É um site que é sediado aqui na empresa, de propriedade de minha adversária”, acrescentou. O Sistema Mirante é de propriedade da família Sarney.

“O site G1 fez um campeonato dos governadores, e o governador do Maranhão ficou duas vezes em primeiro lugar, com um índice de 95% [de propostas cumpridas]. É atestado pelo G1. É um atestado de seriedade, de quem combate a pobreza extrema, que faz política social, política econômica justa.”

Flávio também lembrou que o Brasil vive uma grave crise econômica nacional. E, mesmo assim, o Maranhão tem conseguido avanços reconhecidos em todo o país, como o programa Escola Digna, o maior salário para professores, um dos maiores crescimentos econômicos entre todos os Estados e liderança na geração de empregos com carteira assinada no Nordeste.

“Claro que vivemos uma crise nacional causada pelo golpe político que foi dado exatamente pelo partido da minha adversária, o PMDB [atual MDB]. Mas a nossa parte temos feito. As políticas compensatórias foram feitas como nunca antes na história do Maranhão. O Brasil caminhou na direção errada, o Maranhão caminhou na direção correta”, disse o governador.

“O Maranhão teve saldo positivo de emprego em 2017, está tendo saldo positivo em 2018, saiu dos últimos lugares da Educação e hoje está na metade dos melhores”, afirmou Flávio.

Reconhecimento

“O Maranhão não vai andar para trás, temos um governo limpo, honrado e honesto”, afirmou Flávio Dino na TV Mirante

Flávio ressaltou que o Maranhão tem o maior salário do Brasil para professores de 40 horas, acima de R$ 5,7 mil: “Quem diz que é o maior não sou eu, é a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação, a imprensa, todos dizem que pagamos o maior salário. Significa dizer que é ideal? Ainda não, mas estamos caminhando para isso”.

“O nosso governo é o único que começou e terminou sem nenhuma greve, isso é extremamente importante para os alunos.”

Flávio ainda disse que o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Maranhão) atingiu a maior marca da história na mais recente divulgação feita pelo Ministério da Educação.

“O governador Jackson Lago tinha deixado do Ideb no patamar de 3 pontos. No governo da minha antecessora, andou para trás e caiu para 2,8. E olha que é difícil fazer andar para trás, tem que ser muito ruim na gestão. No nosso governo, logo subiu para 3,1. E agora chegamos a 3,4, a terceira maior do Nordeste.”

Bem para a educação

“Temos nota do Ideb maior que o Rio de Janeiro, a Bahia e outros Estados grandes. Saímos do 22º para o 13º. Isso é uma coisa que a Mirante tinha que dar espaço, para os professores falarem, entrevistar estudantes. Iria fazer bem para os educadores, não escondam isso. Mostrem as escolas integrais, as Escolas Dignas. Esse é o Maranhão real. Todos os indicadores mostram avanço.”

Sobre a saúde, Flávio disse que “tínhamos dois hospitais regionais, temos dez hoje”. De acordo com ele, hoje o Maranhão também tem mais leitos de UTI e hospitais macrorregionais, além de o Hospital do Servidor estar em fase de conclusão.

O governador afirmou que, entre as novas propostas para o Maranhão, estão as Policlínicas Regionais, com consultas e exames. A ideia é que elas sejam um meio termo entre os postos de saúde e os grandes hospitais.

“O Maranhão não vai andar para trás, temos um governo limpo, honrado e honesto. Estamos em trajetória boa de crescimento, de realizações de objetivos sociais e de cuidar bem do dinheiro público. A verdade vai vencer e vamos ter uma grande vitória do 65”, concluiu.