Roseana Sarney tem seu nome registrado no TRE-MA

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) deu entrada no registro de sua candidatura, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, no sábado (11). Ela vai disputar o Governo do Estado pela quinta vez.

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa, e de Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB) para o Senado Federal.

Foram registrados os suplentes Clóvis Fecury e João Manoel Santos Souza, do candidato Sarney Filho, e Lobão Filho e Antônio Leite Andrade, do candidato à reeleição, Edison Lobão.

O grupo Sarney entra nestas eleições para voltar ao comando do Governo do Estado, após ter seu domínio interrompido em 2014, com a eleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Pesquisa JP/Exata mostra Lobão, Sarney Filho, Eliziane e Weverton tecnicamente empatados

A pesquisa ouviu 1.404 eleitores entre os dias 15 e 20 de julho. A margem de erro é de 3,2 pontos

As duas vagas para o Senado Federal nas eleições de 2018 prometem ser muito disputadas. As intenções de voto foram divulgadas nesta quarta-feira (25), pela pesquisa Jornal Pequeno/Exata.

Em primeiro lugar, aparecem o senador Edison Lobão (MDB) com 24%, em segunda aparece Sarney Filho (PV), com 23%.

Eliziane Gama (PPS) registrou 20% na pesquisa, o mesmo número de Weverton Rocha (PDT) que também pontuou 20%.

Em quinto lugar aparece José Reinaldo (PSDB) com 16%, seguido de Waldir Maranhão (PSDB) com 11%, a pesar de ainda não ter sido confirmado como candidato a senador. Alexandre Almeida (PSDB) aparece com 9%, Preta Lú (PSTU) pontuou com 4% e Saulo Arcangeli (PSTU) aparece com 2%. Brancos, nulos e indecisos somam 71%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número MA-06768/2018. A pesquisa ouviu 1.404 eleitores entre os dias 15 e 20 de julho. A margem de erro é de 3,2 pontos.

Saiba todas as informações das convenções partidárias no Maranhão

No Maranhão, todos os seis pré-candidatos a governador, já estão com suas datas definidas

Os partidos políticos já estão organizando os preparativos de suas convenções para oficializar as candidaturas ao Governo do Estado, ao Senado Federal,
à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa. No Maranhão, todos os seis pré-candidatos a governador, já estão com suas datas definidas. Veja todos os detalhes das convenções partidárias estaduais:

Ramon Zapata – 26 de julho
O candidato do PSTU será o primeiro a realizar convenção e oficializar seu nome na disputa. Além de Ramon Zapata para o Governo do Estado, o PSTU também lançará os nomes do dirigente sindical Saulo Arcangeli e da rapper Preta Lú para o Senado. A Convenção acontecerá no auditório do Curso de História da UEMA, na Rua da Estrela, 329, no Centro Histórico de São Luís, às 19h.

Flávio Dino – 28 de julho
O PCdoB e mais 14 partidos que fazem parte da base de apoio do governo Flávio Dino farão uma convenção coletiva no próximo sábado, dia 28, no Centro de Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Cohafuma, a partir das 8h30. Também serão homologadas as candidaturas de Carlos Brandão (PRB) para vice-governador e de Weveton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) para o Senado Federal.

Maura Jorge – 28 de julho
A aliada de Jair Bolsonaro no Maranhão também fará sua convenção no próximo sábado (28). O evento será no Espaço Renascença, a partir das 15h. Até o momento, somente o nome de Samuel de Itapecuru promete ser lançado para a disputa ao Senado. Maura Jorge ainda não definiu quem será seu vice. A oficialização do apoio do PRTB e do Podemos é aguardado para que aconteça no evento.

Roseana Sarney – 29 de julho
A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) fará sua convenção no dia seguinte, no Espaço Renascença, a partir das 9h. Na convenção será anunciado o nome que vai concorrer com Roseana na vaga de vice-governador. Além da homologação dos candidatos ao Senado Federal Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB). Até o momento prometem estar na coligação de Roseana o MDB, PV, PSD, PMB e PRP.

Odívio Neto – 2 de agosto
O PSOL vai oficializar a candidatura do engenheiro Odívio Neto no dia 2 de agosto, em São Luís. O partido vai firmar coligação com o PCB e lançarão os nomes de Saulo Pinto Silva e Igor Bruno para o Senado Federal.

