Conselho de Ética, presidido por Juscelino Filho, abre representações contra Eduardo Bolsonaro

O colegiado analisou três representações contra Eduardo Bolsonaro nesta terça-feira (26)

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados abriu dois processos contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que podem chegar à cassação do seu mandato. O filho do presidente passa a responder por quebra do decoro parlamentar por sugerir a convocação de “um novo AI-5” para reprimir manifestações no País e por ter ofendido a ex-líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), pelas redes sociais.

O colegiado analisou três representações contra Eduardo Bolsonaro nesta terça-feira (26). Por determinação do presidente do conselho, Juscelino Filho (DEM-BA), duas representações contra Eduardo foram juntadas em um só processo por se tratarem de uma mesma acusação: apologia ao ato institucional número 5 (AI-5) que fechou o Congresso e retirou de direitos civis com a possibilidade de habeas corpus.

Os pedidos apensados foram da Rede Sustentabilidade e o do PT, PSOL e PCdoB acusam o segundo filho do presidente Jair Bolsonaro de ter quebra do decoro parlamentar ao defender a reedição do AI-5 como uma alternativa para combater possíveis protestos casos as manifestações tomem proporções como ocorre no Chile e na Bolívia.

De acordo com as representações, a declaração “atenta contra à democracia” “valor que o parlamentar jurou defender” ao tomar posse na Câmara dos Deputados. “O deputado Eduardo Bolsonaro fez apologia a um instituto que permitiu o fechamento do Congresso Nacional e a cassação dos direitos políticos e mandatos eletivos”, diz o pedido da Rede.

O outro pedido feito pelos três partidos da oposição afirma ainda que não foi a primeira vez o deputado sugeriu a volta da ditadura. “Todas essas declarações deixam claro que há em curso um recrudescimento autoritário”, diz o documento produzido pelo PT, PSOL e PCdoB.

A outra ação foi apresentada pelo PSL durante a disputa pela liderança do partido na Câmara envolvendo o grupo político ligado ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PE), e o do presidente Jair Bolsonaro. Em retaliação ao apoio de Joice ao ex-líder, Delegado Waldir (PSL-GO), Bolsonaro destituiu a deputada da liderança do Congresso e Eduardo a atacou nas redes sociais.

Segundo o processo, que é assinado pelo presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PE), Eduardo promoveu uma “campanha difamatória e injuriosa” e um verdadeiro “linchamento virtual” com ofensas e ataques pessoais contra Joice. Durante o embate, o filho do presidente publicou montagens que mostram uma nota falsa de R$ 3 estampada com o rosto de Joice e incentivou ataques com a hastag “DeixedeSeguiraPepa”, em alusão a personagem Peppa Pig. Os três deputados que vão analisar as ofensas à Joice são Eduardo Costa (PTB-PA), Marcio Marinho (Republicanos-BA) e Marcio Jerry (PCdoB-MA). O relator deste caso também ainda não foi definido.

“Não cometi crime nenhum”, afirmou Eduardo Bolsonaro logo após a decisão do conselho. Para o filho do presidente, foi uma forma de censura, uma forma de intimidação. “Depois da minha fala sobre o AI-5, agora, o Paulo Guedes (Ministro da Economia), sofre as mesmas consequências”, afirmou Eduardo em referência à fala do ministro que nesta terça, nos Estados Unidos, pediu para “não se espantarem” caso defendam um novo ato institucional para conter protestos.

Alunos da Creche-Escola Sementinha emocionam com apresentação de Auto de Natal e Cantata Natalina

A Creche-Escola Sementinha é mantida pela Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), sob a coordenação do Grupo de Esposas do Estado do Maranhão (Gedema).

O clima de natal já tomou conta dos pequeninos da Creche-Escola Sementinha. Na manhã desta terça-feira (26), alunos de todas as séries da instituição apresentaram o “Auto de Natal” e participaram da “Cantata Natalina”, numa emocionante apresentação para familiares e convidados. O ato aconteceu no Auditório Fernando Falcão, onde foram aplaudidos com entusiasmo a cada exibição. A Creche-Escola Sementinha é mantida pela Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), sob a coordenação do Grupo de Esposas do Estado do Maranhão (Gedema).

“O Natal é um momento especial de celebração da paz, do amor e da harmonia. E esta é a proposta da nossa Cantata e do Auto de Natal, ao relembramos, por meio da encenação e do canto, a história do nascimento de Jesus Cristo. Com essa belíssima apresentação de nossos alunos, fechamos o ano com chave de ouro”, declarou a diretora da escola, Iza Lima.

O Auto de Natal, encenado pelas crianças de diversas séries, foi pontuado por momentos que lembram o nascimento de Cristo. Em seguida, a Cantata Natalina, na qual os alunos entoaram canções como “Já é Natal”, “Bate o Sino, Pequenino”, “Alegria do Natal” e “Esse ano quero paz no coração”, entre outras músicas tradicionais da época, emocionou a todos os presentes.

Com o auditório lotado de familiares e convidados, sobraram elogios a performance das crianças. Tânia Abreu, mãe do aluno João Vitor, do 3º ano, enalteceu a apresentação dos alunos e a organização do evento. “A Creche-Escola está de parabéns em realizar esse momento tão especial. Valeu muito, as apresentações estavam lindas e emocionantes”, disse.

O comunicólogo Igor Almeida, pai da pequena Elen Sofia, do 1º Ano, fez elogio no mesmo sentido. “A Creche-Escola tem cumprido o papel de promover interatividade, envolvendo escola e família no processo educativo dos alunos. Isso é muito importante para o desenvolvimento das crianças”, afirmou.

Roberto Costa afirma que MDB já definiu nome de Roseana Sarney para disputa em São Luís

Vale lembrar que, para pessoas mais próximas, a ex-governadora já afirmou que não pretende entrar na disputa pela prefeitura de São Luís

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) voltou a defender, durante discurso na Assembleia Legislativa, que seu partido lance o nome da ex-governadora Roseana Sarney como candidata a prefeita de São Luís, em 2020.

“O nosso partido, tanto o Diretório Municipal de São Luís como o Diretório Estadual do partido, tomou uma posição em relação a São Luís, onde nós teremos uma candidatura própria a prefeito. Nós temos vários nomes que já foram discutidos e que estão sendo discutidos no partido, mas o partido tomou uma decisão muito clara e definitiva de que é para a cidade de São Luís apresentar o nome da ex-Governadora Roseana para disputar a Prefeitura de São Luís pelo MDB. É uma decisão que o partido toma no sentido, primeiro, de respeitar todo o legado da Governadora Roseana por tudo o que ela fez pela cidade de São Luís”, disse Roberto Costa.

O parlamentar prosseguiu falando dos argumentos da defesa da ex-governadora pela legenda. “As grandes obras estruturantes passaram pela Roseana. A avenida Via Expressa, a avenida IV Centenário, os viadutos, os Viva’s, as UPAs, tudo foi construção dela. Por isso a proposta que nós temos é a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney”, afirmou.

Vale lembrar que, para pessoas mais próximas, a ex-governadora já afirmou que não pretende entrar na disputa pela prefeitura de São Luís e que segue afastada da política.

Dramaturgo Zen Salles morre em São Luís

Ele residia em São Paulo há 16 anos, mas estava em São Luís para fazer tratamento de saúde

O dramaturgo e roteirista maranhense Ezeniel Sales e Silva, mais conhecido como Zen Salles, morreu de infarto, na noite de segunda-feira (24), em São Luís. Ele residia em São Paulo há 16 anos, mas estava em São Luís para fazer tratamento de saúde.

Zen Salles era graduado em Jornalismo na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Pós-graduado em Jornalismo Cultural na PUC/SP. Passou no seletivo do Núcleo de Dramaturgia do Sesi/Britsh Council e estudou dramaturgia com os maiores nomes do teatro, cinema e televisão do mundo.

