Deputados entregam a municípios ambulâncias adquiridas com saldo orçamentário positivo da Assembleia

A compra dos equipamentos é resultado das medidas de contenção de gastos implementadas na gestão do atual presidente, deputado Othelino Neto

Os deputados estaduais entregaram, nesta quarta-feira (12), 24 ambulâncias de 42 adquiridas com o saldo orçamentário positivo da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema). Na solenidade, realizada no Palácio dos Leões, sob o comando do governador Flávio Dino (PCdoB), os veículos foram disponibilizados diretamente aos representantes dos municípios contemplados pela ação inédita. A compra dos equipamentos é resultado das medidas de contenção de gastos implementadas na gestão do atual presidente, deputado Othelino Neto (PCdoB), em 2019, que possibilitaram o retorno desses recursos, da ordem de R$ 6,6 milhões, para que o Governo do Estado concretizasse a iniciativa.

A ação, articulada pelo chefe do Legislativo e acatada pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), garantiu que cada parlamentar indicasse uma ambulância para um município.

“É razão de grande alegria ver deputados estaduais, independente de cor partidária, contribuírem concretamente em prol do sistema de saúde pública do Maranhão”, destacou Othelino Neto, enfatizando que o recurso poderia ser viabilizado para projetos que estão no planejamento da Alema, porém, as dificuldades pelas quais passa o Brasil foram levadas em consideração. “Isso é marcante porque é uma forma concreta da Assembleia dar sua colaboração”, acrescentou.

Othelino reconheceu a sensibilidade do Governo do Estado e ressaltou a importância da relação harmônica entre os Poderes, que, segundo ele, serve de exemplo para o país. “Agradeço ao governador Flávio Dino, que prontamente atendeu nossa proposta e, de imediato, adquiriu os equipamentos tão importantes para o sistema de saúde dos municípios maranhenses. Essa é uma data histórica porque, mais uma vez, mostramos que essa boa relação entre os poderes é fundamental para o estado e quem ganha com isso é a sociedade”, frisou.

A ampla união entre o Legislativo e o Executivo, que se estende ao Judiciário, assim como aos órgãos autônomos, também foi destacada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante a solenidade. “Isso é louvável na medida em que esse método de diálogo permite conquistas efetivas em favor da população de todos esses municípios”, afirmou.

O governador fez ainda um agradecimento especial à colaboração da Assembleia para a ação, que faz parte do Programa de Fortalecimento do Transporte Sanitário, um investimento na ordem de R$ 6 milhões. “Quero agradecer muito aos deputados estaduais por essa demonstração de compreensão quanto às prioridades de políticas públicas, que tem ajudado várias áreas dentro da saúde. Recentemente fizemos a entrega de uma emenda coletiva ao Aldenora Bello e, agora, dessas ambulâncias. A ajuda do Legislativo tem sido fundamental”, acentuou.

Flávio Dino já aparece em terceiro lugar na corrida presidencial

Bem aprovado pela população e respeitado por suas políticas públicas, Flávio já é considerado uma das maiores lideranças da esquerda brasileira.

A pesquisa Atlas Político, divulgada nesta quarta-feira (12) pelo site do El País, mostra que o governador Flávio Dino (PCdoB) já aparece com 13% das intenções de voto, em terceiro lugar na disputa presidencial, em um cenário que exclui o ex-presidente Lula e o ministro da Justiça, Sergio Moro.

A pesquisa é uma das primeiras que coloca o governador do Maranhão na disputa. Nesse cenário, Jair Bolsonaro lidera com 41% das intenções de voto. O apresentador da Globo, Luciano Huck tem 14% e Dino, um ponto porcentual a menos, bem à frente do atual governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que marca 2,5%. Indecisos, nulos e brancos chegam a 27%.

Maior liderança do PCdoB no país, Flávio Dino está em seu segundo mandato como governador. Bem aprovado pela população e respeitado por suas políticas públicas, Flávio já é considerado uma das maiores lideranças da esquerda brasileira.

A pesquisa foi realizada na Internet via convites randomizados com 2.000 pessoas, entre os dias 7 e 9 de fevereiro, em todas as regiões do país. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Duarte Júnior oficialmente no Republicanos

O Republicanos agora terá na pré-candidatura de Duarte Júnior uma das suas prioridades.

O deputado estadual Duarte Junior esteve em Brasília, durante o dia de ontem (12), para assinar sua ficha de filiação ao Republicanos, antigo PRB.

O ato foi prestigiado por figuras da legenda como o deputado federal Celso Russumano, pelo presidente nacional da sigla, o deputado federal Marcos Pereira, além de contar com a presença do vice-governador Carlos Brandão e do deputado federal Cléber Verde.

Um dos maiores partidos da Câmara dos Deputados, o Republicanos agora terá na pré-candidatura de Duarte uma das suas prioridades.

Bolsonaro exclui governadores do Conselho da Amazônia Legal

A composição anterior do conselho, estipulada em um decreto de 1995, incluía os governadores da Amazônia Legal.

A composição anterior do conselho, estipulada em um decreto de 1995, incluía os governadores da Amazônia Legal.O presidente Jair Bolsonaro assinou terça-feira (11), em cerimônia no Palácio do Planalto, um decreto para transferir o Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Ambiente para a Vice-presidência.

De acordo com o texto do decreto, divulgado pela Secretaria de Comunicação Social, o conselho será integrado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e por 14 ministros do governo federal.

A composição anterior do conselho, estipulada em um decreto de 1995, incluía os governadores da Amazônia Legal. No decreto assinado por Bolsonaro, os governadores não integram o conselho.

À TV Globo, Mourão afirmou que, mesmo sem compor o conselho, os governadores serão consultados para estabelecer as prioridades para a região. “O conselho tem a função de integrar e coordenar as políticas em nível federal. Os governadores serão consultados para que estabeleçam suas prioridades”, declarou.

Integram a Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão.