Com 81% dos brasileiros a favor de investigação, deputados temem votar em Temer

Situação de Michel Temer ficou insustentável

A dois dias da sessão na Câmara Federal pelo prosseguimento ou não da denúncia de corrupção feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB), os deputados que até então sinalizavam voto a favor do pmdebista estão receosos com os efeitos que essa votação pode causar nas eleições do próximo ano. Os parlamentares temem que, ao votar pelo arquivamento da denúncia, eles caiam em impopularidade e compliquem suas possibilidades de eleição ou reeleição em 2018.

Segundo pesquisa realizada pelo Ibope às vésperas da votação, 81% dos brasileiros desejam que o processo seja aberto e o peemedebista investigado, e 79% da população concordam com a afirmação: “acho que a denúncia é correta e o deputado que votar contra a abertura do processo é cúmplice da corrupção”.

Para a afirmação “ficarei indignado se os deputados votarem contra a abertura do processo no STF”, 70% concordam, 26% discordam e 4% não sabem ou não responderam.

A pesquisa revela ainda que para 73% dos brasileiros, os parlamentares que votarem pela rejeição da denúncia não merecem ser reeleitos em 2018.

O levantamento indica que a maioria da população quer saber a verdade sobre o presidente e acredita no teor das denúncias do Ministério Público, que acusa Temer pelo crime de corrupção passiva com base na delação premiada de executivos da J&F, controladora da JBS.

A sessão de votação está marcada para quarta-feira (2). Os parlamentares que se posicionarem a favor do presidente terão que aguentar nas urnas, em 2018, as consequências de um voto contra o que deseja a grande maioria dos brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *