“Se atitude significa ser subserviente, não é realmente o nosso caso”, responde Flávio Dino a João Dória

O governador continuou afirmando que mantém a mesma conduta desde sempre: “diálogo com todos, mas sem abrir mão de princípios.”

O governador Flávio Dino (PCdoB) respondeu as provocações do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que afirmou, em matéria publicada pela Folha de S. Paulo, que faltou aos governadores do Nordeste “atitude” e “voz de comando” para mobilizar deputados da região para que estados e municípios fossem incluídos no relatório da Reforma.

“Governador Doria, na Folha, diz que falta ’atitude’ aos governadores do Nordeste. Se atitude significa ser subserviente, não é realmente o nosso caso. Nossa atitude tem evitado graves retrocessos, em temas como BPC, aposentadoria rural, capitalização, desconstitucionalização. Claro que respeitamos as ’atitudes’ do governador de São Paulo. São escolhas ideológicas e ele que responda por elas. Mas certamente ele não tem o direito de reclamar idênticas “atitudes” de quem deseja preservar direitos sociais dos mais pobres”, escreveu Flávio Dino.

O governador continuou afirmando que mantém a mesma conduta desde sempre: “diálogo com todos, mas sem abrir mão de princípios. Princípios estes que são diferentes dos adotados pelo governador Doria. Diferenças normais em um regime democrático, e por isso têm todo meu respeito”, concluiu.

Obra de Paulo Freire é eterna, diz Flávio Dino durante homenagem ao educador

A homenagem reconhece Paulo Freire como um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia

O governador Flávio Dino entregou nesta quinta-feira (13) a condecoração máxima do Maranhão à viúva do professor doutor Paulo Freire, em cerimônia no Palácio Henrique de La Roque, em São Luís. O evento marcou a concessão da medalha do Mérito Timbira (in memoriam), grau Grã-Cruz, ao educador.

A medalha foi recebida por Ana Maria Freire, viúva do professor. “Eu me sinto profundamente contente e alegre. Flávio Dino reconhece a importância de Paulo para a educação, a filosofia, as ciências humanas, as ciências exatas. Hoje, há trabalhos de Paulo em todos os campos do conhecimento baseados na literatura dele”, afirmou Ana Maria

Ela destacou que Freire sempre buscou a igualdade social. “Sempre buscou defender os oprimidos e sempre buscou a democracia. Ele teve várias táticas para chegar ao sonho maior, que é e democracia brasileira”.

Flávio Dino afirmou que “Paulo Freire é uma referência do pensamento brasileiro, não só da área da pedagogia e da educação, mas em outras áreas do conhecimento. Um homem que dedicou a sua vida a servir à causa da justiça, do combate à desigualdade, da esperança, um nordestino como nós”.

“Ele merece essas homenagens de todo o povo brasileiro, como recebeu em vida dezenas de títulos doutor honoris causa em universidades do mundo inteiro. Recebe hoje essa homenagem do Governo do Maranhão em razão dessa trajetória honrada. E sobretudo em reconhecimento à força, à sobrevivência e à eternidade de sua obra, que inspira gerações e gerações de educadores; e tenho certeza que continuará a inspirar”, acrescentou.

Manifestantes fazem bloqueio de rodovias em São Luís

Os grevistas utilizaram carros de som e seguravam bandeiras de centrais sindicais

Manifestantes bloquearam a Avenida dos Portugueses por volta das 5h desta sexta-feira (14) na altura da Barragem do Bacanga. Fogo foi ateado em uma barreira física montada à base de pneus e entulhos e as pessoas precisaram descer dos veículos e seguir a pé.

Outro bloqueio foi montado no km 2 da BR-135, próximo a Vila Itamar. A Polícia Militar acompanha a manifestação com viaturas próximas as concentrações.

Os grevistas utilizaram carros de som e seguravam bandeiras de centrais sindicais. O protesto principal é contra o a reforma da Previdência, apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Por volta de 7h15, já com um engarrafamento quilométrico, os manifestantes resolveram liberar parcialmente as vias na Avenida dos Portugueses. O fogo que estava na barreira de pneus foi apagado para a passagem segura dos veículos.

