Apreendidos 300 quilos de maconha na Raposa…

Quatro pessoas foram presas no município de Raposa, na região Metropolitana de São Luís, suspeitas de tráfico de drogas. Foram apreendidos 300 quilos de maconha em uma operação  comandada por policiais civis da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc).

Os detalhes da operação foram apresentados na manhã desta sexta-feira (16) em uma coletiva de imprensa na sede da Senarc, no Bairro de Fátima, em São Luís.

Este ano, uma série de grandes apreensões foram realizadas pela Senarc em São Luís. Entre as quais, os mais de 1.200 kg de maconha encontradas pelos policiais em abril. A carga vinha de Goiás e era avaliada em R$ 2 milhões. Ainda em abril, outra apreensão de 580 kg da mesma droga com cinco homens que estavam armas de grosso calibre.

Antes dessas duas, teve uma ação em Peritoró, distante 205 km de São Luís. Nesta, a polícia encontrou 120 kg de maconha em uma caixa de papelão em um ônibus de turismo, que vinha de Goiás.

Apreendidos mais de R$ 1 milhão em drogas e armas de fogo em São Luís…

Durante uma operação da Polícia Civil, por meio da Superintendência Estadual de Combate ao Narcotráfico (SENARC), a Polícia Civil conseguiu apreender aproximadamente 580 quilos de maconha, além de duas armas de fogo na Região Metropolitana de São Luís.

Foram encontrados 331 tabletes de maconha

As prisões ocorreram após quatro meses de intensas investigações que apontavam de modo preciso locais utilizados para armazenamento de drogas nos bairros da Cidade Operária, Conjunto Alvorada e na Estrada da Maioba. A mencionada organização criminosa tinha o intuito de distribuir a droga na capital.

A operação foi iniciada no Bairro Alvorada, onde durante uma vistoria a uma residência de alto padrão, que estava alugada em nome de Thiago Furtado da Silva, foram encontrados 331 tabletes de maconha, uma pistola calibre 9 milímetros e um revólver calibre 38, além disso foi decretada a prisão de Marcos Antônio Malheiros. A residência tinha uma única finalidade, armazenar grande parte dos entorpecentes.

Já em outra fase da operação, só que desta vez na Estrada da Maioba, policiais conseguiram prender Kenny Rogers Vasconcelos Falcão e Keshlley Igor Santos Gomes, a dupla estava portando 117 tabletes de maconha que segundo as investigações tinha como destino abastecer grande parte do município de Paço do Lumiar.

Ao fim da operação, ainda foram apreendidos no Bairro Cidade Operária 58 tabletes de maconha, 42 munições calibre 9mm e um revólver calibre 38 que estavam em responsabilidade de Magno Adriano Martins da Silva.

Toda a operação foi explanada na tarde desta segunda-feira (10) durante uma coletiva de imprensa na sede da SSP-MA, que contou com a presença do delegado geral da Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo, do Superintendente da Senarc, delegado Carlos Alessandro e do delegado Valdenor Viegas, do Departamento de Combate ao Narcótico.

Durante o seu discurso, Lawrence Melo foi enfático em dizer que houve um aumento de 93% nos números correspondentes a apreensão de drogas, pois somente neste ano de 2017, a Polícia Civil já apreendeu mais de 1(uma) tonelada de entorpecentes. Ele ainda disse: “ Esses trabalhos demostram a integração entre a Polícia Civil por meio de seus departamentos que sempre refletirá no bem-estar do cidadão maranhense “ destacou o Delegado geral.

Os cinco presos na operação foram autuados pela prática de crime de tráfico e associação para o tráfico ilícito de entorpecentes e posse irregular de arma de fogo de uso restrito, em seguida encaminhados ao Centro de Triagem de Pedrinhas onde ficarão na responsabilidade da justiça.

Polícia apreende cerca de duas toneladas e meia de maconha no interior do Maranhão…

Maconha foi apreendida pelas polícias Civil e Militar

As Polícias Civil e Militar do Maranhão realizaram,  na manhã desta quarta-feira (11), uma operação de combate ao tráfico de drogas, crimes de receptação de veículos roubados, organização criminosa, corrupção de menores no município de Jenipapo dos Vieiras, especialmente na Aldeia Felipe Boner.
Após quatro meses de investigações, foi identificado no final do ano passado por mandados de busca e apreensão em tal aldeia, especialmente na casa do cacique, o senhor Darlan Guajajara de Sousa, 36 anos, apontado como principal suspeito de ser o líder de todos esses ilícitos ocorridos na localidade.
De mãos dos mandados a operação foi deflagrada nesta manhã e resultou na prisão em flagrante de sete pessoas, sendo elas o cacique acima citado e ainda: Jacilene Guajajara de Sousa, 43 anos;  Licinha Carvalho Guajajara de Sousa;   Laide Carvalho Guajajara de Sousa;    Erivan  de Sousa Carvalho  Guajajara 26 anos; Ezequiel Carlos Atanazio Guajajara 34 anos;   Elizaldo de Sousa Carvalho Guajajara de 39 anos.
Foram apreendidos cerca de 2.300 kg de maconha ( quase duas toneladas e meia ); três veículos entre eles uma SW4 do cacique; cinco armas de fogo; duas prensas artesanais para prensar e embalar o entorpecente; balanças utilizadas nos crimes e demais objetos suspeitos.
Os conduzidos responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo.