Zé Inácio analisa pesquisa Escutec e prega candidatura própria do PT em São Luís

O parlamentar pregou que o PT tenha candidatura própria em São Luís

O deputado estadual Zé Inácio (PT) usou suas redes sociais, na tarde deste domingo (20), para fazer uma análise sobre o cenário político de São Luís e sobre as eleições na capital para o próximo ano.

“Analisando a pesquisa Escutec/O Estado, chego à seguinte conclusão: sucessão em São Luís completamente indefinida e aberta; na espontânea, um candidato isolado acima de 20% e nenhum outro acima de 3%; nenhum dos 14 nomes da estimulada ultrapassa 10%, nomes já na disputa há vários meses”, escreveu Zé Inácio.

Com toda a indefinição, o parlamentar pregou que o PT tenha candidatura própria em São Luís, dada sua relevância no cenário político ludovicense e o legado dos governos petistas.

“É o momento do PT apresentar candidatura própria. Várias pesquisas têm apontado que mais de 50% da população de São Luís reconhecem o legado do PT e a força de Lula”, afirmou.

Incêndio em galeteria da Cidade Operária

Ainda não se sabe os motivos que levaram ao início do incêndio na galeteria

Foi registrado na tarde deste domingo (20) um incêndio na galeteria O Ceará, no bairro da Cidade Operária. O estabelecimento fica localizado na Rua 10 da Unidade 203.

Ainda não se sabe os motivos que levaram ao início do incêndio na galeteria que fica ao lado daa Lojas Americanas da Cidade Operária.

Os bombeiros foram acionados para controlar o incêndio. (Com informações do blog da Priscila Petrus).

“Pergunta para eles”, diz Bolsonaro ao ser questionado se fica no PSL

A crise na relação entre Bolsonaro e o PSL se tornou pública há cerca de dez dias

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado sábado (19), se permanecerá no PSL e respondeu: “Pergunta para eles”.

Bolsonaro fez a afirmação no momento em que deixava o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, e se dirigia à Base Aérea de Brasília. Bolsonaro embarca neste sábado para o Japão.

A crise na relação entre Bolsonaro e o PSL se tornou pública há cerca de dez dias, quando o presidente da República pediu a um apoiador para “esquecer” o partido porque Luciano Bivar, presidente da legenda, está “queimado para caramba”.

Essa declaração resultou em uma crise que passou a envolver o Palácio do Planalto, o comando do PSL e a bancada do partido no Congresso Nacional.

Neste sábado, por exemplo, os deputados Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselmann, ambos do PSL de São Paulo, trocaram ofensas nas redes sociais.

Além disso, também neste sábado, o deputado Luiz Lima (RJ) informou ter sido destituído da vice-liderança do PSL na Câmara. Lima integra a ala de Bolsonaro e assinou uma lista que apoiava Eduardo Bolsonaro para a liderança do PSL no lugar do deputado Delegado Waldir (PSL-G0), que integra o grupo de Bivar.

Governo entrega medicamentos para o Hospital Aldenora Bello

Os medicamentos auxiliam no tratamento de câncer infantil, destes, os principais são: linfoma, leucemia e sarcomas.

Governo do Maranhão entregou, nesta sexta-feira (18), medicamentos para o Hospital Aldenora Bello retomar o atendimento das crianças. A medida traz alívio para as famílias dos pacientes atendidos no hospital filantrópico, que é administrado pela Fundação Antônio Dino.

“Os quimioterápicos doados de forma emergencial ao Hospital Aldenora Bello. Com isso, vamos poder retomar imediatamente a quimioterapias das crianças. A parceria entre Governo do Estado e a unidade tenta solucionar o problema. Neste sentido, na segunda-feira iremos entregar mais medicamentos”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

De acordo com o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Rodrigo Lopes, o momento é de alívio para pacientes e seus familiares. “Não é um momento fácil este o que estamos vivendo na saúde de maneira geral, mas acredito que com este ato nós conseguimos ajudar todo mundo”, disse.

Antônio Dino Tavares, vice-presidente da Fundação Antônio Dino afirmou que a entrega dos medicamentos representa mais uma vez o empenho do Estado para evitar a suspensão do tratamento dos pacientes atendidos no hospital filantrópico.

“Além da Secretaria de Estado da Saúde, também estamos dialogando com outros agentes políticos para contornar a situação. De forma emergencial foram trazidos para nós quimioterápicos para que possamos retomar o tratamento imediato das crianças, e em breve também iremos retornar com as cirurgias”, observou.

Os medicamentos doados pela Secretaria de Estado da Saúde auxiliam no tratamento de câncer infantil, destes, os principais são: linfoma, leucemia e sarcomas.