José Reinaldo participa de caravana de Roberto Rocha

Além de José Reinaldo, participaram da caravana os dois outros pré-candidatos a senador, Alexandre Almeida e Waldir Maranhão

O deputado federal e pré-candidato a senador, José Reinaldo (PSDB), participou, neste final de semana, da caravana do pré-candidato ao Governo do Estado Roberto Rocha (PSDB).

Essa foi a primeira vez em que José Reinaldo participa, ao lado de Roberto Rocha, de um evento de pré-campanha. A participação se deu após o ex-governador declarar posicionamento sobre fechamento em torno do candidato do PSDB ao Governo.

Leia mais: TRE classifica como propaganda antecipada “Gabinete Móvel” de Roberto Rocha e manda retirar veículo de circulação

Além de José Reinaldo, participaram da caravana os dois outros pré-candidatos a senador, Alexandre Almeida e Waldir Maranhão.

A convenção do PSDB vai acontecer no dia 04 de agosto, onde será definida a chapa majoritária tucana.

 

Leia mais: Centrão se afasta de Ciro e fecha apoio a Alckmin nas eleições

Márcio Coutinho aproxima-se ainda mais de Maura Jorge às vésperas das Convenções

Márcio Coutinho mostra que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB

Deixando de lado todas as críticas dirigidas ao PRTB nos últimos dias, Márcio Coutinho, presidente estadual da legenda, aproximou-se ainda mais da pré-candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL).

Márcio Coutinho acompanhou Maura em agendas nas cidades de Presidente Dutra, Grajaú e Formosa da Serra Negra, mostrando que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB.

Leia mais: Maura Jorge marca convenção para o dia 28

Nos últimos dias, Coutinho, apadrinhado de Edison Lobão (MDB), sofreu pressão para que o PRTB saia da coligação de Maura Jorge e apoie a pré-candidatura de Roseana Sarney.

Defendendo que sua pré-candidatura a deputado federal não seja ameaçada e que os pré-candidatos a deputados estaduais da legenda não sirvam de bucha de canhão para deputados do MDB e PV, Coutinho insiste no apoio do PRTB à Maura Jorge e pode sentir a ira do grupo Sarney.

 

Leia mais: Grupo Sarney trabalha para esvaziar pré-candidatura de Maura Jorge

Leia mais: PSTU fará convenção no dia 26 para oficializar Ramon Zapata ao Governo

PCdoB conclama à unidade desde já para vencer a eleição

Na nota, o PCdoB conclama “o PT, PDT, PSB, PSOL e demais forças progressistas a construírem a unidade, já no primeiro turno, para vencer as eleições

O Comitê Central do PCdoB reafirmou neste domingo (22) que a estratégia eleitoral para derrotar a direita nas eleições de outubro é a unidade. “O PCdoB reafirma a convicção de que a estratégia política da esquerda e das demais forças democráticas, populares e patrióticas deve ter por centro a vitória eleitoral em outubro, o que exige marcharem unidas desde já”, afirma nota divulgada pelo partido.

Na nota, o PCdoB conclama “o PT, PDT, PSB, PSOL e demais forças progressistas a construírem a unidade, já no primeiro turno, para vencer as eleições, derrotar a agenda neoliberal e neocolonial de Alckmin, Temer e Bolsonaro, retirar o Brasil da crise e encaminhá-lo a um novo ciclo de desenvolvimento soberano com geração de empregos, distribuição de renda e direitos”.

Confira a nota na íntegra:

PCdoB conclama PT, PDT, PSB e PSOL: Unidade desde já

Aberto o calendário das convenções partidárias, vem à tona uma nítida orquestração das forças conservadoras que entronizaram o desastroso governo Temer para tentar vencer as eleições presidenciais com uma candidatura do consórcio golpista. Desenha-se uma coesão do campo político da direita e centro-direita em torno do candidato do PSDB Geraldo Alckmin. Faz parte dessa orquestração tentar isolar o candidato do PDT Ciro Gomes e, também, concorrentes do tucano pertencentes ao seu espectro político e, ainda, manter a candidatura do MDB, Henrique Meirelles, com o intuito de descolar Alckmin de Temer.

Não se deve subestimar esse movimento de reforço a Alckmin e nem o candidato de matiz fascista Jair Bolsonaro, mas a disputa presidencial está longe de estar definida, seguirá acirrada e de resultado incerto, mesmo com o líder das pesquisas, o ex-presidente Lula, mantido arbitrariamente encarcerado. O PCdoB prossegue a luta pela liberdade do ex-presidente e pelo seu legítimo direito de ser candidato. Alckmin carregará nos ombros, mesmo que se esquive, o governo que imputou grande sofrimento e tragédias ao nosso povo; e seu programa é antinacional, antipopular e autoritário.

Neste cenário, o PCdoB reafirma a convicção de que a estratégia política da esquerda e das demais forças democráticas, populares e patrióticas deve ter por centro a vitória eleitoral em outubro, o que exige marcharem unidas desde já.

Para isto, o PCdoB conclama o PT, PDT, PSB, PSOL e demais forças progressistas a construírem a unidade, já no primeiro turno, para vencer as eleições, derrotar a agenda neoliberal e neocolonial de Alckmin, Temer e Bolsonaro, retirar o Brasil da crise e encaminhá-lo a um novo ciclo de desenvolvimento soberano com geração de empregos, distribuição de renda e direitos.

Da parte do PCdoB, reiteramos que Manuela D’Ávila, que segue com sua exitosa pré-campanha, renovará seu empenho para que se viabilize a união do campo progressista, condição imperativa para que alcancemos a quinta vitória do povo.

São Paulo, 22 de julho de 2018

Comitê Central do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

 

Leia mais: Gleisi Hoffmann confirma a Augusto Lobato convenção conjunta do PT com o PCdoB

Leia mais: Mais de 1200 policiais militares serão nomeados pelo governador Flávio Dino

Roseana e Edison Lobão em uma “sinuca de bico”

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney

Chamou atenção a passagem da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) pela cidade de Vargem Grande.

Com dificuldades para reunir a população em sua pré-campanha, Roseana fez um encontro com simpatizantes em um clube de festas na cidade.

Leia mais: O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

Após o encontro, a ex-governadora resolveu inovar em suas andanças pelo Maranhão e jogou sinuca com o senador Edison Lobão (MDB). Sem demonstrar nenhuma intimidade com o jogo, Roseana e Lobão não terminaram a disputa.

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney. Lobão tem a antipatia da ala do MDB, Roseana é desprezada pelo PRTB, de Márcio Coutinho, apadrinhado de Lobão.

 

Leia mais: Agro é Pop! Maranhão mantém recorde na produção de grãos para 2018

Leia mais: Entre os candidatos de todo o Brasil, só Flávio Dino e Rui Costa têm mais de 50% nas pesquisas

Urgente: Ônibus com atletas de Bacabal sofre acidente e deixa vítimas fatais

De acordo com as primeiras informações 41 pessoas estavam no ônibus, 39 ficaram em estado grave

Um ônibus que transportava atletas da Escolinha de Futebol Verona, da cidade de Bacabal, sofreu um acidente ao retornar de uma disputa no município de Caldas Novas, Estado de Goiás.

Segundo a Central de Informações Operacionais (CIOP) da Polícia Rodoviária Federal, o veículo saiu da pista e tombou no início da noite deste domingo (22). A unidade da PRF do município de Peritoró foi acionada e se deslocou para o local, na rodovia BR-226, entre as cidades de Tuntum e Barra do Corda.

De acordo com as primeiras informações 41 pessoas estavam no ônibus, 39 ficaram em estado grave, sendo que 22 foram enviados para o a Upa de Barra do Corda e as que apresentavam quadros mais graves para o Socorrão em Presidente Dutra. Duas pessoas morreram no local do acidente.

 

Leia mais: Avião cai no Maranhão com o ex-governador do Piauí

Leia mais: Operação desbarata quadrilha nacional que aplicava golpes em WhatsApp inclusive no Maranhão

Reeleição de Edison Lobão ameaçada

Com a decisão do PRTB de caminhar na coligação com Maura Jorge, deputados do MDB, PV e PSD ameaçam boicotar a candidatura de Edison Lobão

O senador Edison Lobão (MDB) pode estar com sua reeleição ao Senado Federal ameaçada. Se não bastasse a candidatura de nomes mais jovens e ligados à “renovação política” – tão defendidas pela população – ele pode ter sua reeleição prejudicada por integrantes do seu próprio partido.

Padrinho político de Márcio Coutinho, presidente do PRTB, Edison Lobão sente a ira de políticos do MDB por ver o PRTB indo para a coligação de Maura Jorge (PSL) ao invés de Roseana Sarney (MDB).

Leia mais: O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

Deputados do MDB, PV e PSD afirmam que muitos pré-candidatos foram levados ao PRTB com a garantia de que o partido estaria com Roseana Sarney. Márcio Coutinho afirma que seus pré-candidatos não servirão de escada para a eleição de velhas figuras da política.

Com a decisão do PRTB de caminhar na coligação com Maura Jorge, deputados do MDB, PV e PSD ameaçam boicotar a candidatura de Edison Lobão, muitos já estão com conversas com o pré-candidato Weverton Rocha (PDT).

A briga no grupo Sarney está grande e pode aumentar ainda mais nos próximos dias com a realização das convenções.

