São Luís lidera ranking de praias mais em conta para os turistas no verão 2018

São Luís lidera ranking de praias mais em conta para os turistas no verão 2018. (Foto: Divulgação)

Reportagem do jornal Correio, da Bahia, mostra que São Luís é o destino de praia mais em conta para este verão. A publicação usa uma lista feita pelo site especializado em reserva de hotéis Trivago.

“O topo da lista fica com a cidade de São Luís, no Maranhão, com média de R$ 188,51 e variação entre R$ 55 e R$ 581”, diz o Correio. De acordo com o Índice de Preços de Hotéis Trivago, a capital maranhense tirou do topo da lista a cidade de Paracuru, em Pernambuco, que agora está em segundo lugar.

O Trivago conta que São Luís já tinha ocupado a posição de número 5 na lista do verão de 2017. E agora chegou à liderança.

Ao falar da Avenida Litorânea, o Trivago afirma que “são muitos bares e quiosques ao longo da orla, com boas opções de comida, música e balada em geral”.

Veja aqui a reportagem do Correio: http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/maranhao-e-o-destino-mais-barato-da-estacao-aponta-trivago/

Melhora das praias

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo de dezembro mostra que o Maranhão é o Estado que mais melhorou a qualidade das praias entre 2016 e 2017. Todos os 21 pontos medidos tiveram evolução.

Foram analisadas 16 praias de São Luís e cinco de São José de Ribamar. Todas elas apresentaram qualidade melhor no período de um ano, um aproveitamento de 100%.

Desde 2015, o Governo do Maranhão vem investindo fortemente em saneamento básico e limpeza das praias e lagoas, ajudando a devolver a qualidade das águas.

Laudo aponta que praias de São Luís e Ribamar continuam próprias para banho

As praias de São Luís e São José de Ribamar continuam com a maioria dos seus pontos próprios para banho. É o que aponta o laudo semanal de balneabilidade realizado pelo Laboratório de Análises Ambientais – LAA, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), entre os dias 18/01 e 22/01. O novo levantamento demonstra a manutenção do maior número de pontos balneáveis, já que 15, dos 21 pontos aferidos, estão próprios para banho.

O número de substâncias que tornam as praias impróprias está em processo de declínio desde meados de 2016, quando os investimentos do Governo do Estado em saneamento básico, iniciados ainda no início de 2015 por meio do programa Mais Saneamento, começaram a influenciar diretamente na balneabilidade.

De acordo com o novo laudo, quatro pontos da praia da Ponta D’areia, não estão com níveis aceitáveis de impurezas, são eles: atrás do bar do Dodô; em frente a praia de apoio ao banhista; em frente ao Edifício Herbene Regadas; em frente ao Hotel Brisamar; um ponto da praia do Calhau (Foz do Rio Calhau), e um ponto no Olho D’Água, a direita da elevatória Pimenta I).

De acordo com o Flávio Dino, o Governo trabalha no Rio Pimenta e Claro e vai começar a despoluição do Rio Calhau em breve. Além disso, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) está concluindo obras que se prolongavam há muito tempo, inaugurou a Estação de Tratamento (ETE) do Vinhais e está recuperando elevatórias que são importantes para que esse sistema funcione.

Laudo atesta que 100% das praias da Grande São Luís estão próprias ao banho

Novo laudo divulgado pela Sema garante 100% das praias de São Luís e São José de Ribamar aptas ao banho. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Novo laudo divulgado pela Sema garante 100% das praias de São Luís e São José de Ribamar aptas ao banho. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Um mês após a inauguração da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Vinhais, equipamento responsável por tratar 40% dos esgotos da capital maranhense, 100% das praias da região metropolitana de São Luís passaram a ter condições adequadas ao banho. É o que atesta o mais recente laudo de balneabilidade, divulgado neste sábado (8) pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema).

As amostras foram coletadas na última quarta-feira (5), pelo Laboratório de Análises Ambientais (LAA) da Sema, uma semana após o fenômeno natural da ‘superlua’, que produziu marés de grande amplitude no litoral maranhense, denominadas ‘marés de sizígia’.

Dos 21 pontos monitorados da orla marítima São Luís e São José de Ribamar, todos apresentaram níveis de enterococcus abaixo do que determina a Resolução nº 274/00, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que considera águas das praias próprias para o banho quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no máximo presença de 100 enterococcus/100 mL. As águas das praias serão consideradas impróprias quando não atenderem a este critério ou quando o valor obtido na última amostragem for superior a 400 enterococcus/100 mL (NMP).

As praias liberadas são: Ponta d’Areia (ao lado do Forte Santo Antonio); Ponta d’Areia (Em frente ao Edifício Herbene Regadas); atrás do Hotel Praia Mar; atrás do Bar do Dodô; em frente à Praça de Apoio ao Banhista; e em frente ao Hotel Brisa Mar), São Marcos (em frente aos Bares Do Chef e Marlene’s; em frente à Barraca da Marcela; em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar; em frente ao Ipem e ao Bar Kalamazoo; Foz do Rio Calhau), Calhau (à direita da elevatória II da Caema; em frente à Pousada Tambaú; em frente ao Bar Malibu), Olho d’Água (à direita da Elevatória Iemanjá II); Olho d’Água (A direita da Elevatória Pimenta I); Praia do Meio (São José de Ribamar) e Araçagi (São José de Ribamar).

Saneamento
A melhoria nos índices de balneabilidade tem acontecido de forma gradual, devido aos investimentos realizados por meio do programa ‘Mais Saneamento’, que pretende tratar 70% do esgoto de São Luís até 2018. Com um investimento de R$14 milhões, as obras foram iniciadas em 2015 pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e seguem em ritmo avançado.

Uma das primeiras medidas foi dar início às obras de despoluição dos Rios Pimenta e Claro, que desembocam na orla. Também faz parte do programa a inauguração de Estações de Tratamento de Esgoto, como a ETE Vinhais, a maior do Nordeste.

FOTO DO DIA – Flávio Dino acompanha obras do “Mais Saneamento”

Governador vistoriou obras do "Mais Saneamento"

Governador vistoriou obras do “Mais Saneamento”

O governador Flávio Dino visitou, neste final de semana, as obras do programa ‘Mais Saneamento’, que têm como um dos objetivos despoluir o Rio Pimenta, o Rio Claro, a Lagoa da Jansen e recuperar a balneabilidade das praias de São Luís.

Ao lado da equipe técnica da Caema, o governador visitou as intervenções feitas pelo Governo do Estado no Rio Pimenta, onde foi implantado 30 km de rede coletora e 5 km de interceptor com a finalidade de tratar o esgoto na região e impedir o seu escoamento no litoral da capital maranhense.

Na visita, o morador Antonio Marcos relatou ao governador as mudanças que ocorreram no Rio Pimenta ao longo de 20 anos. “Hoje a situação está muito diferente. Quase não tem mais peixes, não conseguimos banhar. Temos muita esperança de que o rio volte a ficar limpo”, disse Marcos.

No mesmo dia, o governador visitou as obras de saneamento que tem como objetivo eliminar até o final deste ano, de 12 dos 27 pontos de poluição da Lagoa da Jansen. O presidente da Caema, Davi Telles, afirmou que até junho de 2016 todos os 27 pontos de poluição da Lagoa serão retirados.

Governo Flávio Dino vai investir mais de R$ 14 milhões para despoluir praias e Lagoa da Jânsen

Governador Flávio Dino aproveitou para pedalar...

Governador Flávio Dino aproveitou para pedalar…

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB),  lançou, no final de semana, a nova etapa do ‘Mais Saneamento’.  O programa do governo do Estado pretende eliminar 12 dos 27 pontos de esgotos existentes na Lagoa da Jânsen nos próximos 60 dias; e todos os 27 até 2016. O ‘Mais Saneamento’ iniciará também a despoluição dos rios Pimenta e Claro, o que vai garantir a balneabilidade das praias de São Luís. A conclusão desta obra está prevista para 12 meses.

Segundo informações da Secretaria de Comunicação, serão investidos mais de R$ 14 milhões nas obras de saneamento nesta etapa do ‘Mais Saneamento’. Ao priorizar a meta de elevar o nível de tratamento de esgoto de São Luís, de 4% para 70% até o final de 2018, o Governo do Estado garante qualidade de vida, proteção ao meio ambiente e incentivo ao turismo no Maranhão.

O lançamento da etapa foi marcado por apresentações culturais, passeio ciclístico, feira de artesanato e programações musicais marcaram a manhã de domingo na Lagoa da Jansen e Litorânea. O governador Flávio Dino participou do passeio ciclístico e teve recepção calorosa entre skatistas na Lagoa da Jansen.