Veja como cada deputado maranhense votou sobre a reforma da Previdência

Dos 18 deputados maranhenses, 14 votaram pela aprovação do texto-base e 4 votaram contra

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (10) em primeiro turno, por 379 votos a 131, o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) de reforma da Previdência, que altera as regras de aposentadoria.

Dos 18 deputados maranhenses, 14 votaram pela aprovação do texto-base e 4 votaram contra.

Votaram SIM, pela aprovação da reforma: Aluísio Mendes (Podemos); André Fufuca (PP); Cleber Verde (PRB); Edilázio Júnior (PSD); Gastão Vieira (PROS); Gil Cutrim (PDT); Hildo Rocha (MDB); João Marcelo Souza (MDB); Josimar Maranhãozinho (PL); Junior Lourenço (PL); Juscelino Filho (DEM); Marreca Filho (Patriota); Pastor Gildenemyr (PL) e Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Votaram NÃO, contra a aprovação da reforma: Bira do Pindaré (PSB); Eduardo Braide (PMN); Márcio Jerry (PCdoB) e Zé Carlos (PT).

Com 379 votos, Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência

A proposta teve 379 votos a favor e 131 votos contra

Depois de oito horas de debates, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, o texto principal da reforma da Previdência. A proposta teve 379 votos a favor e 131 votos contra.

Agora, os parlamentares começam a votar os 20 destaques apresentados pelas bancadas. Mais cedo, os deputados tinham concordado em derrubar as emendas individuais e manter apenas as de bancada.

Os destaques mais aguardados são o que aumenta a aposentadoria para as trabalhadoras da iniciativa privada e o quesuaviza as regras de aposentadorias para policiais e agentes de segurança que servem à União.

A reforma da Previdência precisava de 308 votos, o equivalente a três quintos dos deputados, para ser aprovada. Se aprovado em segundo turno, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

O debate do texto principal foi aberto por volta das 17h, quando a Câmara rejeitou o último requerimento de retirada de pauta da reforma da Previdência. Nas últimas horas, os líderes dos partidos estavam encaminhando as orientações para as bancadas.

Salário na conta! Prefeitura de Pedreiras paga 13º salário dos servidores

O pagamento em dia é um compromisso de Antônio França, prefeito de Pedreiras

O prefeito de Pedreiras, Antônio França, anunciou que o pagamento do 13º salário de todos os funcionários da Prefeitura foi realizado nesta quarta-feira (10).

O pagamento em dia é um compromisso de Antônio França à frente da Prefeitura. E é importante para continuar girando a economia local, sobretudo na atual conjuntura de aguda crise econômica.

“Essa é mais uma demonstração da valorização do nosso servidor. Enquanto outras cidades enfrentam problemas para quitar o benefício, Pedreiras coloca-se na vanguarda, antecipando tudo. Essa parcela tem sido útil para o servidor equacionar o fluxo de caixa familiar, além de estimular a atividade econômica da cidade”, destacou França.

Bolsonaro diz que vai indicar ministro ‘terrivelmente evangélico’ ao Supremo

Bolsonaro deu a declaração durante discurso durante culto evangélico na Câmara dos Deputados

G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quarta-feira (10) que terá direito a indicar dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e que “um deles será terrivelmente evangélico”.

Bolsonaro deu a declaração durante discurso durante culto evangélico na Câmara dos Deputados. “Muitos tentam nós deixar de lado dizendo que o estado é laico. O estado é laico, mas nós somos cristãos. Ou para plagiar a minha querida Damares [Alves, ministra]: Nós somos terrivelmente cristãos. E esse espírito deve estar presente em todos os poderes. Por isso, o meu compromisso: poderei indicar dois ministros para o Supremo Tribunal Federal [STF]. Um deles será terrivelmente evangélico”, declarou o presidente.

Ele afirmou ainda ser “apenas um instrumento”. E acrescentou que, por mais crítica que a bancada evangélica receba, tem um “superávit enorme junto à sociedade”.

Bolsonaro é católico, mas a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, é evangélica. Na campanha eleitoral, ele contou com o apoio de grupos evangélicos e, desde que assumiu, vai com frequência a eventos evangélicos. Ele foi o primeiro presidente a participar da Marcha para Jesus, em São Paulo. Em maio, durante evento da Assembleia de Deus Ministério Madureira, em Goiânia, Bolsonaro questionou se não estaria na hora de ter um ministro evangélico no STF.

“Com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, eu pergunto: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico? Cristão assumido? Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos, um tem que respeitar o outro. Será que não está na hora de termos um ministro no Supremo Tribunal Federal evangélico?”, disse na ocasião.

Naquele evento, Bolsonaro disse que os ministros do STF estavam “legislando” ao discutir a equiparação de homofobia ao crime de racismo. No dia 13 de junho, STF decidiu permitir a criminalização da homofobia e da transfobia.

Júnior Verde assume PTC no Maranhão

Júnior Verde assumiu o comando do PTC, após passar vários anos na militância do Partido Republicano Brasileiro (PRB), hoje Republicanos.

O ex-deputado estadual Júnior Verde é o novo presidente do Partido Trabalhista Cristão (PTC), no Maranhão.

Júnior Verde assumiu o comando do PTC, após passar vários anos na militância do Partido Republicano Brasileiro (PRB), hoje Republicanos.

O PTC passou anos sob o comando do deputado estadual Edivaldo Holanda, pai do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Após o partido não passar pela Cláusula de Barreira, Edivaldo pai anunciou sua saída da legenda.

Mesmo sem receber recursos do Fundo Partidário e sem tempo na TV e Rádio, Júnior Verde vai preparar a legenda para lançar o máximo possível de candidatos a vereadores e prefeitos.

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

O jornalista teve passagem pelas principais emissoras do país

Morreu na madrugada desta quarta-feira o jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 77 anos, em sua casa no Rio de Janeiro, após sofrer um infarto fulminante. A informação foi confirmada pela TV Record, onde ele trabalhava desde 2003 mas estava afastado desde o junho. Amorim deixa mulher e filha. O jornalista teve passagem pelas principais emissoras do país, como Globo, Bandeirantes, Cultura e Record, onde apresentava até recentemente o programa Domingo Espetacular.

Amorim também mantinha o blog Conversa Afiada, que se notabilizou pelo apoio a Lula e ao PT, e críticas frequentes à Lava Jato e ao presidente Jair Bolsonaro. Ele ajudou a popularizar o termo “PIG”, ou “Partido da Imprensa Golpista”, modo pejorativo usado para designar veículos de comunicação que, segundo ele, apoiavam um golpe contra os Governos petistas.

Sua estreia foi no jornal A Noite, em 1961. Ele também foi correspondente em Nova York para a revista Realidade, e depois Veja.

O ex-prefeito e candidato do PT derrotado à presidência em 2018, Fernando Haddad, Manifestou suas condolências noTwitter, e chamou Amorim de ” jornalista altamente comprometido com os interesses nacionais”.