Cai terceiro ministro de Bolsonaro

Carlos Alberto Santos Cruz, da Secretaria de Governo da Presidência, foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro

Estadão

Jair Bolsonaro demitiu seu terceiro ministro, e o primeiro da ala militar do governo: caiu o general Carlos Alberto Santos Cruz, da Secretaria de Governo da Presidência.

Depois de investir pesadamente contra Santos Cruz no início de maio, sem sucesso, a ala mais ideológica, ligada à extrema direita e ao filófoso Olavo de Carvalho, logrou ao derrubar um dos mais francos opositores à ocupação de cargos por aliados desse grupo em várias esferas do governo e do predomínio de suas pautas.

Santos Cruz se opôs à extrema ideologização de postos como a Apex, agência que cuida das exportações, e do MEC, o Ministério da Educação, ambos inicialmente loteados de olavetes. O período de investida aberta de Olavo e seus seguidores, inclusive filhos do presidente, contra Santos Cruz foi rebatido pela defesa enfática feita por outros militares fortes no governo, como o general Eduardo Villas Bôas, ao colega de armas. Santos Cruz ficou, mas sua relação com Bolsonaro nunca mais voltou a ser o que era.

Com a queda de Santos Cruz e o enfraquecimento de Sérgio Moro, outro pilar importante do governo, a ala ideológica vai ganhando espaço. A “forra” vem justamente depois de um período de relativo recolhimento de Olavo e de seus pupilos, além de Carlos Bolsonaro. Relativo porque nenhum deles deixou de estar ativo, e o ideólogo da Virgínia não aguentou nem uma semana sem publicar seus palavrões nas redes sociais. Vitória também do assessor especial de Bolsonaro para temas internacionais, Filipe Martins, que era um antípoda de Santos Cruz no Palácio do Planalto, além de animador da militância mais ideológica nas redes sociais.

Othelino Neto confere estrutura montada no ‘Arraiá do Povo’

O ‘Arraiá do Povo’ é aberto ao público, com espaço para crianças, estacionamento gratuito, acessibilidade e uma programação variada

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), visitou a estrutura montada para receber o público no ‘Arraiá do Povo’ 2019, que começa nesta sexta-feira (14) e se estende até domingo (16), na área do estacionamento da Alema, ao lado do Complexo de Comunicação. Na oportunidade, Othelino fez o teste nos detectores de metais, que vão reforçar a segurança na festança junina.

“O nosso arraial é um momento festivo, de valorização da nossa cultura local. Aqui, nós teremos o bumba meu boi, a quadrilha, o cacuriá e outras atrações locais. Vão ser três dias de muita festa, muita alegria, onde nossos servidores vão poder aproveitar bem, assim como toda a sociedade que quiser vir ao nosso arraial”, assinalou Othelino Neto.

O presidente da Alema também conversou com o diretor de Comunicação da Assembleia, Edwin Jinkings, e com o chefe-adjunto do Gabinete Militar da Alema, coronel Marcelo Jinkings, sobre os últimos preparativos para a festança. 

“O Gabinete Militar está trabalhando intensamente no planejamento do arraial para que seja um sucesso absoluto em todas as áreas, não só nas brincadeiras, mas, sobretudo, na segurança. Esse é um atrativo e um diferencial do arraial da Assembleia e, com certeza, este ano vai se confirmar como um dos arraiais mais tranquilos do Maranhão”, garantiu o coronel Marcelo Jinkings.

O ‘Arraiá do Povo’ é aberto ao público, com espaço para crianças, estacionamento gratuito, acessibilidade e uma programação variada, com grupos de bumba meu boi, cacuriá, cantores locais e uma atração nacional. Uma festança junina que, mais uma vez, promete ser inesquecível.

“A equipe está toda de parabéns, pois está tudo muito bonito, tal qual no ano passado. A minha expectativa é a maior possível e estarei presente nos três dias, aproveitando bem o nosso arraial. Aqueles que não puderem vir vão poder acompanhar pela TV Assembleia e presenciar esse momento de muita efervescência cultural”, finalizou o presidente Othelino Neto.