Antipatizada em Imperatriz, Roseana desmarca lançamento de pré-candidatura na Região

Antipatizada e sem pisar em Imperatriz há quase quatro anos, Roseana decidiu desmarcar o compromisso temendo mais um retumbante fracasso.

O lançamento da pré-candidatura de Roseana Sarney ao governo do Estado em Imperatriz, que seria na próxima segunda-feira (19), foi adiado para o início de março. O principal motivo da prorrogação do ato seria a falta de força política na Região após o resultado da pesquisa Difusora/DataIlha, divulgada na última quinta, que coloca a ex-governadora com menos da metade das intenções de voto de Flávio Dino.

Com a repercussão da pesquisa, a primeira de 2018 registrada no TRE, e o favoritismo do governador Flávio Dino, o grupo Sarney  se desanimou ainda mais com as pretensões da oligarca.

Antipatizada e sem pisar em Imperatriz há quase quatro anos, Roseana decidiu desmarcar o compromisso temendo mais um retumbante fracasso, como foi sua última passagem por Chapadinha e Rosário no final do ano passado. Começar sua pré-campanha no segundo maior município do Maranhão poderia ser um tiro no próprio pé, sobretudo pela alta popularidade que Flávio Dino possui na Região Tocantina.

Em 14 anos à frente do Estado, poucas são as obras da ex-governadora. Flávio Dino, por sua vez, é reconhecido pelo povo imperatrizense por ter feito, em três anos, bem mais do que sua antecessora. Desanimada com as pesquisas, é provável que Roseana desista do pleito antes mesmo de visitar alguma cidade.

 

Caso Nenzim: Justiça determina quebra do sigilo telefônico de envolvidos

A Polícia ainda investiga quem foi o autor do disparo fatal.

O juiz da comarca de Barra do Corda, Iran Kurban Filho, atendeu pedido da Polícia Civil e determinou a quebra de sigilo telefônico de oito pessoas envolvidas na morte do ex-prefeito do município, Mariano de Sousa, conhecido como “Nenzim”, assassinado no dia 06 de dezembro de 2017 com um tiro no pescoço.

Entre os suspeitos que são alvo da medida cautelar estão o filho da vítima, Júnior Nenzim, suspeito de planejar o crime, e o ex-vaqueiro da fazenda de Nenzim, Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes. Ambos estão presos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Além da dupla, também terão o sigilo telefônico quebrado Francisco Deyvede de Correia de Freitas, Antônio Carlos de Lima Bessa, Francisco Pereira de Oliveira, Antônio Morais Silva Filho e José Benigno Frazão e Felix da Silva.

A motivação do crime ocorreu porque Júnior estaria roubando gado da fazenda do pai para quitar dívidas com agiotas. A Polícia ainda investiga quem foi o autor do disparo fatal.

 

Concurso para mil vagas na Saúde do Maranhão acontece neste domingo…

Primeira etapa do concurso acontece neste domingo

Acontece neste domingo (18) o concurso público para a rede de Saúde do Maranhão que oferece 1000 vagas, distribuídas entre 28 cargos nas áreas médica, assistencial e administrativa. Os salários variam de R$ 1.000 a R$ 7.425,31. É o primeiro concurso destinado à rede pública de saúde do Maranhão em 25 anos. O último foi realizado em 1992.

De acordo com o edital, o concurso será executado em duas etapas. A primeira, composta de provas objetivas e eliminatórias, e a segunda será a apresentação de títulos para os candidatos classificados na primeira fase dentro do número de vagas previsto no edital.

Para saber o local de realização da sua prova cada candidato deverá consultar e imprimir o cartão de informação do candidato, disponível no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br. As provas objetivas serão aplicadas nas cidades de Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Imperatriz, Itapecuru, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São João dos Patos, Timon, Zé Doca e São Luís.

O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de 60 (sessenta) minutos do horário fixado para o fechamento do portão de acesso ao local. Perto de 44.500 candidatos estão inscritos. Os cargos de técnico em enfermagem (16.122), enfermeiro (8.050) e assistente administrativo (5.639) são os mais concorridos. A distribuição dos candidatos aprovados no concurso será feita de acordo com a necessidade/conveniência das unidades de saúde localizadas nas regionais as quais os candidatos se inscreveram.

Pessoas de baixa renda poderão ter gratuidade na concessão de CNH

O projeto será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

O Projeto de Lei 8837/17, do deputado Carlos Souza (PSDB-AM), que cria a Carteira Nacional de Habilitação Social para beneficiar com a gratuidade da habilitação pessoas de baixa renda que estiverem desempregadas há mais de um ano, está tramitando pela Câmara dos Deputados.

A gratuidade abrange todo o processo de aquisição da CNH, incluindo os custos com autoescolas e demais encargos. O benefício, no entanto, mantém a obrigatoriedade de realização de todos os exames necessários e indispensáveis para a habilitação na categoria pretendida, que serão realizados por entidades públicas ou entidades credenciadas.

Pelo texto, a comprovação de baixa renda se dará com a inscrição do interessado no Cadastro Único do Governo (CadÚnico). O projeto prevê ainda que o governo federal poderá firmar convênios com estados, municípios e entidades públicas credenciadas para implementar a CNH Social.

Zé Inácio cumpre agenda política durante o carnaval…

Deputado Zé Inácio percorreu diversos municípios no Carnaval

Durante o carnaval o Deputado Estadual Zé Inácio (PT) aproveitou o feriado prolongado da folia de momo para realizar agenda política em várias cidades do Estado. O momento foi oportuno para visitar a base política, aliados, amigos e militantes partidários.

Visitando as cidades de Fortuna, Mirador, Santa Luzia, Paraibano, Santa Helena, São João Batista e Bequimão, sua cidade natal, o parlamentar esteve reunido com prefeitos, secretários, vereadores e lideranças políticas. Nos encontros foi mais uma vez reforçada sua atuação política, que tem sido destaque na política maranhense, mas também para discutir novos projetos, alianças e a conjuntura da política nacional, principalmente o engajamento e mobilização para a eleição de Lula.

“É um momento oportuno para visitar e reencontrar as lideranças políticas, mas também encontrar a população e ouvir de perto as demandas que eles necessitam, e além disso poder participar nessas cidades de uma grande festa que é o carnaval do nosso Estado”, disse Zé Inácio.

Em Fortuna, foi recebido pelos vereadores Gildo do Lucindo, Professor Roberto Luís, Manin do Aníbal, Nenzao do Biba, e a liderança Política Washington, ex-vereador e presidente da Câmara.

E em Mirador a agenda carnavalesca foi realizada no Povoado Conceição, juntamente com Marquinhos, liderança petista da região.

Já em São João Batista, esteve os vereadores Cabeça, Renato Machado, Lurdilene e Jorge do Baduca, onde participou do bloco “Lurdilene Folia”, no povoado Campinas. No município de Paraibano visitou Almiran Pereira, Secretário de Finanças. Em Santa Luzia, Jucelino Junior, vice-prefeito; o ex-vice prefeito, Coen; os vereadores Arielzinho, Zequinha da Patrol, Carlão, Marcos do Esporte, Benil e Jeferson.

Na Baixada, em Santa Helena com Lobato, ex-Prefeito e lideranças políticas do município. A agenda foi finalizada em Bequimão com o Prefeito Zé Martins e o vice Magal, onde foi realizada a festividade carnavalesca com convidados, amigos e familiares do deputado em sua residência.

Roberto Rocha, as pesquisas e a instabilidade política…

O nome do senador apareceu na quinta colocação, com apenas 1,22% das intenções de votos na pesquisa da TV Difusora/DataIlha, divulgada na última quinta-feira (15).

Após lançar sua pré-candidatura ao governo do Estado e assumir o PSDB do Maranhão, via intervenção nacional, o senador Roberto Rocha segue sumido e sem movimentação política.

Esta semana, o nome de Roberto Rocha aparece apenas na quinta colocação, na corrida pelo governo do Estado, com apenas 1,22% das intenções de votos na pesquisa da TV Difusora/DataIlha, divulgada na quinta-feira (15).

Apontado como possível “laranja” do grupo Sarney e rompido com o grupo pelo qual se elegeu senador, Roberto Rocha segue sem pontuação significativa nas pesquisas.

Há quem diga que a fama de “desagregador” do senador estaria refletindo nas suas articulações políticas. Sua última aparição política foi há 42 dias, quando comemorou a aprovação da Medida Provisória no Senado Federal que deve garantir aos municípios um incremento de receita oriunda da exploração e transporte de minérios e de atividades relacionadas a cargas e descargas em portos.

Roberto Rocha aproveitou esse tempo de recesso para tirar férias nos Estados Unidos e, após quase dois meses, segue, de forma apática, sem filiar nenhum vereador, prefeito ou deputado ao PSDB, muito menos anunciando adesões de partidos ao seu projeto político de candidatura ao governo.

Suas redes sociais também seguem sem movimentação. No Carnaval, o senador publicou somente uma postagem genérica desejando uma boa folia aos brincantes e preferiu se manter longe do povo.

Polícia Civil prende integrantes de facção criminosa que atuavam na capital

O líder da facção foi localizado em um hospital particular da capital, onde estava internado após ter sido alvejado com um disparo de arma de fogo durante um roubo que tentou praticar.

Realizada nesta quinta-feira (15), uma operação da Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a mandados de prisão preventiva em desfavor de dois integrantes de uma facção criminosa do Maranhão.

Segundo informações, Charles da Luz , vulgo “Pinduca”, de 26 anos, seria um dos principais líderes de uma das facções criminosas de São Luís, atuando em Paço do Lumiar, juntamente com Francisco de Assis Ambrósio, vulgo “Gordo ou De Assis”, de 38 anos, seu comparsa na prática de diversos delitos.

O líder da facção foi localizado em um hospital particular da capital, onde estava internado após ter sido alvejado com um disparo de arma de fogo durante um roubo que tentou praticar há alguns dias.

A dupla foi encaminhada ao Centro de Triagem e Observação Criminológica do Sistema Penitenciário de São Luís, onde ficarão à disposição da Justiça.

Abertas inscrições para o programa Cartão Transporte Universitário

O pagamento do crédito de R$ 800,00 será feito por meio do Cartão Transporte Universitário, a cada semestre letivo, para o custeio do deslocamento.

Estão abertas as inscrições para o programa Cartão Transporte Universitário, que auxilia jovens que precisam percorrer distâncias de mais de 100 km entre suas residências e as instituições de ensino onde estão matriculados. Para o semestre 2018.1, o programa vai beneficiar mil universitários com o auxílio de R$ 800, em parcela única, que amenizará o impacto econômico na sua vida acadêmica e incentivará a permanência e a continuidade dos estudos.

O Cartão Transporte Universitário é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv) e Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), e vai atender estudantes matriculados em cursos presenciais e com regime diário de aulas em Instituições de Ensino Superior públicas ou privadas no Maranhão.

As inscrições para o edital do semestre 2018.1 começaram na última sexta-feira (9) e seguem até o próximo dia 3 de março (sábado), exclusivamente pelo site:  www.transporteuniversitario.juventude.ma.gov.br. Na primeira edição do Programa, foram beneficiados mais de 1170 universitários de 150 municípios.

Como participar

Os estudantes interessados deverão:

  • Acessar o site do programa, preencher ficha de inscrição e anexar documento de identidade e CPF;
  • Foto 3×4;
  • Comprovante de residência dos últimos seis meses, fornecido por concessionárias dos serviços de água ou energia elétrica;
  • Apresentar contrato ou recibo mensal de pagamento, caso o estudante resida em imóvel alugado;
  • Comprovante de matrícula no curso declarado, para o período vigente;
  • Histórico escolar disponibilizado pelo estabelecimento de ensino;
  • Declaração firmada pelo estudante acerca da veracidade das informações prestadas, com sua ciência sobre as penalidades criminais em caso de falsidade, além da exclusão definitiva do Programa e comprovação de inclusão no Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal.

Cartão Transporte Universitário

O pagamento do crédito de R$ 800,00 será feito por meio do Cartão Transporte Universitário, a cada semestre letivo, para o custeio do deslocamento, com contratação do transporte sendo de exclusiva responsabilidade do estudante, que escolherá a forma que melhor lhe convier, de acordo com suas necessidades e com as realidades locais.

Procuradoria Geral manifesta-se contra habeas corpus para Lula

No parecer, a procuradora argumenta que o habeas corpus não pode ser concedido pelo STF porque o mérito do mesmo pedido ainda não foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o pedido de habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar a eventual prisão preventiva dele após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal.

No parecer, a procuradora argumenta que o habeas corpus não pode ser concedido pelo STF porque o mérito do mesmo pedido ainda não foi julgado pela instância inferior, o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Além disso, ela reafirma entendimento favorável do Ministério Público pelo início da execução provisória da pena após julgados os recursos em segunda instância.

Condenação

No dia 24 de janeiro, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou a condenação de Lula na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP) e aumentou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão. Na decisão, seguindo entendimento do STF, os desembargadores entenderam que a execução da pena do ex-presidente deve ocorrer após o esgotamento dos recursos pela segunda instância da Justiça Federal. Com o placar unânime de três votos, cabem somente os chamados embargos de declaração, tipo de recurso que não tem o poder de reformar a decisão, e, dessa forma, se os embargos forem rejeitados, Lula poderia ser preso.

No habeas corpus, a defesa do ex-presidente discorda do entendimento do STF que autoriza a prisão após os recursos de segunda instância, por entender que a questão é inconstitucional.