Assembleia aprova projeto de Othelino que institui o Dia Maranhense do Samba

O deputado estadual Othelino Neto foi o autor do projeto de Lei que instituiu o Dia Maranhense do Samba

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na sessão desta terça-feira (21), por unanimidade, projeto de Lei, de autoria do presidente em exercício, Othelino Neto (PCdoB), que institui o Dia Maranhense do Samba em 12 de Outubro. A matéria passou pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa, onde recebeu parecer técnico pela constitucionalidade. O relator foi o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB).

“O Maranhão é terra dos batuques, do Tambor de Crioula, que é reconhecido nacionalmente como avô do samba, terra da Turma da Mangueira, fundada na primeira metade do século passado, assim como terra dos Fuzileiros da Fuzarca de 1936, terra dos blocos tradicionais, uma forma ímpar de tocar samba e que só existe aqui. Portanto, nada mais justo do que estabelecer um dia para comemorarmos o nosso samba, pois trata-se de um reconhecimento”, justificou Othelino Neto.

Segundo o deputado, fazer samba no Maranhão não é inventar e sim apenas manter viva essa tradição. Ele citou a região do Munim, onde existe, até hoje preservado, o samba rural com uma levada própria, herdada dos nossos ancestrais da velha guarda como Felipe, Leonardo, Amaral, Apolônio, Messias, Cristóvão Colombo Alô Brasil, Antônio Vieira, Lopes Bogéa, Zé Pivô, Maestro João Carlos (pai de Alcione Nazaré, a Marrom), Caboclinho, Tabaco, Bibi Silva (pai do nosso poeta, o sambista César Teixeira), Sapinho, Luís de França, Patativa, Urubuzinho, Mascote e outros.

“Esse reconhecimento é vital em todos os sentidos, até para que as pessoas entendam que o samba também é uma manifestação do nosso Folclore, dos nossos folguedos, da nossa riqueza e diversidade cultural. Em suma, é legítimo e justo todo o apoio e incentivo ao samba maranhense para preservá-lo e fortalece-lo cada vez mais”, disse o deputado.

Othelino explicou que sugeriu o 12 de Outubro, pois nessa data, no ano de 1922, nascia Cristóvão Colombo Alô Brasil, sambista, improvisador, compositor, autêntico pierrot do Carnaval, uma legítima referência para todos os sambistas maranhenses e também por tratar-se de um dia que já é feriado (Nossa Senhora Aparecida e das Crianças), não causando transtorno para a economia e, portanto, quebrando qualquer resistência.

TV Assembleia estreia série sobre a história da imprensa maranhense…

As polêmicas e a saga dos pioneiros da imprensa no Maranhão estão sendo contadas no programa Documento Especial, que estreou no último domingo (6), na TV Assembleia (canal aberto 51.2 / 17 TVN). São quase 200 anos de história relatadas por jornalistas e pesquisadores da Comunicação maranhense. A apresentação é dos jornalistas Ismael Gama e Márcia Carvalho.

O programa traz histórias, fatos curiosos e momentos importantes, como o surgimento dos primeiros jornais impressos, além do advento do rádio e da televisão no Maranhão. É a primeira vez que uma emissora maranhense relata a história daqueles que fizeram e ainda fazem a notícia no estado.

“O objetivo é contar a história da imprensa do Maranhão desde os primeiros jornais, como ela se desenvolveu ao longo das décadas e como cada um desses personagens contribuiu para a formação do nosso estado. A nossa proposta é relatar um pouco dessa história, trazendo essa informação aos nossos telespectadores”, explicou a jornalista Márcia Carvalho.

O primeiro episódio da série traz como entrevistado Sebastião Jorge, professor emérito da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), um dos fundadores do curso de Jornalismo da UFMA, autor de oito livros e Imortal da Academia Maranhense de Letras (AML). Ele faz um resgate dos primeiros jornais que circularam no Maranhão no período do Império e a saga dos primeiros jornalistas maranhenses.

O próximo programa, que deve ir ao ar no mês de setembro, retratará o jornalismo maranhense nas décadas de 50, 60 e 70. Entre os entrevistados, José Ferreira Júnior, pesquisador da UFMA; Helena Heluy, ex-deputada e uma das primeiras mulheres a trabalhar em redação de jornal impresso no Maranhão; Reginaldo Teles, braço direito de Neiva Moreira, fundador do Jornal do Povo; e Benedito Buzar, presidente da AML.