 

Leia mais: Partidos dão início às convenções para escolha de candidatos nas Eleições 2018

Dilma é surpreendida por recado em seu prato, em restaurante

No final de junho, Dilma confirmou que vai se candidatar ao Senado por Minas Gerais, Estado onde nasceu

A ex-presidente cassada Dilma Rousseff (PT) recebeu um recado inusitado ao fazer uma refeição em um restaurante. A petista recebeu sua sobremesa em um prato que trazia a frase “sempre nossa presidenta” escrita na louça.

No final de junho, Dilma confirmou que vai se candidatar ao Senado por Minas Gerais, Estado onde nasceu. “Eu não vou me furtar a participar de uma luta do ponto de vista eleitoral”, explicou a petista, fazendo menção à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso pela Operação Lava Jato, e ao processo de impeachment que ela sofreu em 2016.

 

Leia mais: Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

Alckmin quer reduzir número de senadores e deputados

As declarações foram dadas na mesma semana em que Alckmin fechou um acordo com o Centrão

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou que pretende reduzir o número de ministérios, de senadores e de deputados federais. “Vou diminuir 10 ministérios, reduzir de 81 para 54 (o número de senadores), mais de 120 deputados federais a menos. Não tem sentido ter 513 (deputados)”, disse em entrevista ao programa da jornalista Mariana Godoy, da RedeTV, veiculada na noite da sexta-feira, 20. No programa, o tucano disse ainda que essas reformas devem ser feitas no primeiro semestre do mandato.

As declarações foram dadas na mesma semana em que Alckmin fechou um acordo com o Centrão, bloco de partidos formado por DEM, PP, PR, PRB e SD, que têm 164 deputados e detêm 40% do tempo de TV no horário eleitoral gratuito. O acordo foi criticado pela maior parte dos presidenciáveis. O programa da Rede TV, porém, foi gravado antes do anúncio de apoio do Centrão ao tucano.

Leia mais: Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

Alckmin afirmou ainda que pretende simplificar o modelo tributário brasileiro e que o futuro governo precisará aproveitar o capital político das urnas para implementar no primeiro semestre do mandato uma grande agenda de reformas, como a política, tributária e da Previdência.

“Quem for eleito vai ter quase 60 milhões de votos. A força é muito grande. Tem que aproveitar os primeiros seis meses para fazer todas reformas”, disse Alckmin, citando entre suas prioridades as reformas política, do Estado.

Leia mais: Centrão se afasta de Ciro e fecha apoio a Alckmin nas eleições

A respeito da reforma tributária, disse que a ideia é, em um segundo momento, até reduzir os impostos. “Vamos simplificar a questão tributária. Cinco impostos – IPI, ICMS, ISS, PIS e Cofins -, nós vamos substituir por um imposto que é o IVA. No mundo inteiro esses cinco impostos são um só, que é o imposto de valor agregado”.

Gleisi Hoffmann confirma a Augusto Lobato convenção conjunta do PT com o PCdoB

A decisão foi informada pela própria presidente nacional ao presidente Augusto Lobato

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, deferiu a solicitação do presidente estadual do PT no Maranhão, Augusto Lobato, e confirmou encontro Estadual do PT para o dia 27 e convenção para o dia 28, na mesma data da convenção do PCdoB. A decisão foi informada pela própria presidente nacional ao presidente Augusto Lobato.

Confira carta do presidente do PT do MA a presidente nacional Gleisi:

Do: Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores do Maranhão

Para: Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores

Presidenta Gleisi Hoffmann, em virtude da resolução que adia a data de alguns encontros estaduais do PT, entre eles o Maranhão, gostaria que fosse reconsiderada pela Executiva Nacional, a situação do Maranhão. Queremos manter nossa convenção para o dia 28 de julho. Imagino que inclusão do nosso estado foi um engano.

Lembro que conforme a orientação da instância nacional, que definiu que o nosso encontro de tática seria no período 27 a 29 de julho, marcamos, a partir da decisão da executiva estadual, para 27 de julho, o encontro de tática. E a nossa convenção será no dia 28, visto que a convenção do PCdoB e, dos demais partidos aliados, também será nesta data.

Considerando que o prazo para registro das atas das convenções partidárias é de até 24h após a realização das mesmas, torna-se inviável a realização da convenção do PT no dia 02 de agosto.

Se fosse mantida a data do dia 02 de agosto, estaríamos fora da coligação com o PCdoB.

Sendo assim, consideramos prudente pela orientação anterior de realização do encontro pelo calendário já definido.

Augusto Lobato Presidente Estadual do PT/MA

 

Leia mais: Flávio Dino entregou 154 novas ambulâncias, contra 50 de Roseana Sarney

Leia mais: Bolsonaro sofre duas baixas em menos de uma semana