ROSEANA PERDE FORÇA – Governistas esvaziam plenário para não votar orçamento

Assembleia teria que votar orçamento até esta quinta, mas  um impasse com o governo na questão das emendas levou governistas a obstruírem a votação
Assembleia teria que votar orçamento até esta quinta, mas um impasse com o governo na questão das emendas levou governistas a obstruírem a votação

Deputados podem ser convocados para aprovar peça orçamentária no final de semana ou até o dia 30, mas tudo indica que votação mesmo só no próximo ano

Os deputados da bancada governista esvaziaram o plenário, na sessão da última quinta-feira (19), e obstruíram a votação do orçamento do Estado para 2014. Antes do presidente Arnaldo Mello (PMDB) chamar a pauta do dia, havia 29 parlamentares em plenário, sendo que o quórum para esta votação é de 22. Ficaram apenas cinco, o que inviabilizou a apreciação.

Procurado pela Imprensa, Arnaldo Melo admitiu que a Casa poderia ser convocada no final de semana, já que nesta segunda-feira (23) iniciaria o recesso parlamentar,  ou até o dia 30 de dezembro para votar a peça orçamentária.

No entanto, a Assembleia decidiu convocar os deputados, extraordinariamente, para esta segunda-feira (23). Enquanto isso, o governo ganha tempo para tentar negociar com os governistas “rebelados” o valor das emendas parlamentares.

Na última quinta-feira (19), o presidente da Assembleia disse também que a votação poderia ficar ainda para o próximo ano, se a Casa não aprovar o orlamento na extraordinária. Segundo ele, o governo tem a prerrogativa de usar 1/12 do orçamento de 2013 para as despesas dos dois primeiros meses de 2014.

Os governistas que permaneceram em plenário na quinta-feira, como Marcos Caldas (PRP), e o presidente da Comissão de Orçamento, Alexandre Almeida (PTN), alegaram que não houve votação por conta de um anexo que o governo do Estado deixou de enviar. Negam que esteja havendo crise, mesmo com todas as evidências.

Governistas rebelados querem aumentar valor de emendas

Nos bastidores, sabe-se que o clima é de tensão entre a bancada governista na Assembleia Legislativa e o Palácio dos Leões. Eles querem que o Executivo aumente o valor das emendas parlamentares de R$ 3 milhões para R$ 5 milhões, mas o governo Roseana Sarney resiste.

Desde o início desta semana, foram realizadas várias reuniões, tanto na Assembleia Legislativa quanto no Palácio dos Leões por conta da questão do orçamento e das emendas parlamentares. Os governistas estão irredutíveis. Querem o aumento das emendas de qualquer forma e o governo não está conseguindo controlar os parlamentares.

A “rebeldia” dos governistas evidencia, entre outras coisas, a falta de liderança e de articulação política do governo Roseana Sarney na Assembleia Legislativa. Sinal de perigo já que se fala em eleições indiretas para governador no ano que vem.

Postagens relacionadas

6 thoughts on “ROSEANA PERDE FORÇA – Governistas esvaziam plenário para não votar orçamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.