O Documento Especial vai ao ar as segundas e quartas, às 11h30, as terças, às 18h30, e aos sábados, às 15h30. A íntegra do programa também está disponível em www.al.ma.leg.br/tv e, também, na página da TV e Rádio Assembleia Maranhão no Facebook. Assista!

Sessão solene vai lembrar os 14 anos do Bolsa Família…

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, por unanimidade, um requerimento, de autoria do deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), que solicita a realização de uma sessão solene em comemoração aos 14 anos da criação do programa Bolsa Família, que contemplou e contempla cerca de 14 milhões de famílias que estão em condições de extrema pobreza. “Alguns criticam iniciativas como essa, alegando que faria mal à economia do país, mas imaginemos nós como estariam as vidas dessas pessoas sem o benefício”, disse.

Othelino justificou que esse benefício de pequeno valor permitiu que milhões de brasileiros pudessem ter acesso à compra de um eletrodoméstico, uma geladeira, uma televisão, por exemplo. “Isso pode parecer estranho, alguém pode dizer que o Bolsa Família não dá dignidade. É fato que esses programas, com esse caráter mais assistencial, não resolvem de todo o problema, mas amenizam a situação de quem não tem nada. E quem não tem nada, e o Maranhão ainda tem milhões de maranhenses que precisam desse tipo de assistência, valoriza muito essas iniciativas”, comentou.

Segundo o deputado,  o Bolsa Família é reconhecido mundialmente como um dos programas que mais avançou no sentido de combater a pobreza extrema. É reconhecido por organismos como a Organização das Nações Unidas (ONU), que fez com que o Brasil se adiantasse, em quase dez anos, nas metas mundiais de combate à pobreza.

Othelino afirmou que, por essas razões, os 14 anos do Programa Bolsa Família, criado no primeiro governo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), merecem esta sessão solene para que possamos olhar para trás e percebermos quanto o Brasil avançou. Segundo ele, neste momento agora, torna-se mais importante ainda, porque o Brasil passa por um período difícil, onde avanços conquistados a duras penas estão sob sério risco de serem revogados.

O primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa comentou ainda que, no atual governo, programas como o Bolsa Família são vistos como um estorvo. Para o deputado, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), sonha, todos os dias, em extinguir benefícios como esse, porque este governo nasceu, justamente, da ideia de revogar os avanços sociais conquistados pelo povo brasileiro.

Na tribuna, o deputado disse que a Assembleia ainda irá marcar a data da sessão solene em comemoração aos 14 anos do programa Bolsa Família, e que, certamente, ela será memorável. “Veremos o quanto nós conseguimos avançar e vamos olhar para frente com uma dosagem elevada de esperança de que este momento sombrio, pelo qual o Brasil passa, em breve, nós conseguiremos sair disso e fazer com que o governo retome o seu caminho de construir um país melhor para todos”, concluiu.

Humberto Coutinho de volta às sessões na Assembleia Legislativa…

Da Agência Alema

Recuperado de tratamento médico, o deputado Humberto Coutinho voltou a presidir as sessões na Assembleia Legislativa

A primeira sessão do mês de julho na Assembleia Legislativa do Maranhão foi marcada pelo retorno do presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho (PDT), que presidiu os trabalhos e foi recebido com carinho e satisfação pelos colegas parlamentares. O parlamentar estava afastado para tratar da saúde e, nas últimas semanas, descansava em casa, ao lado da família, no município de Caxias.

Antes de fazer a leitura da Ordem do Dia, Humberto Coutinho agradeceu. “Eu queria, antes da Ordem do Dia, agradecer ao apoio que tive de todos os deputados. Hoje, depois de mais de dois meses ausente desta Casa, vim aqui para pegar esta energia positiva de Vossas Excelências e, graças a Deus, todos os deputados aqui presentes me receberam de braços abertos e isso me emociona. Ainda não estou totalmente recuperado. A luta foi grande, mas tenho a certeza que este convívio vai acelerar mais rápido a minha cura e agradeço a cada um de vocês. Agradeço também ao deputado Othelino Neto por seu desempenho na minha ausência e que não teve nenhum problema conosco. E também à imprensa, que sempre foi cortês comigo”, disse.

