Brandão diz que redução do ICMS prejudicaria folha de pagamento dos servidores

O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), disse que o estado entrou na justiça contra a redução do ICMS, porque a arrecadação é imprescindível no orçamento estadual para o pagamento da folha dos servidores estaduais. O Governo acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a queda do imposto recentemente.

“Na realidade, hoje essa arrecadação do ICMS é algo que consta no orçamento do Estado e é em cima dela que podemos pagar policiais, servidores, profissionais da educação e da saúde. Se você retira esse recurso do caixa, principalmente os estados do Nordeste não vão se sustentar”, afirmou.

A redução serviria para contribuir com a baixa do preço dos combustíveis, porém o governador disse que não haveria relação entre corte de ICMS e a diminuição do valor do produto. “Isso também não resolverá a questão do combustível, pois, este é cotado de acordo com o dólar. Cada vez que a moeda sobe, os postos aumentam também nas bombas. Portanto, não são os estados os culpados por esse aumento” , sentenciou.

Pré-candidato à reeleição, Brandão, que chegou, nesta sexta-feira 01, a São Luís, estava no Hospital Beneficência Portuguesa desde o dia 17 de maio, onde se submeteu a uma cirurgia para retirada de um cisto no rim. O governador precisou tirar licenças para continuar o tratamento do pós- cirúrgico.

Sobre a pré-campanha e o impacto do seu afastamento nas atividades eleitorais, Brandão ressaltou que a saúde vem em primeiro lugar. “Quero dedicar toda a minha energia à gestão pública e lógico que, no momento oportuno, estarei conversando com o povo. Nestes dias em que estive em São Paulo, eu refleti muito, fortaleci minha fé e entendi que essa é a missão que Deus colocou na minha vida, que é dar continuidade a esse trabalho”, ressaltou.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.