PSL debate nova suspensão a 17 deputados bolsonaristas

O PSL recomendou a suspensão das atividades parlamentares por 12 meses de 17 deputados federais, entre eles, Eduardo Bolsonaro

A Executiva Nacional do PSL recomendou nesta terça-feira a suspensão das atividades parlamentares por 12 meses de 17 deputados federais, entre eles o líder do partido na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente Jair Bolsonaro. A decisão ainda precisa ser homologada pelo Diretório Nacional da sigla, que tem reunião prevista para a segunda-feira da semana que vem. No ano passado, uma sansão aplicada pelo diretório foi revista pela Justiça do Distrito Federal e, com isso, Eduardo Bolsonaro segue como líder do PSL na Câmara.

No encontro desta terça, a Executiva apenas acatou a recomendação do Conselho de Ética do partido. O diretório vai debater o tema na próxima semana e caso uma nova suspensão seja aplicada o grupo ligado ao presidente do PSL, Luciano Bivar, deve retomar o comando da legenda. No ano passado, Joice Hasselmann (SP), chegou a ser indicada como líder enquanto a suspensão vigorou.

A recomendação da Executiva pede a suspensão de: Aline Sleutjes (PR), Bibo Nunes (RS), Sanderson (RS), Márcio Labre (RJ), Daniel Silveira (RJ), Major Vitor Hugo (GO), Caroline de Toni (SC), Bia Kicis (DF), Filipe Barros (PR), Carlos Jordy (RJ), Helio Lopes (RJ), Chris Tonietto (RJ), Eduardo Bolsonaro (SP), Júnio Amaral (MG), Carla Zambelli (SP), Alê da Silva (MG) e general Girão (RN). Além dos parlamentares federais, a nova sanção envolveria os deputados estaduais paulistas Gil Diniz e Douglas Garcia.

No ano passado, o grupo bolsonarista entrou em rota de colisão com apoiadores de Bivar. A guerra da legenda se intensificou após o presidente Bolsonaro dizer que Bivar “está queimado para caramba”. Foi a partir daí que começou a ser articulado a formação da nova legenda.

Ferryboats colidem e causam pânico em passageiros na Baía de São Marcos

O acidente causou susto e pânico aos passageiros que viajavam nas embarcações

Uma colisão envolvendo dois ferryboats foi registrada, na manhã desta terça-feira (4), entre o Terminal Ponta da Espera e o Terminal do Cujupe, na Baía de São Marcos.

O acidente causou susto e pânico aos passageiros que viajavam nas embarcações. Pelas imagens, é possível ver o desespero dos passageiros de uma das embarcações no momento do choque.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) emitiu nota sobre a colisão. O órgão frisou que não houve nenhuma vítima e que os procedimentos necessários foram realizados.

A Capitania dos Portos, órgão responsável pela Segurança de Navegação, instaurou inquérito para apurar as circunstâncias e responsabilidades sobre o ocorrido.

Duarte é liberado do PCdoB

O destino de Duarte deve ser o Republicanos (ex-PRB) do vice-governador Carlos Brandão

O deputado estadual Duarte Júnior esteve reunido com o governador Flávio Dino, na noite de segunda-feira (3), e foi liberado a buscar uma outra legenda para disputar as eleições de São Luís em 2020.

O deputado eleito pelo PCdoB disputava as prévias dentro da legenda com o atual secretário, Rubens Júnior, para saber quem seria o nome comunista nas eleições da capital.

O destino de Duarte deve ser o Republicanos (ex-PRB) do vice-governador Carlos Brandão.