Circuito Beira-Mar anima multidão com Lamparina, Chico César e Tatau

Blocos de rua e artistas como Chico César, Tatau (ex- Araketu) e o grupo Lamparina puxaram a animação na Beira-Mar

O terceiro dia do Carnaval de Todos 2019 foi de estreia e em grande estilo. O Circuito Beira Mar, já consolidado como novo espaço da folia e aberto para a temporada nesse domingo (3), recebeu uma multidão que dançou e brincou por toda a avenida. Blocos de rua e artistas como Chico César, Tatau (ex- Araketu) e o grupo Lamparina puxaram a animação.

Convidado do Bloco Lamparina, Chico César trouxe muito do repertório tradicional. Sucessos como Pedra de Responsa e Mama África colocaram o público para dançar e cantar num coro só.

“Essa é a segunda vez que participo do Carnaval do Maranhão, já vim ao Maranhão outras vezes e agora voltar com o Bloco Lamparina é muito legal, estou muito feliz”, disse o cator.

Ingrid Armani, do estado de Alagoas, gostou muito do Carnaval do Maranhão: “Está muito lindo, muito animado, não perde para carnavais como Salvador, por exemplo”, disse.

Blocos de rua e artistas como Chico César, Tatau (ex- Araketu) e o grupo Lamparina puxaram a animação no circuito Beira-Mar

A maranhense Roberta Tavares costumava viajar para aproveitar os carnavais de outras cidades, mas com a programação deste ano e o sucesso do circuito Beira Mar, decidiu ficar. “Eu decidi ficar e está sendo muito bom, é um circuito muito bom, as pessoas realmente vivem a alegria do Carnaval”, comentou.

O governador Flávio Dino, que também esteve na festa, convidou os maranhenses para os próximos dias. “Essa é a força do Carnaval do Maranhão e convido a todos para prestigiarem todos os dias”, comentou.

A cantora Lucy Alves, que também se apresentaria com o bloco Lamparina, não pôde chegar a tempo por problemas com o vôo para São Luís. A apresentação da cantora foi transferida para esta segunda- feira, às 23h, também no circuito Beira Mar.

Também se apresentam a banda Criolina e o cantor Moraes Moreira, alem de outras atrações.

Indígenas são mortos na BR-226

Eles foram identificados como Pedrinho Lopes Guajajara e Ocildo Duruteu Tomaz Guajajara

Dois indígenas foram mortos após uma tentativa de assalto na manhã desta segunda-feira (04), na BR-226, na área da reserva indígena Cana Brava. Eles foram identificados como Pedrinho Lopes Guajajara e Ocildo Duruteu Tomaz Guajajara. Estariam praticando assaltos e podem ter sido assassinados pelas vítimas que reagiram.

De acordo com a Polícia Militar (PM-MA), Pedrinho tinha diversas passagens pela polícia por crime de roubo qualificado, associação criminosa, corrupção de menores, tráfico de drogas. Além disso, ele tinha um mandato de prisão aberto e era considerado foragido da Justiça. O Governo do Estado emitiu uma nota sobre os assassinatos.

Nota do Governo do Estado sobre crime em Grajaú

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) informa que dois indígenas foram mortos por disparos de arma de fogo na BR 226, na área da reserva Cana Brava. A informação de que os indígenas estariam envolvidos na prática de assaltos e teriam sido baleados por vítimas armadas na hora da abordagem ainda está sendo investigada.

A SSP comunica, ainda, que o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz já foi acionado e está a caminho de Barra do Corda para remoção dos corpos e realização de necropsia. O ICRIM também já foi acionado para fazer os trabalhos de perícia.

Investigadores da 15ª Delegacia Regional de Barra do Corda estão em diligências em busca de informações para elucidação dos fatos. O inquérito será instaurado para apurar o caso.

Polícia monta guarda nos circuitos do carnaval e reforça segurança

O circuito Beira Mar e Madre Deus são os pontos de maior fluxo de foliões e onde o policiamento é intensificado

Enquanto os foliões se divertem prestigiando brincadeiras e curtindo a programação do Carnaval de Todos 2019, realizado pelo Governo do Estado, a Polícia Militar trabalha na garantia da segurança em todos os pontos do circuito oficial de festas, além de áreas no entorno. Policiamento a pé, em motos e viaturas, a cavalo e reforço de todos os grupamentos da corporação estão a postos no período, desde o primeiro dia de festejo. As atrações no Ceprama, Beira Mar, Madre Deus e Passarela do Samba prosseguem até esta terça-feira (5).

“A estratégia de ação para conter e prevenir ocorrências é manter equipe de reforço nos pontos mais movimentados do circuito. O policiamento está a pé, rodando constantemente as áreas para agir a qualquer sinal de desordem. A população pode, facilmente, se reportar ao policial para denúncia ou prestar alguma informação”, afirma o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Jorge Luongo.

O circuito Beira Mar e Madre Deus são os pontos de maior fluxo de foliões e onde o policiamento é intensificado. Só na Madre Deus foram destacados mais de 200 policiais militares por dia para as operações, que contam ainda com reforço de equipes do Centro Tático Aéreo (CTA), Batalhão de Turismo (BPTur) e Cavalaria atuando diretamente no circuito. A polícia realiza abordagens e revistas às pessoas e estabelecimentos; monta barreiras e blitz para veículos; e outras ações com fins a conter uso abusivo de álcool e drogas, além de posse ilegal de armamento.

O esquema de segurança para o Carnaval de Todos 2019 conta ainda com efetivo militar dos Comandos de Policiamento Metropolitano – CPAMs I, II e III, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Polícia de Choque, Batalhão Rodoviário e reforço de equipes da Academia de Polícia Militar. “O importante é que todos possam se divertir sem sobressaltos e cientes da presença do aparato policial”, enfatiza o comandante da Polícia Militar.

Homem atropela seis pessoas em São Luís

As pessoas que estavam no local detiveram o condutor e, assim que a Polícia Militar chegou ao local, ele foi conduzido para o plantão das Cajazeiras para depor

Um homem atropelou seis pessoas na madrugada desta segunda-feira (04), na avenida Beira-Mar, em frente ao terminal da Praia Grande, no centro de São Luís.

As pessoas que estavam no local detiveram o condutor e, assim que a Polícia Militar chegou ao local, ele foi conduzido para o plantão das Cajazeiras para depor. A Secretaria de Estado da Segurança Pública emitiu uma nota sobre o ocorrido. Veja:

“A Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) informa que um homem identificado como Luís Felipe Silva Botelho foi preso por atropelar seis pessoas, na madrugada desta segunda-feira (4), na Avenida Beira-Mar. O homem foi apresentado ao Plantão das Cajazeiras.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I) e receberam atendimentos médicos.

A Polícia Civil seguirá com processo investigatório para elucidação do caso.”

Homicídios voltam a cair em todo o Maranhão

Segundo o documento, enquanto em 2017 somaram 1.948 casos de Crimes Violentos Letais Intencionais, em 2018, os dados reduziram para 1.699

O Maranhão apresentou redução de 12,8% nos casos de mortes violentas e figura entre os estados brasileiros que conseguiram diminuir a incidência destes casos, segundo o Monitor da Violência, relatório do Núcleo de Estudos da Violência da USP, Fórum Brasileiro de Segurança Pública e site G1.

Segundo o documento, enquanto em 2017 somaram 1.948 casos de Crimes Violentos Letais Intencionais, em 2018, os dados reduziram para 1.699. Os CVLIs incluem os homicídios, as lesões corporais seguidas de morte e os latrocínios (roubos seguidos de morte).

“O resultado é fruto de uma série de operações do Governo do Estado, direcionadas especificamente para o combate, controle e prevenção deste conjunto de crimes. Isso passa pela aquisição de equipamentos mais modernos, novos veículos, aumento do número de policiais e ações de valorização desse efetivo”, pontuou o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Portela destacou que a gestão realizada pelo governador Flávio Dino tem um sério compromisso com a Segurança Pública, com um eficaz planejamento das operações. “O trabalho tem culminado em redução gradativa das mortes violentas, refletindo em mais segurança para a população”, afirma o secretário.

O Mapa da Violência quantifica os casos a partir do levantamento das ocorrências mês a mês, com base na taxa de mortes a cada 100 mil habitantes. O relatório segue padrão metodológico utilizado pelo fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O número de homicídios mensais também tem reduzido gradativamente, corroborando com os dados do Mapa da Violência. Em fevereiro de 2019, foram 14,8% menos casos deste tipo, no comparativo com o mesmo mês de 2018. Somaram 23 ocorrências em fevereiro deste ano, enquanto foram 27 ano passado. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Em fevereiro também houve redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que incluem além dos homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínio. Em 2018, a SSP registrou a ocorrência de 28 CVLIs, que este ano foram reduzidas para 24 no mesmo período. Em ambos os anos, não foram registrados casos de lesão corporal com morte e houve apenas um latrocínio.

Os CVLIs são o parâmetro da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) para medir os índices de violência no país. Ou seja, quando estes dados reduzem, é entendido que há, também, queda da criminalidade.

Carnaval de todos os ritmos é a marca da folia no Maranhão

A programação oficial da folia em São Luís conta com 267 apresentações em 12 palcos

No Maranhão, o Carnaval é sinônimo de todas as cores, todas as expressões e todos os ritmos! A programação oficial da folia em São Luís conta com 267 apresentações em 12 palcos, e tem um elemento que já é marca registrada do carnaval maranhense: a diversidade de ritmos.

Para o cantor e pesquisador brasileiro Tião Carvalho, que se apresentou na sexta-feira, 1º, no Ceprama, a característica do carnaval maranhense precisa ser preservada.

“Eu vejo no Maranhão uma riqueza muito grande. É um pedaço do Brasil que concentra toda essa miscigenação de música e de ritmos. Ritmos africanos se misturam com os indígenas, os blocos tradicionais beirando o português, o lírico. Então eu acho que o Maranhão é essa mistura e o carnaval vem mostrando tudo isso”, disse Tião.

“O que eu torço muito é para que isso não se perca, mas cabe a nós todos cuidarmos. O Maranhão precisa disso. É o que faz as pessoas virem de fora para cá para conhecer, eles querem nos ver. Eu acho que é importante que nós acordemos para isso”, ressaltou o artista.

Na programação deste ano, o morador da cidade ou o turista pode desfrutar de um amplo leque de experiências musicais e culturais como o pagode do grupo Argumento e Samba Di Rua, a mistura de forró de gafieira, xote, baião, maracatu e reggae de Tião Carvalho, a percussão da banda Maratuque Upaon Açu que congrega em si o coco, o afoxé, o boi de zabumba, o sotaque das baixadas, entre outras manifestações populares, o samba e MPB de Vanessa da Mata, Chico César e Flávia Bittencourt; fora os ritmos que são já tradicionais do carnaval representados por vários blocos, trios e bandas.

Independente de qual seja o gênero musical da apresentação do momento, a entrega dos foliões é total. A expressão “dançar conforme a música” nunca foi tão adequada.

Para o turista Américo Sousa, presente na folia do Ceprama, é justamente essa particularidade que o traz até aqui. “O Maranhão é plural! O Rio de Janeiro é muito legal, mas o Maranhão me trouxe aqui e eu sou muito feliz nesse lugar”, disse.

O Carnaval do Maranhão continua com sua multiplicidade de ritmos até a próxima terça-feira (5), com apresentações no Circuito Madre Deus, Circuito Beira Mar e Passarela do Samba.