Denúncia contra irmão do prefeito de Pinheiro é acatada pela Justiça

Lúcio André já havia agredido a ex-esposa, Ludmila Rosa, em inúmeras ocasiões.

O juiz da 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em São Luís, Clésio Coelho Cunha, acatou a denúncia do Ministério Público do Maranhão que pede a condenação de Lúcio André Silva Soares, irmão do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, pelos crimes de tortura e dano qualificado por violência. Além disso, ele também foi condenado a pagar indenização por danos morais e materiais.

A denúncia relata que, no dia 12 de novembro de 2017, foram desferidos vários socos e cotoveladas pelo acusado contra sua sua ex-esposa, Ludmila Rosa, o que a levou a diversas lesões.

Após o ocorrido, Ludmilla denunciou o caso à Polícia. Segundo a delegada titular da Delegacia da Mulher, Wanda Moura, Ludmila contou que, após as agressões, não conseguia nem andar. No mesmo mês, o juiz Clésio Coelho decretou a prisão preventiva de Lúcio André, que continua foragido.

Forte de Santo Antônio fortalece roteiro turístico de São Luís

Toda a área do entorno foi recuperada, ampliando o potencial turístico do espaço que integra o complexo do Espigão Costeiro e conta ainda com o Memorial Bandeira Tribuzzi.

Um marco histórico maranhense do período de resistência portuguesa às invasões estrangeiras, o Forte de Santo Antônio da Barra, localizado na Península da Ponta D’areia, foi totalmente revitalizado pelo Governo do Maranhão, em parceria com a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Dos 22 canhões originários da França e instalados no século XIX, 13 foram recolocados na muralha por onde os defensores avistavam o inimigo. O Forte ganhou áreas de exposição, livraria, cafeteria e auditório.

Toda a área do entorno foi recuperada, ampliando o potencial turístico do espaço que integra o complexo do Espigão Costeiro e conta ainda com o Memorial Bandeira Tribuzzi.

Funcionando como um centro cultural, o Forte Santo Antônio conta com o Museu de Embarcações tradicionais maranhenses, um memorial sobre a história do Forte e o museu da Imagem e Som.

O espaço fica aberto de terça a sexta-feira, das 10h às 20h, e sábados e domingos, das 10h às 19h.

10º Ecoponto de São Luís será implantado no bairro Anil…

Ruas de São Luís serão monitoradas por Centro de Controle de Operações do Trânsito

O sistema de monitoramento do CCO é composto pela Central de Multas, que recebe a imagem da infração em tempo real, e a Central de Rádio, que controla e repassa as informações aos agentes de trânsito em trabalho nas ruas da cidade.

Na última quinta-feira (1°), a Prefeitura de São Luís apresentou o Centro de Controle de Operações do Trânsito e Transporte da capital (CCO). O novo sistema para controle e observação em tempo real do trânsito nas vias da cidade é composto por 36 câmeras fixas dos equipamentos eletrônicos (fotossensores e barreiras eletrônicas) e 32 câmeras de alta rotação. Atualmente em fase de teste, o sistema passará a operar em caráter definitivo a partir do dia 19 de fevereiro.

A divulgação do trabalho executado pelo CCO, feita ontem pelo gestor da SMTT, Canindé Barros, tem como finalidade informar a população sobre a implantação do sistema e o início da operacionalização do serviço, para que os condutores tenham conhecimento prévio do moderno sistema de controle do trânsito que passará a funcionar na capital, a exemplos de outros grandes centros urbanos do país.

O sistema de monitoramento do CCO é composto ainda pela Central de Multas, que recebe a imagem da infração em tempo real, e a Central de Rádio, para controle e repasse de informações aos agentes de trânsito em trabalho nas ruas da cidade, garantindo maior agilidade ao atendimento nas ocorrências de colisões, congestionamentos e outras abordagens de competência da SMTT.

Segundo Canindé Barros, o sistema vai possibilitar a verificação dos veículos na sua totalidade, inclusive em seu interior, o que permitirá a autuação de infrações que antes só seriam observadas pelos agentes de trânsito, como o uso de celular ou dirigir sem cinto de segurança, por exemplo. Vai fiscalizar também infrações como a formação de filas duplas, estacionamento e conversões irregulares, uso das faixas exclusivas de transportes, atalhos por cima de canteiros, avanços de sinal vermelho, entre outras situações.

Multas a partir de mil reais poderão ser cobradas a quem sujar ruas de São Luís

O novo Código de Limpeza Urbana, que deve entrar em vigor após sanção do prefeito Edivaldo Júnior, também vai punir quem descartar lixo de forma irregular com multa que varia de R$ 1.000 (mil) a R$ 1.000.000,00 (um milhão) de reais, que são infrações classificadas como gravíssimas, graves, médias e leves.

A Diretoria Legislativa da Câmara Municipal de São Luís (CMSL) divulgou recentemente um relatório demonstrativo do ano de 2017, com 2.524 proposições aprovadas no período entre requerimentos, indicações, moções, projetos de lei, projetos de resolução, projetos de decreto legislativo, emendas a Lei Orgânica do Município e outras ações. Entre as diversas propostas de autoria do Poder Executivo, encaminhadas para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), consta o Projeto de Lei 185/17, que institui o Código de Limpeza Urbana e Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos do Município de São Luís.

Além de organizar o sistema de limpeza, a nova norma atualiza as regras às necessidades atuais e às exigências da Lei Federal 12.305, de agosto de 2010, que trata sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Além das punições mais severas, o dispositivo também trata do planejamento de ações para educação e sensibilização socioambiental.

De acordo com o texto, a gestão integrada de resíduos sólidos será composta pelos seguintes instrumentos: o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PMGIRS;  o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – PGRS, elaborado por cada gerador responsável; os dispositivos legais e técnicos aplicáveis aos resíduos sólidos; a Avaliação de Impacto Ambientais (AIA); o licenciamento ambiental, o monitoramento e a fiscalização; o Fundo Municipal de Limpeza Urbana (FMLU); o Sistema Municipal de Informações Ambientais; o Cadastro de Geradores de Resíduos Especiais e o Cadastro dos Grandes Geradores de Resíduos; educação ambiental, incentivos fiscais, dentre outros.

O novo Código de Limpeza Urbana, que deve entrar em vigor após sanção do prefeito Edivaldo Júnior, também vai punir quem descartar lixo de forma irregular com multa que varia de R$ 1.000 (mil) a R$ 1.000.000,00 (um milhão) de reais, que são infrações classificadas como gravíssimas, graves, médias e leves.

Valores previstos, conforme a gravidade da infração:

GRAVÍSSIMA
R$ 1 mil a R$ 1 milhão

– Descarregar ou despejar água servida, óleo, gordura, graxa, tinta, líquido de tinturaria, nata de cal ou de cimento, ou qualquer substância tóxica ou perigosa em vias e logradouros públicos.

GRAVE
R$ 1 mil a R$ 500 mil

– Depositar ou lançar detritos, animais mortos, mobiliário usado, folhagens, material de podações, terra, abandonar veículos em vias públicas ou resíduos de limpeza de fossas ou poços absorventes, óleo, gordura, graxa, tintas e quaisquer outros resíduos e, área ou terreno livre, assim como ao longo ou no leito de rios, canais, córregos, lagos, bueiros e pontos de sistema de águas pluviais.

MÉDIA
R$ 1 mil a R$ 100 mil

– Perturbar, prejudicar ou impedir a execução de varrição e de outros serviços de limpeza pública; deixar os executores de obras ou serviços em logradouros públicos, de manter os locais de trabalho permanentes limpos; produzir poeira ou borrifar líquidos que incomodem os vizinhos.

LEVE
R$ 1 mil a R$ 50 mil

– Expor, lançar ou depositar nos passeios, sarjetas, bocas-de-lobo, canteiros, jardins, áreas e logradouros públicos, quaisquer materiais e objetos, inclusive cartazes, faixas, placas e assemelhados; riscar, pichar, escrever, borrar ou colar cartazes em arvores de logradouros públicos, grades, parapeitos, viadutos, pontes, canais e túneis, postes de iluminação pública, placas de trânsito, hidrantes, telefones públicos, caixas de correio, de alarme de incêndio e de coleta de resíduos, guias de calçamento, passeios e revestimentos de logradouros públicos, escadarias de edifícios públicos ou particulares, estátuas, monumentos, colunas, paredes, muros, tapumes, edifícios públicos ou particulares e outros equipamentos urbanos.

A partir da próxima semana, rodoviários de São Luís poderão entrar em greve

A categoria retomou as discussões relacionadas aos atrasos de salários, além do não pagamento ou não fornecimento de outros direitos, entre eles o ticket alimentação, planos de saúde e odontológico e o décimo terceiro salário.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão realizou uma nova Assembleia Geral, em dois turnos, nesta quinta-feira (1). A categoria retomou as discussões relacionadas aos atrasos de salários, além do não pagamento ou não fornecimento de outros direitos, entre eles, o ticket alimentação, planos de saúde e odontológico e o décimo terceiro salário, que ainda não teria sido concedido para uma parte dos trabalhadores do sistema.

Após discussões sobre os tópicos, ficou acordado que os rodoviários irão aguardar até o 5º dia útil do mês de fevereiro, que será ‪na próxima quarta-feira‬ (7), como prazo final para que os empresários realizem todos os pagamentos devidos. Caso contrário, será decretada greve no sistema de transporte público de São Luís no dia seguinte, por tempo indeterminado.

A partir de março, sinal analógico de TV será desligado em cidades do Maranhão

Para aqueles que não desejarem aposentar a TV de tubo é necessário adquirir um conversor e uma antena digital para que o aparelho continue funcionando.

Após o desligamento do sinal analógico de TV em São Luís, Alcântara, Bacabeira, Bacurituba, Icatu, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, São Bento e São José de Ribamar, somente os domicílios que prepararem seus televisores terão acesso ao sinal digital, que traz mais qualidade de imagem e som à programação, sem chuviscos ou chiados. O desligamento nestas cidades acontecerá a partir do dia 28 de março.

A Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital da televisão aberta no Brasil. Criada por determinação da Anatel, a entidade tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação, mobilização social e distribuindo kits gratuitos com antena digital e conversor com controle para as famílias de baixa renda atendidas pelo governo federal.

Para aqueles que não desejarem aposentar a TV de tubo, é necessário adquirir um conversor e uma antena digital para que o aparelho continue funcionando. Televisores de tela plana, fabricados até 2010, também precisam de um conversor externo. Já os televisores de tela plana fabricados depois de 2010 possuem o conversor interno e estão aptos ao sinal digital. Em ambos os casos é necessário que a antena também seja compatível.

Homicídios caem 55% na capital maranhense

Os números mostram o resultado prático dos investimentos em segurança feitos nos últimos três anos.

Desde 2015, o número de homicídios em São Luís mantém a tendência progressiva de queda. O mês de janeiro de 2018 mostrou uma nova redução em relação aos anos anteriores. Na comparação com janeiro de 2014, a queda foi de 55%. O total caiu de 87 para 39 casos.

Os números mostram o resultado prático dos investimentos em segurança feitos nos últimos três anos. Em janeiro de 2014, foram 87 homicídios; em janeiro de 2015, 84; em janeiro de 2016, 63; em janeiro de 2017, 62; e agora, em janeiro de 2018, 39.

Com mais de 3 mil novos policiais, o Maranhão chegou à tropa recorde de mais de 12 mil profissionais. Também já foram entregues mais de 800 viaturas para reforçar o policiamento.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estão com concursos em andamento para a contratação de mais de 1.300 profissionais, o que vai continuar aumentando o tamanho da tropa.

São Luís melhora posição no ranking nacional de empregos, comemora Edivaldo…

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PDT), comemorou, por meio de suas redes sociais, a excelente colocação da cidade de São Luís no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A boa performance da administração municipal e os investimentos na construção civil e no setor de serviços colocaram a capital maranhense em 1º lugar do Norte/Nordeste e entre as cinco cidades brasileiras com maior geração de empregos formais no país em 2017, segundo dados do Ministério do Trabalho (MTE), divulgados pela revista Exame.

Em postagem nesta quarta-feira (31), o prefeito de São Luís afirmou que o resultado é gratificante. “Estamos trabalhando com seriedade e responsabilidade, nomeando e empossando candidatos aprovados em concurso, e também desenvolvendo políticas na área fiscal que contribuem com o setor produtivo”, publicou.

Mesmo enfrentando a crise nacional, Edivaldo conseguiu manter a regularidade no pagamento do funcionalismo público, o que também contribuiu para a cidade atingisse a marca. Como veio ocorrendo durante toda a sua gestão, nesta quarta-feira (31) o prefeito anunciou mais uma vez que pagará o salário em dia, com vencimento no dia 2 de fevereiro.

Números

De acordo com o levantamento feito em 5.660 municípios do Brasil, no ano passado o saldo de empregos com carteira assinada em São Luís foi positivo, criando 2.636 vagas no mercado de trabalho. A cidade ficou atrás somente de Joinville (SC), Aparecida de Goiânia (GO), Bebedeouro (SP) e Goiânia (GO), única capital brasileira com saldo melhor que São Luís. Se levado em consideração somente as cidades do Norte/Nordeste, São Luís é a primeira em geração de empregos.

Ranking das 100 cidades que mais criaram empregos em 2017 (Fonte: Exame)

1º Joinville (SC) 5.588

2º Aparecida de Goiânia (GO) 4.342

3º Bebedouro (SP) 4.203

4º Goiânia (GO) 3.880

5º São Luis (MA) 2.636

6º São José (SC) 2.517

7º Matão (SP) 2.470

8º Uberlândia (MG) 2.175

9º Maraba (PA) 2.147

10º Boa Vista (RR) 2.145

11º São José do Rio Preto (SP) 2.120

12º Pato Branco (PR) 2.119

13º Votuporanga (SP) 2.081

14º Pirassununga (SP) 2.079

15º Colômbia (SP) 1.949

16º Itaquaquecetuba(SP) 1.911

17º Resende (RJ) 1.838

18º Patos de Minas (MG) 1.791

19º Boituva (SP) 1.764

20º Teresina (PI) 1.708

21º Parnaíba (PI) 1.678

22º Rondonópolis (MT) 1.660

23º Mogi das Cruzes (SP) 1.621

24º Gravataí (RS) 1.594

25º Chapecó (SC) 1.589

26º Anápolis (GO) 1.533

27º Aracruz (ES) 1.527

28º Sinop (MT) 1.519

29º Marília (SP) 1.473

30º Rio Verde (GO) 1.472

31º Palotina (PR) 1.435

32º Itajaí (SC) 1.416

33º Juazeiro (BA) 1.405

34º Várzea Grande (MT) 1.403

35º Goianésia (GO) 1.319

36º Araguaína (TO) 1.302

37º Comendador Gomes  (MG) 1.302

38º Mafra (SC) 1.301

39º Rio Claro (SP) 1.295

40º Suzano (SP) 1.289

41º Blumenau (SC) 1.286

42º Luis Antonio (SP) 1.261

43º Santo André (SP) 1.181

44º Monte Azul Paulista (SP) 1.136

45º Ji-Paraná (RO) 1.121

46º São Leopoldo (RS) 1.117

47º Brusque (SC) 1.093

48º Barcarena (PA) 1.092

49º Ponta Grossa (PR) 1.038

50º Santa Maria (RS) 1.020

51º Sapezal (MT) 1.014

52º Itaúna (MG) 1.009

53º Medianeira (PR) 981

54º Mogi-Guaçu (SP) 951

55º Passo Fundo (RS) 932

56º Cuiabá (MT) 929

57º Ribeirão Preto  (SP) 915

58º Sete Lagoas (MG) 896

59º Pirenópolis (GO) 879

60º Lucas do Rio Verde (MT) 872

61º Cascavel (PR) 871

62º Sobral (CE) 870

63º João Monlevade (MG) 867

64º Concórdia (SC) 855

65º Dourados (MS) 855

66º Caucaia (CE) 850

67º Extrema (MG) 840

68º Valinhos (SP) 830

69º Pouso Alegre (MG) 829

70º Rolândia (PR) 829

71º  Santa Cruz do Rio Pardo (SP) 818

72º Casa Nova (BA) 813

73º Castro (PR) 799

74º Tabatinga (SP) 790

75º Botucatu (SP) 785

76º Itapema (SC) 785

77º Ananindeua (PA) 783

78º Mirassol D Oeste (MT) 761

79º Morada Nova (CE) 760

80º Alfenas (MG) 760

81º Parnamirim (RN) 753

82º São Gonçalo do Amarante (RN) 749

83º São Jose dos Pinhais (PR) 743

84º Jataí (GO) 725

85º Apucarana (PR) 723

86º Varginha (MG) 722

87º Pontal do Paraná (PR) 722

88º São João da Boa Vista  (SP) 718

89º Senador Canedo (GO) 714

90º Primavera do Leste (MT) 713

91º Limeira  (SP) 712

92º São Gonçalo dos Campos (BA) 710

93º Iturama (MG) 707

94º Nova Odessa (SP) 707

95º Horizonte (CE) 706

96º Nossa Senhora do Socorro (SE) 706

97º Maringá (PR) 706

98º Luis Eduardo Magalhães (BA) 696

99º Toledo (PR) 689

100º Uruçuí (PI) 688