Justiça Federal condena ex-prefeito de Buriticupu…

De acordo com a sentença, o ex-prefeito terá que ressarcir aos cofres do Fundef mais de 7 milhões de reais

justicaA pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), a Justiça Federal condenou o ex-prefeito do município de Buriticupu, Antonio Gildan Medeiros, por omissão na prestação de contas referentes a recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no ano de 2004.

De acordo com a sentença, o ex-prefeito terá ressarcir aos cofres do Fundef mais de 7 milhões de reais. E, além disso, Antonio Gildan Medeiros terá seus direitos políticos suspensos por três anos, bem como a possibilidade de contratar com o poder público, no mesmo prazo.

Por intermédio de um relatório de informação técnica, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) constatou que Antonio Gildan Medeiros deixou de prestar contas do uso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF).

Roseana dá “beijinho no ombro” para trabalho escravo no Maranhão…

Roseana Sarney vetou, pela terceira vez consecutiva, um projeto de combate ao trabalho escravo no Maranhão

Roseana Sarney vetou, pela terceira vez consecutiva, um projeto de combate ao trabalho escravo no Maranhão

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, vetou, pela terceira vez, um projeto de Lei, aprovado pela Assembleia Legislativa, de combate ao trabalho escravo no Estado. Ela usou a mesma argumentação para vetar as três proposições: a de que matéria tributária é de competência exclusiva do Executivo. No entanto, o próprio parlamento, por meio de projeto do deputado Max Barros (PMDB), já havia derrubado essa exigência.

Os vetos  de Roseana foram para duas proposições do deputado Othelino Neto (PCdoB) e para uma do pessebista Bira do Pindaré. A mais recente foi para o comunista. O plenário da Casa analisará agora se derruba ou mantém o veto de Roseana Sarney.

“A insensibilidade agora se somou à desinformação, à irresponsabilidade porque esta Assembleia aprovou uma Emenda à Constituição, acabando com essa exclusividade do Poder Executivo em matéria tributária, mas a governadora Roseana Sarney, em um despacho tão simples quanto infeliz, vetou totalmente o projeto de lei sob o único argumento de que matéria tributária é de competência particular do Estado”, reagiu Othelino Neto em pronunciamento duro na tribuna.

Segundo o deputado do PCdoB, mais uma vez, a governadora do Estado criou um obstáculo legal a um projeto de suma importância contra a prática do trabalho escravo que, no Maranhão, infelizmente, ainda existe. Cabe agora ao plenário da Casa derrubar ou manter o veto.

BEST SELLER – “O Monge e o Executivo” pela primeira vez em São Luís…

monge - elenco peça

A peça teatral “O Monge e o Executivo” chega, pela primeira vez, ao Nordeste. A adaptação original do livro que se tornou um dos maiores best sellers da atualidade já foi assistida por milhares de pessoas. São Luís receberá o espetáculo no Centro de Convenções ‘Pedro Neiva de Santana’ no próximo dia 25 de abril, sexta-feira.

O responsável pela adaptação do livro para o teatro foi o palestrante e empreendedor Vagner Molina. Durante a leitura da obra, ele sentiu que a transposição do texto para a dramaturgia facilitaria a compreensão. “Ao ver as cenas, os espectadores se identificam, memorizam os ensinamentos e com isso o aprendizado aumenta muito”, diz.

Com certeza você já deve ter escutado a frase “fulano é um líder nato”. Segundo Vagner, essa teoria não existe e para exercer a liderança é preciso exclusivamente de uma característica: caráter.

Liderar não significa apenas dar ordens, mas possuir uma série de habilidades, muito mais comportamentais do que técnicas. Os conceitos apresentados na peça são desafiadores e podem ser aplicados a qualquer nível de liderança, da família à empresa. Para além da mensagem “corporativa”, a chave fundamental é a “recuperação” dos valores básicos do ser humano.

Os ingressos para a peça teatral estão à venda nas Óticas Diniz (Rio anil e Tropical Shopping) e no Dr.Ingresso no Rio Poty Hotel.

monge executivoServiço:

Peça Teatral “O Monge e o Executivo”
Quando: Dia 25 de abril, às 20h
Local: Centro de Convenções ‘Pedro Neiva de Santana’ – Avenida Jerônimo de Albuquerque, s/n, Sítio Rangedor, Altos do Calhau, São Luís/MA
Fanpage: https://www.facebook.com/omongeeoexecutivoma
Ingressos: Nas Óticas Diniz (Rio anil e Tropical Shopping) e no Dr. Ingresso no Rio Poty Hotel. Para comprar online: http://www.dringresso.com.br/comprar/o-monge-e-o-executivo-sao-luis-25-de-abril
Informações: (98) 8114-5203

PDT reafirma indicação de Márcio Honaiser para vice de Flávio Dino

Presença de Márcio Honaiser na chapa de Flávio Dino vai depender do coletivo de partidos da oposição

Presença de Márcio Honaiser na chapa de Flávio Dino vai depender do coletivo de partidos da oposição

Em nota, emitida na manhã desta terça-feira (15), o Partido Democrático Trabalhista do Maranhão (PDT/MA) reafirmou a indicação do empresário de Balsas, Márcio Honaiser, para compor a chapa majoritária com o pré-candidato ao governo do Estado pelo PCdoB, Flávio Dino.

Conforme afirmou o presidente estadual da sigla, Julião Amim, a indicação de Márcio Honaiser foi uma decisão democrática dentro do partido, aprovada por todas as instâncias do PDT.

“Definimos acertadamente pelo nome de um homem que milita desde muito jovem e é comprometido com os ideais de nosso partido. Aguardamos agora somente a decisão do colegiado dos partidos da oposição”, disse Julião Amim.

Mais 38 profissionais do ‘Mais Médicos’ chegam ao Maranhão

Médicos estrangeiros reforçam atendimento no Maranhão

Médicos estrangeiros reforçam atendimento no Maranhão

G1

Nesta quarta-feira (16), mais 38 médicos cubanos chegarão a São Luís, no quinto e último ciclo do Programa Mais Médicos. A chegada dos profissionais visa preencher todas as vagas em 185 municípios maranhenses. Ao todo, 578 profissionais ligados ao programa vão prestar serviços no Maranhão.

O quarto ciclo do programa se iniciou na segunda-feira (14) e trouxe para o Maranhão outros 22 médicos. Os profissionais receberam informações sobre a realidade dos municípios como Balsas, Davinópolis, Itinga, Buriticupu e Carolina, onde vão trabalhar. Em Imperatriz, os médicos já chegaram desde a última segunda.

Os médicos estão recebendo orientações sobre a Política Nacional de Atenção Básica, Situação de Saúde no Estado, curso Especialização, Telessaude Brasil Redes e Assistência Farmacêutica.

“É necessário realizar esse acolhimento, além de mostrar nossa realidade a área da atenção básica”, declarou a coordenadora do Mais Médicos, no Maranhão, Isabel Macedo.

O Maranhão é o quarto estado brasileiro com o maior número de médicos do programa. O estado é também o que menor índice de médicos por mil habitantes do país (0,5). Em todo o país, pelo menos 6.658 profissionais estão atuando no interior e em áreas pobres, atendendo cerca de 23 milhões de brasileiros.

Deputado destaca programa “Peixe na Mesa” nos bairros de São Luís

"Peixe na Mesa" regula preço do pescado em São Luís

“Peixe na Mesa” regula preço do pescado em São Luís

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) destacou, na sessão desta terça-feira (15), o programa “Peixe na Mesa”, resgatado pela Prefeitura de São Luís para garantir o pescado a preço mais acessível na mesa do consumidor. A medida regula os preços do produto durante a Semana Santa, estipulando, em média, valores 25% inferiores aos do mercado local.

Foram disponibilizadas pela Prefeitura de São Luís 65 toneladas de pescado, que serão distribuídas para venda em dez bairros da cidade durante a Semana Santa a menor preço por determinação do prefeito de São L Edivaldo Holanda Júnior.

A comercialização do pescado será feita em feiras itinerantes pelo “Caminhão do Peixe”, em dois turnos, no período que antecede o feriado da Semana Santa.

A média de preços do “Peixe na Mesa” varia entre R$ 4,50 e R$ 25. O gerenciamento do projeto é executado por empresa contratada por meio de processo licitatório realizado este ano.

Variedade do pescado

Entre a variedade de peixes oferecida pelo projeto estão a pescada amarela, o palombeta, o peixe pedra, corvina cobra, jaraqui, tainha, tambaqui e uritinga. A estimativa é o atendimento a mais de 500 mil pessoas.

A Prefeitura executará o projeto em bairros considerados pólos, como o Anjo da Guarda, Cohab, Coroadinho, Turu, Vinhais, Madre Deus, São Francisco, Cidade Operária e Itapera.

Preços do “Peixe na Mesa”:

Pescada Amarela – R$ 21

Anchova – R$ 10

Uritinga – R$ 9

Palombeta – R$ 8

Corvina Cobra – R$ 12

Jaraqui – R$ 4,50