Antes mesmo de adentrar o plenário Nagib Haickel, onde daria início às atividades do dia, Humberto Coutinho recebeu os cumprimentos dos deputados que lhe aguardavam no hall. “Estou muito feliz por estar retornando a esta Casa”, disse.

No plenário, diversos deputados iniciaram seus pronunciamentos, na tribuna, dando as boas-vindas ao presidente, a exemplo de Rigo Teles (PV), Rafael Leitoa (PDT) e Levi Pontes (PCdoB). O deputado Rogério Cafeteira (PSB) também saudou o presidente de forma especial.

Fora da tribuna, o deputado Othelino Neto (PCdoB), vice-presidente da Assembleia, que cumpriu a interinidade na ausência de Humberto Coutinho, ressaltou o importante trabalho do presidente à frente do Parlamento Estadual.

Quem também fez questão de ir abraçar o presidente da Assembleia foi o deputado federal Rubem Júnior (PCdoB), coordenador da bancada do Maranhão no Congresso Nacional. Ele ressaltou o carinho que nutre por Coutinho, seu amigo pessoal, e destacou o papel do presidente enquanto líder de seu grupo político no Maranhão.

O deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB) destacou a trajetória política de Humberto Coutinho, um exemplo de luta e dedicação.  Os parlamentares Edilázio Júnior (PV), Edivaldo Holanda (PTC), Bira do Pindaré (PSB), Max Barros (PRP) e Sérgio Frota (PSDB) também fizeram seus pronunciamentos dando as boas-vindas ao presidente Humberto Coutinho.

Evento lembrará os cinco anos da Lei de Acesso à Informação

A Controladoria-Geral de São Luís (CGM), a Secretaria Estadual de Transparência e Controle (STC), a  Controladoria Regional da União no Estado do Maranhão (CGU Regional – MA), o Tribunal de Contas da União (TCU), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) e o Ministério Público Estado (MP) realizam, nesta quarta-feira (31), evento comemorativo pelos cinco anos de vigência da Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011).

O encontro será realizado no auditório do Plenarinho da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, às 9h, e são aguardados jornalistas, gestores públicos e a sociedade civil organizada.
Durante o evento, será apresentado um balanço da implementação da norma nesse período, bem como as transformações, as obrigações e os desafios da cultura de transparência no país e no Maranhão.

Programação completa:

09h – Mesa de Abertura presidida pelo TCU
Responsáveis: Alexandre Walraven (Secretário do TCU-MA) e Cláudia Mancebo (Ouvidora do TCU)
09h20-Balanço da LAI na capital maranhense
Responsável: Jackson Castro (Controlador-Geral de São Luís)
09h50-Estado Transparente: Ferramentas de Transparência e Acesso à Informação – Ações Institucionais
Responsável: Rodrigo Lago (Secretário Estadual de Transparência e Controle)
10h20-Avanços da LAI no Poder Executivo Federal
Responsável: Francisco Alves Moreira (Superintende da CGU/Maranhão)
10h50-A Fiscalização do cumprimento da Lei de Acesso à Informação
Responsáveis: Caldas Furtado (Presidente do TCE-MA) e Luís Gonzaga Martins Coelho (Procurador-Geral de Justiça do Maranhão).
11h30-Coquetel de encerramento para a imprensa

Aprovada MP que reajusta remuneração de professores do Maranhão

A sessão foi longa e se estendeu por boa parte da tarde

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, nesta quarta-feira (15), a Medida  Provisória nº 230, que concede reajuste de 8% nas gratificações pagas aos profissionais do Magistério no Maranhão. O texto da MP altera a Lei nº 9.860, de 1º de janeiro de 2013, que dispõe sobre o Estatuto e o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração dos integrantes do Subgrupo Magistério da Educação Básica, e dá outras providências. A matéria passou após longa e exaustiva discussão no plenário que entrou pelas 16 horas.

Na mensagem nº 006/2017, encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino argumenta que esta Medida Provisória “reafirma o compromisso da atual gestão com a valorização dos servidores da educação, essenciais para a sociedade como formadores das novas gerações, bem como para a melhoria do desempenho e da qualidade dos serviços prestados à população escolar do Estado do Maranhão, além da eficácia e da continuidade da ação administrativa, diretrizes que orientam o nosso trabalho.”

Flávio Dino ressaltou ainda, na mensagem, que “a garantia de uma remuneração digna aos profissionais do  Magistério,  bem  superiores  aos  padrões  nacionais,  resulta  em serviços de  qualidade para o cidadão.” O texto da Medida Provisória nº 230, acompanhada da Mensagem Governamental nº 006/2017, está publicado no Diário da Assembleia Legislativa, na edição de 14 de fevereiro de 2017.

DEBATE AMPLO

O presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho (PDT), permitiu um amplo debate da matéria, permitindo que tanto os deputados da base do governo quanto os deputados da oposição, tivessem a oportunidade de se manifestar no Plenário. “Foi um debate extenso, mas muito proveitoso. Porque é assim mesmo que a democracia funciona. É nesse clima de discussão, de embate, mas sempre buscando buscando concordâncias e o entendimento”, disse ao final da sessão.

No encaminhamento da votação, o líder do Governo, deputado Rogério Cafeteira (PSB), frisou a importância da MP 230, que concede reajuste nas gratificações dos profissionais do Magistério: “Com esta Medida Provisória, nós passaremos a ser o maior salário dos professores do Brasil. Somos o único Estado do País que está concedendo este aumento e vai proporcionar o maior salário do país aos professores do Maranhão. O que é um motivo de orgulho para todos nós.”

O vice-presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), observou que houve uma discussão acalorada sobre a MP 230, mas ao final prevaleceu o entendimento. “Este Plenário, por maioria, decidiu apreciar logo esta medida provisória, como forma de assegurar esta medida que visa a valorização e a melhor remuneração de nossos professores”, frisou Othelino Neto.

No processo de votação, o Plenário rejeitou uma emenda formulada pelo deputado Eduardo Braide (PMN). Ele defendeu sua proposta, argumentando que a lei que rege os profissionais do magistério é cristalina ao afirmar que os ajustes dos valores devem incidir sobre o vencimento.

Os deputados da bancada da oposição questionaram e votaram contra a MP 230/17, enviada pelo Governo do Estado, que prevê alterações, como reajuste em cima da Gratificação de Atividade Magistério (GAM).

25% para os professores de Unidade de Ensino de Tempo Integral

A Assembleia aprovou também, na sessão plenária desta quarta-feira (15), o Projeto de Lei de Conversão nº 001/2107, de iniciativa do Poder Executivo, que cria a Gratificação por Exercício em Unidade de Ensino de Tempo Integral, de caráter temporário, no percentual de 25%, calculado sobre o vencimento. A matéria vai à sanção do governador do Estado.

Segundo estabelece o PL, só terá direito à referida gratificação os professores da Carreira de Docência da Educação Básica do Subgrupo Magistério da Educação Básica, com regime de trabalho de 20 e 40 horas semanais, que se encontram em atividade de docência nas Unidades de Ensino de Tempo Integral.

Procuradoria da Mulher é inaugurada na Assembleia Legislativa

Na solenidade, Othelino Neto declarou inaugurada a Procuradoria e empossou a deputada Valéria Macedo (PDT) no cargo de procuradora da Mulher no biênio 2017/2018

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), presidiu, na manhã desta quarta-feira (8), a cerimônia de inauguração da Procuradoria da Mulher, órgão permanente e especializado da Mesa Diretora, que tem como objetivo zelar pela defesa dos direitos das mulheres.

Na solenidade, Othelino Neto declarou inaugurada a Procuradoria e empossou a deputada Valéria Macedo (PDT) no cargo de procuradora da Mulher no biênio 2017/2018.

“Esta é uma cerimônia simples, mas muito simbólica, porque demonstra que a Assembleia Legislativa do Maranhão tem apreço e busca a valorização da mulher. E como hoje é também uma data especial, esta é uma forma de o Parlamento maranhense homenagear todas as mulheres do nosso Estado”, declarou Othelino Neto.

A solenidade, realizada na sala da Procuradoria, no Palácio Manuel Beckman, contou também com a presença de diversos deputados e deputadas, ex-parlamentares e representantes do Grupo de Esposas de Deputados (Gedema), do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), dentre outros órgãos.

Além do descerramento da placa, aconteceu na cerimônia a inauguração de uma galeria, no salão da Procuradoria, com fotografias de mulheres que exerceram o mandato de deputadas estaduais e federais no Maranhão.

Ao ser empossada no cargo de procuradora, a deputada Valéria Macedo explicou que a Procuradoria da Mulher foi criada através da Resolução Legislativa Nº 782/16, que altera e acrescenta dispositivos ao Regimento Interno da Assembleia. Dentre as atribuições da Procuradoria da Mulher estão a de zelar pela defesa dos direitos da mulher; receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as denúncias de violência e discriminação contra a mulher; promover audiências públicas, pesquisas e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher, bem como sobre a participação política da mulher.

De acordo com a deputada Valéria Macedo, a Procuradoria da Mulher também tem o papel de opinar e auxiliar nos projetos que estão tramitando nas Comissões da Casa, avaliando aqueles que tratem, no mérito, de direito relativo à mulher ou à família. O órgão também deve participar de discussões sobre a criação de políticas públicas voltadas para as mulheres do Maranhão.

“A Procuradoria torna a Assembleia um palco de debate das políticas de gênero. Ela também dá mais apoio e empodera as deputadas da Casa nas suas discussões e falas em defesa das mulheres e dos cidadãos”, ressaltou Valéria Macedo.

EM PROL DA CIDADANIA

Após o discurso proferido pela deputada Valéria Macedo, a juíza de Direito Sônia Amaral fez uso da palavra, na condição de representante do Poder Judiciário. Ela parabenizou a Assembleia Legislativa pela iniciativa de criar e instalar a Procuradoria da Mulher, e disse que foi uma feliz escolha a indicação da deputada Valéria Macedo para ocupar o cargo.

“Trata-se de uma iniciativa louvável, no sentido de efetivar direitos e de ser, também, uma afirmação da cidadania em nosso Estado”, afirmou a juíza Sônia Amaral.

No encerramento da solenidade, a ex-deputada Helena Heluy ressaltou a importância desse momento na vida do Parlamento maranhense: “Para nós, esta cerimônia é também uma forma de registro da solidariedade às lutas das mulheres em todos os tempos – sem perder de vista a lutas dos dias de hoje, quando se observa ainda há muitas mulheres violentadas, discriminadas, torturadas e oprimidas em pleno século XXI”, enfatizou a ex-deputada Helena Heluy.

Assembleia e TCE estreitam relações e definem parcerias…

O vice-presidente da Assembleia , deputado Othelino Neto, foi recebido pelo presidente do TCE, José de Ribamar Caldas Furtado

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PC do B), visitou, na tarde desta segunda-feira (06), o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), José Ribamar Caldas Furtado. “É muito importante a Assembleia Legislativa e o TCE estreitarem relações, pois são instituições que cumprem importantes funções na sociedade como, por exemplo, a de legislar e controlar”, afirmou Caldas Furtado.

Segundo Caldas Furtado, a Assembleia, mais do que o papel de controlar e fiscalizar atos administrativos, ela tem a função de legislar. “E o TCE, dentre tantas atribuições, tem a de prestar auxílio ao Poder Legislativo, principalmente no que diz respeito ao julgamento das contas do governador. De modo que essa interação é muito importante para ambas as instituições”, frisou.

Na oportunidade, o deputado ressaltou que a interação entre Assembleia e o TCE é boa para a sociedade no sentido de que se conheça como está avançando o trabalho do TCE e seu processo permanente de modernização para o fiel cumprimento de seu papel de órgão fiscalizador da aplicação dos recursos públicos e auxiliar do Poder Legislativo Estadual.

“Sinto-me honrado em ser recebido pelo presidente do TCE e em darmos início a um diálogo que vai resultar em importantes avanços para o  Maranhão no que diz respeito à concretização da boa governança”, destacou.

PARCERIA ENTRE TCE E ASSEMBLEIA

“Dentre outras questões, conversamos, sobretudo, sobre a possibilidade de uma parceria que possibilite mostrar à sociedade o trabalho realizado pelo TCE por intermédio da TV Assembleia. Vamos aprofundar essa discussão e buscar a forma de concretizá-la. É de fundamental importância que a sociedade tome conhecimento do relevante serviço prestado pelo TCE”, revelou.

O conselheiro e ouvidor do TCE/MA, Joaquim Washington Luiz Oliveira, acompanhou a visita e comentou sua importância no contexto da governabilidade do Estado do Maranhão.

“O TCE está buscando estreitar relações com todos os segmentos, todos os poderes. O TCE faz um trabalho pedagógico, um trabalho de prevenção naquilo que se refere à busca da boa governança. A visita do vice-presidente da Assembleia nos honra muito até porque ele é uma pessoa da Casa”, assinalou.

Clayton Noleto desarma oposição focada em “politizar” tema de audiência…

A sessão especial com Clayton Noleto durou cerca de seis horas

O secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, foi sabatinado pelos deputados estaduais em uma sessão especial, nesta quarta-feira (15), no Plenário Nagib Haickel da Assembleia Legislativa do Maranhão, que durou cerca de seis horas, respondendo a um convite dos parlamentares. Ele terminou desarmando a oposição que se aproveitou do momento para tentar “politizar” o tema e “chorar” querelas das eleições passadas.

Viúva da Oligarquia, o deputado Edilázio Jr (PV) foi o primeiro a atacar o secretário e o governo Flávio Dino. Foi desarmado e desconstruído por um tranquilo secretário que se pautou em respostas técnicas e bem fundamentadas.

Rancorosos, os deputados Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso (PP) tentaram levantar picuinhas das eleições municipais passadas, em São Luís, e tiveram respostas à altura para a questão do programa “Mais Asfalto”.

Noleto explicou as etapas de execução e investimentos do programa “Mais Asfalto”, além de responder a perguntas sobre a pavimentação de vias urbanas e rodovias. A presença do gestor da Sinfra na Assembleia Legislativa atendeu a um requerimento de autoria do deputado Edilázio Júnior.

A sessão especial foi presidida pelo vice-presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB). Na ocasião, 13 parlamentares se inscreveram para fazer perguntas, sendo eles Rogério Cafeteira (PSB); Alexandre Almeida (PSD); Sousa Neto (PROS); Eduardo Braide (PMN); Professor Marco Aurélio (PCdoB); Wellington do Curso (PP); Rafael Leitoa (PDT); Max Barros (PRP); Fábio Macedo (PDT); Vinicius Louro (PR); Bira do Pindaré (PSB); Edilázio Júnior (PV); e Cabo Campos (DEM).

Antes de responder aos questionamentos, Clayton Noleto teve 45 minutos para fazer sua exposição inicial. Ele explicou a estrutura da Sinfra e o trabalho executado pelas secretarias adjuntas que integram a pasta.

Sobre o Mais Asfalto, objeto do convite, Noleto falou sobre o conjunto de investimentos na recuperação de vias urbanas, além da recuperação, manutenção, pavimentação e construção de novos trechos na malha rodoviária do Maranhão. O secretário elencou tanto as obras em andamento, quanto as finalizadas pelo programa, bem como a destinação de recursos, investimentos e prazos de conclusão.

“Em todas as ocasiões em que fui procurado para prestar esclarecimentos, sempre estive à disposição. É uma honra estar com os representantes do povo, em um ato democrático e respeitoso”, disse o gestor da Sinfra.

DESVIO DE FINALIDADE

Os deputados Rogério Cafeteira (PSB) e Marco Aurélio (PCdoB) criticaram o desvio de finalidade da sessão, que, segundo eles, deveria ser sobre o programa Mais Asfalto, mas acabou tomando um rumo político-eleitoreiro.

Eles chamaram atenção para o fato de alguns parlamentares entrarem em assuntos que não o estabelecido no requerimento e saíram em defesa do secretário. “É preciso conhecer de perto as ruas que foram beneficiadas pelo Mais Asfalto. A comunidade reconhece”, declarou o deputado Marco Aurélio.

Parlamentar da bancada do governo, o deputado Rafael Leitoa assegurou que o programa Mais Asfalto é contínuo e não eleitoreiro, que desde 2015 traz benefícios para a população dos municípios maranhenses.

O deputado Othelino Neto, que presidia a sessão, encerrou os trabalhos agradecendo a presença de Clayton Noleto e destacando a natureza do convite ao secretário. “Não foi uma convocação e sim um convite ao secretário Clayton Noleto que prontamente aceitou”, afirmou o parlamentar, lembrando que “cerca de 3 milhões de pessoas foram beneficiadas com o Mais Asfalto, ação que continuará até o final do governo Flávio Dino”.