TV italiana destaca os encantos dos Lençóis Maranhenses, São Luís e Alcântara

A equipe italiana veio ao Maranhão a convite do Governo do Estado para promover o destino e, assim, gerar emprego e renda para a população.

As ações para promover o turismo maranhense no Brasil e no mundo continuam dando resultado. Desta vez, foi ao ar na TV italiana um documentário de dez minutos sobre os encantos e espetáculos dos Lençóis Maranhenses, de São Luís e de Alcântara.

A equipe italiana veio ao Maranhão a convite do Governo do Estado para promover o destino e, assim, gerar emprego e renda para a população.

O documentário mostra a história, os azulejos e algumas atrações da capital maranhense. O tambor de crioula, o São João, o Bumba-Meu-Boi e o Centro Histórico têm destaque.

Sobre Alcântara, são exibidos os costumes e as tradições, além das atrações naturais.

No programa do último domingo (12), foram exibidas ainda imagens do Parque Nacional dos Lençóis e das paisagens impressionantes das dunas e lagoas. O Rio Preguiças também apareceu.

O material foi exibido pelo mais importante programa televiso de turismo da TV Italiana, o Alle Falde del Kilimangiaro. Ele vai ao ar todos os domingos.

Em novo podcast, Othelino comenta redução do imposto do gás de cozinha no Maranhão

O parlamentar ainda repercutiu a homenagem ao ex-deputado Celso Coutinho e lamentou o falecimento do jornalista Alterê Bernadino

A redução do imposto do gás de cozinha, a privatização dos Lençóis Maranhenses, o enfraquecimento do Bolsa Família em 2020 e a medida que desobriga a contratação de pessoas com deficiência foram assuntos abordados pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), na 18º edição do Podcast “Diálogo com Othelino. O parlamentar ainda repercutiu a homenagem ao ex-deputado Celso Coutinho e lamentou o falecimento do jornalista Alterê Bernadino.

Othelino Neto comentou a aprovação do Projeto de Lei 594/2019, de iniciativa do Poder Executivo, que trata, dentre outras medidas, da redução da alíquota de ICMS do Gás Liquefeito Derivado de Gás Natural, de 18% para 14%, isenção de IPVA para mototaxistas (motos de até 200 cilindradas) e da taxa de renovação de licenciamento de veículo e IPVA para taxistas.

“Outras alterações também foram feitas no sentido de reduzir a carga tributária sobre segmentos de que mais necessitava a população, fazendo assim, o que deve ser essencial no sistema tributário, que é promover a justiça tributária”, acentuou o presidente.

Em seguida, o chefe do Legislativo falou sobre decreto do presidente Jair Bolsonaro incluindo o Parque Nacional dos Lençóis no Programa Nacional de Desestatização (PND). Othelino chamou a atenção para os impactos que a privatização pode causar à população que vive em Barreirinhas e em cidades do entorno, como Paulino Neves e Santo Amaro.

“Embora seja administrado pelo Instituto Chico Mendes, ou seja, pelo Governo Federal, é um patrimônio do Maranhão. Lá, além dos recursos naturais existentes, residem pessoas. Por isso, precisamos saber qual o impacto dessa privatização na vida delas”, ressaltou.

Em outro ponto, Othelino Neto tratou do projeto de Orçamento do Governo Bolsonaro, que não prevê novas adesões ao Bolsa Família em 2020. Para o parlamentar, é uma estratégia do Executivo Federal para reduzir o programa social.

Othelino Neto destacou a trajetória de Celso Coutinho, ex-deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, homenageado, recentemente, no Parlamento Estadual, com a Medalha do Mérito Legislativo Manuel Beckman, por meio de indicação de sua autoria e do deputado Edivaldo Holanda.

Por fim, o presidente da Alema lamentou o falecimento do jornalista Alterê Bernadino, que foi diretor adjunto de Comunicação da Assembleia na gestão do ex-deputado Manoel Ribeiro, à época presidente do Legislativo. “Lamentamos sua morte e desejamos que a família saiba conviver com essa perda, assim como os colegas jornalistas e aqueles que se acostumaram a acompanhar as matérias produzidas por Alterê”, finalizou Othelino.

Decreto do Governo Bolsonaro encaminha privatização do Parque dos Lençóis Maranhenses

Além do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão, serão privatizados o Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará e o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicado no Diário Oficial da União qualifica três pontos turísticos brasileiros para fazerem parte do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), que estuda viabilidade de privatizações destes locais. São o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão, o Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará, e o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná – onde estão as cataratas do Iguaçu.

No decreto é informado que estas unidades estão qualificadas para o Programa Nacional de Desestatização (PND) “para fins de concessão da prestação dos serviços públicos de apoio à visitação, com previsão do custeio de ações de apoio à conservação”.

Um dos artigos do decreto ainda informa que “o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá ser contratado para elaborar os estudos necessários às concessões e para apoiar as atividades de supervisão dos serviços técnicos e de revisão de produtos contratados.”

Governo Bolsonaro inclui Parque dos Lençóis Maranhenses no programa de privatizações

O anúncio foi feito no Palácio do Planalto após uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos

O governo federal anunciou oficialmente a ampliação do seu programa de privatizações e concessões. Além da desestatização de 16 empresas, a concessão de presídios e parques nacionais também será incluída pelo Palácio do Planalto no projeto.

O governo informou que irá estudar a estruturação de projetos pilotos de unidades prisionais nos estados. A quantidade de presídios incluída na proposta não foi detalhada. Em nota, o Palácio do Planalto cita a superlotação, necessidade de criação de vagas e a baixa capacidade de investimentos dos estados para ampliar e gerir a infraestrutura necessária.

Também foi incluído no programa a concessão do Parque Nacional de Lençóis Maranhenses, do Parque Nacional de Jericoacoara, e a renovação do contrato de concessão do Parque Nacional do Iguaçu, que já é explorado pela iniciativa privada.

O anúncio foi feito no Palácio do Planalto após uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que reúne as concessões e privatizações.

Alô, Bolsonaro! BR-402 se encontra em péssimas condições e prejudica turismo no Maranhão

A BR-402 faz parte da Rota das Emoções e quem depende dela para trafegar reclama da falta de infraestrutura

Mesmo com o fim do período chuvoso, as condições das estradas federais no Maranhão ainda estão em péssimo estado de conservação. É o caso da BR-402 que corta os estados do Maranhão, Piauí e Ceará. É a principal ligação da capital São Luís ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

A pista não oferece segurança aos motoristas por causa dos buracos. As pessoas precisam invadir o acostamento para fugir da grande quantidade de crateras. Grandes buracos se concentram desde Bacabeira, até a cidade de Barreirinhas.

A BR-402 faz parte da Rota das Emoções e quem depende dela para trafegar reclama da falta de infraestrutura. O DNIT já havia anunciado a recuperação das estradas federais, mas, até o momento, não é vista nenhuma obra por lá.

As autoridades maranhenses precisam chamar a atenção do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Com o estado em que a BR-402 se encontra, turistas e moradores deixaram de frequentar a região, uma das mais importantes para a economia do Maranhão.

Vamos ver se, com a vinda do presidente Jair Bolsonaro ao Maranhão em agosto, algo aconteça no sentido de cobrar a recuperação da BR.

Cidadania 23 promove encontro em Barreirinhas

O encontro contou com a presença de membros e lideranças partidárias da Região dos Lençóis Maranhenses e Região do Munin.

A líder do Cidadania 23 no Senado Federal, Eliziane Gama participou, na noite de sábado, dia 25 de maio, de Ato Público realizado pelo Diretório Estadual do Cidadania na cidade de Barreirinhas e que contou com a presença de membros e lideranças partidárias da Região dos Lençóis Maranhenses e Região do Munin.

A abertura do evento foi com a apresentação musical das crianças do Instituto Sopro Mágico da cidade de Barreirinhas e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Barreirinhas, Carlos Dutra; o vereador do Cidadania Ribinha da Palmeira; o secretário de organização partidária, Eliel Gama; o presidente do Cidadania da cidade de Humberto de Campos, Israel Ribeiro; o presidente do Cidadania em Paulino Neves, Raimundinho e da ex-secretaria de Saúde de Barrerinhas, Socorro Itapary

Durante o ato, o professor Ronildo Calisto foi empossado como coordenador regional do Cidadania na região dos Lençóis Maranhenses e também foi realizada novas filiações ao partido.

Eliziane promove audiência sobre limites do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

O projeto pretende retirar do interior do parque territórios ocupados por povoados e ampliar a área de unidade de conservação

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama e a Superintendência de Articulação Regional de Barreirinhas realizarão no sábado, dia 25 de maio, a partir das 14 horas uma audiência para discutir o PLS 465/2018 que altera os limites do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

O evento será realizado no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Barreirinhas e contará com a participação das instituições públicas, comunidade e representantes da sociedade civil organizada.

“Não podemos aprovar a expansão dos limites do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses sem antes de conversar com a comunidade que vive no local e é a maior interessada no assunto e nos seus impactos”, destacou Eliziane Gama.

No mês de abril, a senadora maranhense Eliziane Gama protocolou, na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal um requerimento que solicita audiência pública em Brasília para debater o PLS 465/2018 que altera os limites do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. O projeto pretende retirar do interior do parque territórios ocupados por povoados e ampliar a área de unidade de conservação sobre territórios com menor densidade demográfica e no mar territorial brasileiro.

Ministro do Meio Ambiente garante apoio ao Governo do Estado para Lençóis Maranhenses

Outro pleito discutido ainda na reunião realizada em Brasília foi sobre o Zoneamento Econômico e Ecológico (ZEE)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, esteve em São Luís para pactuar, com o governador Flávio Dino, ajuda para o desenvolvimento turístico dos Lençóis Maranhenses. Eles se reuniram no Palácio dos Leões e sobrevoaram a área do Parque Nacional. A convite do Governo do Estado, quando da visita do governador a Brasília no final do mês de fevereiro, Ricardo Salles veio ao Maranhão para conhecer de perto as potencialidades dos Lençóis Maranhenses e garantir ajuda do Governo Federal para o incremento do desenvolvimento turístico da região.

Implementar ações voltadas à qualificação dos serviços de visitação no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos objetivos do Governo do Maranhão. “Nosso governo mantém o diálogo respeitoso com o Governo Federal, em busca de parcerias e medidas que possam ajudar o Maranhão”, ressaltou Flávio Dino.

O ministro explicou que, como tinha combinado com o governador, os pleitos relacionados aos Lençóis Maranhenses seriam analisados conjuntamente. Eles visitaram a região e Salles declarou que é preciso avançar “na parte de estruturação e a ideia de concessão do Parque como um todo para a exploração e incremento do turismo e do ecoturismo na região”.

Para revista Vogue, “Atins é paraíso escondido” e merece ser visitado

Para Vogue, Lençóis Maranhenses são “inacreditáveis”. (Foto: Reprodução/La Ferme de Georges)

A revista norte-americana Vogue – referência internacional em estilo – publicou reportagem em que convida os leitores a conhecer Atins, nos Lençóis Maranhenses. O local tem despertado muita atenção internacional nos últimos anos. O turismo gera emprego e renda para os moradores.

Em meio a diversas fotos, a Vogue fala sobre o kitesurf e os “inacreditáveis Lençóis Maranhenses”.

“Há muitas maneiras de conhecer esse ecossistema único: a pé, a cavalo e de bugue”, acrescenta a reportagem.

A Vogue entrevista um francês que hoje mora em Atins e conta “que é normal que pessoas voltem do parque chorando. Muitas pessoas sentem uma energia forte aqui”.

A íntegra da reportagem, em inglês, pode ser vista aqui: https://www.vogue.com/article/travel-guide-atins-brazil.