Roberto Rocha – 4 de agosto
O senador Roberto Rocha será o último a homologar seu nome na disputa pelo Governo do Estado. O PSDB fará sua convenção no dia 04 de agosto, na Batuque Brasil, no bairro da Cohama, a partir das 9h. Além de Roberto, o PSDB promete oficializar os nomes de José Reinaldo e Alexandre Almeida para o Senado. Roberto Rocha espera contar com o apoio do PSC na sua chapa e caberá ao partido indicar o nome do candidato a vice-governador.

 

Leia mais: Dilma é surpreendida por recado em seu prato, em restaurante

Leia mais: Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

A chapa centenária da família Sarney

O Globo

Na onda da cobrança por renovação na política, o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) no Maranhão quer colar na adversária Roseana Sarney (MDB) o carimbo da velha política. Disputam o Senado na chapa da ex-governadora Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB). Este último está na vida pública desde os anos 1960. Já o irmão de Roseana começou na década de 1970. Os concorrentes não perdoaram: é a “chapa centenária”.

 

Leia mais: Ricardo Murad desiste da candidatura ao Governo do Maranhão e declara apoio a Roseana Sarney

Leia mais: Declaração de Mercial Arruda causa mal-estar no grupo Sarney

MDB fará sua convenção dia 29 de julho

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado

O grupo Sarney vai realizar sua convenção partidária dia 29 de julho. A convenção vai oficializar a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) para o Governo do Estado e as candidaturas de Edison Lobão (MDB) e de Sarney Filho (PV) para o Senado Federal.

De acordo com as articulações, o grupo Sarney espera oficializar o apoio de outros partidos como o PSD, PV e PMB. O PSDC e o PRTB podem aumentar o número de partidos aliados.

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

A convenção será a oportunidade do grupo Sarney, finalmente, anunciar quem será o nome para ocupar a vaga de candidato a vice-governador. Os nomes do senador João Alberto (MDB), do ex-deputado Chiquinho Escórcio (MDB) e do Pastor Pedro Lindoso (PSC) são cotados para a vaga.

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado.

 

Leia mais: Convenção do PSDB já tem data marcada

Leia mais: Saiba quem são os seis pré-candidatos ao Governo do Maranhão

Ausência de Sarney Filho em caravana de Roseana Sarney chama atenção

A ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Sarney Filho, evidencia que o grupo político não vive um dos melhores momentos

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) iniciou mais uma etapa de sua caravana, que percorre alguns municípios maranhenses na terça-feira (03), mas um detalhe tem chamado atenção.

A ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Sarney Filho, evidencia que o grupo político não vive um dos melhores momentos.

Leia mais: Flávio Dino e as cidades do Leste Maranhense…

Com a certeza de que o grupo Sarney não elege os dois senadores nesta eleição, Sarney Filho tenta inviabilizar que sua base política no interior apoie o outro pré-candidato do grupo, o senador Edison Lobão.

Fontes ligadas ao grupo Sarney informaram que o deputado federal esperava que Lobão não acompanhasse a caravana de Roseana Sarney nesta nova etapa, igualmente aconteceu na sua visita surpresa a três municípios da Baixada Maranhense.

Com a confirmação da presença de Lobão, Sarney Filho teria decidido boicotar a caravana de sua própria irmã.

O que parecia uma disputa entre o grupo Sarney e outros grupos para a eleição ao Senado se mostra uma corrida interna para saber quem se salva politicamente.

 

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

Roseana inicia segunda etapa de sua caravana com pouco apoio político

Em Lago do Junco, Roseana foi recebida pelo ex-prefeito Haroldo Léda e fez seu evento na Câmara Municipal

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) iniciou, nesta terça-feira (03), a segunda etapa de sua caravana pelas cidades maranhenses. Após prometer percorrer mais 50 municípios, a ex-governadora teve que diminuir o número de cidades visitadas por falta de apoio político.

A primeira cidade visitada foi Lago da Pedra, onde a ex-governadora foi recebida pelo ex-prefeito Luiz Osmani. A reunião teve a presença dos deputados estaduais Edilázio Júnior (PSD) e César Pires (PV) e do senador Edison Lobão (MDB). Lá, ela não pode contar com a presença de sua antiga aliada, a ex-prefeita Maura Jorge (PSL), que também lançou seu nome como pré-candidata ao Governo do Estado.

Em Lago do Junco, Roseana foi recebida pelo ex-prefeito Haroldo Léda e fez seu evento na Câmara Municipal. Neste primeiro dia, a ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Sarney Filho (PV) foi sentida.

Ainda com movimentos e reuniões apáticas, Roseana tenta diminuir a larga diferença para o governador Flávio Dino (PCdoB) nas pesquisas eleitorais. Mas sem o apoio de prefeitos e vereadores, ela sente na pele a falta da presença da classe política e da população, que decidiu em 2014 acabar com as longas décadas de domínio da família Sarney.

 

Leia mais: Roseana evita associação com o aliado Michel Temer, reprovado por 90% da população

Leia mais: Sem apoios, Roseana Sarney diminui número de cidades de sua caravana de 50 para 11

Leia mais: Edison Lobão e a tentativa de carona na popularidade de Lula

Roseana se distancia de Lobão e João Alberto

A manobra dos dois filhos de José Sarney evidencia a guerra silenciosa entre Sarney Filho e Edison Lobão

Causou estranheza a ausência dos senadores Edison Lobão e João Alberto, ambos do MDB, na caravana de Roseana Sarney realizada nas cidades de Mirinzal, Central do Maranhão e Pinheiro, na Baixada Maranhense.

Roseana foi acompanhada de seu irmão, o deputado federal Sarney Filho (PV). Ele tenta viabilizar sua pré-candidatura ao Senado Federal e cola em sua irmã para conquistar novas bases políticas.

A manobra dos dois filhos de José Sarney evidencia a guerra silenciosa entre Sarney Filho e Edison Lobão. Ambos os pré-candidatos ao Senado pelo grupo sabem que quem melhor estiver articulado com suas bases pode levar a disputa.

Outra figura do MDB maranhense rifado por Roseana e Sarney Filho foi o senador João Alberto. Para garantir Sarney Filho na disputa, ele foi convencido de desistir de sua reeleição. O senador também sofre resistência da própria ex-governadora em ser aceito como candidato a vice-governador.

Tais movimentações mostram como o grupo Sarney chega fragilizado às eleições de 2018.

Pré-campanha! Roseana Sarney faz nova investida em três municípios

Roseana sentiu na pele novamente as mudanças do novo cenário político e o desprestígio

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MDB), ensaiou o retorno de sua caravana por cidades do interior do estado, mas presenciou novamente reuniões caseiras com poucas pessoas. Ela percorreu os municípios de Mirinzal, Central do Maranhão e Pinheiro, na Baixada Maranhense, e viu como seu grupo político está desprestigiado na classe política e na própria população, diferente de outrora.

A primeira cidade visitada foi Mirinzal, onde a ex-governadora falou para um grupo pequeno de pessoas. Ela foi recebida pelo ex-prefeito Amaury Santos Almeida, derrotado nas eleições de 2016.

Em Central do Maranhão, o público não compareceu e a reunião foi transformada em uma conversa informal com algumas lideranças. Nem fotos oficiais foram tiradas para não registrar o fiasco que foi a passagem de Roseana pela cidade.

Já em Pinheiro, cidade natal de seu pai, o ex-presidente José Sarney, a decepção foi ainda maior. Mesmo com a presença do deputado federal Victor Mendes e de seu pai Filuca Mendes, ex-prefeito de Pinheiro, Roseana reuniu poucas pessoas para o lançamento de sua pré-candidatura. Na maior cidade da Baixada Maranhense, ela não reuniu uma multidão, como era de se esperar e teve que se contentar com a presença de um pouco mais de 50 pessoas no auditório da igreja católica Nossa Senhora da Conceição.

Roseana sentiu na pele novamente as mudanças do novo cenário político e o desprestígio. O resultado das reuniões nas três cidades da Baixada pode adiar o anúncio de novas cidades para onde a “Caravana da Guerreira” pretende passar, ou quem sabe, o anúncio da desistência de Roseana na disputa pelo Governo do Maranhão.