No último dia (17), Zen Salles fez uma publicação no Facebook informando que estava com fibromialgia. “Queridos. Estou hospitalizado, tenho Fibromialgia, as dores são lancinantes, mas já estão sendo tratadas com rigor… Positives vibes serão bem-vindas! No mais, Chupa Lady Gaga”, brincou.

No dia seguinte, ele informou que o problema era artrite. “Queridos que me mandaram boas vibrações. Não é fibromialgia, é artrite, doença bem mais fácil de tratar. Daqui a pouco tudo fica bem. Obrigado!”, escreveu.

O velório está acontecendo na Igreja Batista Luz e Vida, no Planalto Anil II (Pingão), em São Luís. (Com informações do Blog do Gilberto Lima).

Deu na Veja: Flávio Dino no PT

Flávio Dino tem trajetória de grandes vitórias eleitorais e chama atenção pela a competência administrativa com que toca sua gestão

Veja

No Congresso do PT ficou claro que, se for possível, Lula é o candidato preferido para a presidência. Do mesmo Congresso, embora não com a mesma clareza, podemos concluir que, se Lula não puder ser o candidato, a escolha do PT para 2022 será feita a partir do zero, ou seja, não há ninguém com lugar marcado para ser o plano B. O PT vai investir forte em candidatos a prefeito em 2020, para reforçar as bases municipais do Partido. E vai investir também para que os julgamentos de Lula sejam anulados, o que não é impossível, depois das revelações da Vaza Jato, que demonstraram as manobras pouco jurídicas da Lava Jato e de Sergio Moro, que comandava na prática a Operação.

Se a candidatura de Lula não for viável, há várias possibilidades de candidaturas que poderiam ser escolhidas pelo PT em 2022. Claro que Fernando Haddad será considerado, já que foi o candidato em 2018 e não se saiu mal. Mas é certo que nomes de políticos nordestinos, como o senador Jaques Wagner e o governador da Bahia, Rui Costa, também serão apontados, talvez com muito mais força do que Haddad. Em primeiro lugar porque é no Nordeste que o PT tem hoje suas principais bases. São Paulo, maior colégio eleitoral do País, precisa ser recuperado, porque o PT teve na capital, em 2016 e no Estado, em 2018, votações muito abaixo das suas votações históricas. Com o detalhe, nada desprezível de que, nos dois casos, o candidato petista foi Fernando Haddad. Em 2016, concorrendo como prefeito, no cargo, perdeu nas regiões que tradicionalmente votam no PT. E em 2018, teve desempenho muito fraco no Estado de São Paulo como um todo.

Claro que se pode argumentar muito sobre isso e certamente a culpa por esses resultados não foi exclusivamente de Fernando Haddad. Mas também se poderia considerar que os votos que ele obteve no NE, em 2018, não foram votos para Haddad, que era um ilustre desconhecido até aquela eleição. É claro que os votos são do PT e sobretudo, de Lula. De Lula e da gratidão que o eleitor pobre do Nordeste tem para com o PT. Para este eleitor, há dois nordestes, aquele antes e depois dos governos do PT.

Assim, Jaques Wagner e Rui Costa teriam grandes chances de ser um deles o escolhido. Mais ainda, também teria chance o governador do Maranhão, caso a discussão evolua para se fazer uma aliança entre o PT e o PCdoB ou mesmo se Flávio Dino resolver partir para a disputa e se dispuser a mudar de partido para ter maiores chances. Esse três políticos têm trajetória de grandes vitórias eleitorais em seus estados e chamam a atenção para a competência administrativa com que tocam suas gestões. E têm grande vantagem no terreno político, porque sabem se conduzir e conversar com políticos de todos os partidos e tendências, qualidade indispensável em disputas eleitorais, especialmente uma eleição presidencial.