Osmar segue ganhando declarações de apoio e pode ser o nome do PDT

Com os apoios, Osmar Filho começa a batalha para ganhar musculatura e subir nas pesquisas de intenções de voto.

Após entrevista a vários meios de comunicação há cerca de um mês, o vereador e presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), decidiu entrar de cabeça na pré-campanha pela Prefeitura de São Luís.

O vereador foi figura garantida nas festividades juninas pela capital e durante o período recebeu importantes declarações de apoio.

Um dos que afirmaram apoio a Osmar foi o senador Weverton Rocha, que confirmou a pré-candidatura do presidente da Câmara e afirmou que Osmar tem todas as condições de liderar o processo eleitoral pelo PDT em 2020.

Os vereadores Nato Júnior (PP), Barbara Soeiro (PSC) e Paulo Victor (PTC) também declararam apoio ao presidente da Câmara Municipal durante o período.

Com os apoios, Osmar Filho começa a batalha para ganhar musculatura e subir nas pesquisas de intenções de voto.

Deputados vão verificar situação de quilombolas na Base de Alcântara

Na quinta-feira (4), a diligência visita duas comunidades de quilombolas em Alcântara

Em março deste ano, o Governo Federal assinou em Washington (EUA), um acordo de salvaguardas tecnológicas que permite o uso comercial da Base Aérea de Alcântara, no Maranhão. O acordo prevê que os Estados Unidos possam lançar satélites e foguetes da base maranhense. O território continuaria sob jurisdição brasileira.

Na área ao redor da base aérea, vivem 27 comunidades quilombolas que, para a implantação desse acordo, seriam removidas para o interior da ilha. São mais de 2.000 pessoas agrupadas em 791 famílias. O grupo reivindica os títulos de posse da terra, direito já reconhecido pelo próprio Incra através do Relatório Técnico Identificação e Delimitação (RTID) publicado em novembro de 2008.

Para acompanhar a situação dessas famílias de quilombolas ameaçadas pela expansão do Projeto Espacial Brasileiro e prevenir que não ocorram mais violações dos direitos humanos, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) fará, nos próximos dias 4 e 5 (quinta e sexta-feira), uma diligência a Alcântara e São Luiz. Farão parte do grupo os parlamentares Helder Salomão (PT-ES), presidente da CDHM, Bira do Pindaré (PSB-MA) e Márcio Jerry (PCdoB-MA). Também participam da diligência a procuradora federal dos Direitos Humanos, Déborah Duprat e Hilton Araújo de Melo, procurador da República no Maranhão, além de representantes da sociedade civil e lideranças políticas locais.

“A demarcação das terras identificadas há mais de uma década é uma das principais exigências dos quilombolas. Sem a garantia da posse da área, o medo de remoções é constante, a rotina é instável, com reflexos na cultura e na tradição das comunidades. Essa morosidade provoca incerteza e violações de direitos”, afirma Helder Salomão.

Na quinta-feira (4), a diligência visita duas comunidades de quilombolas em Alcântara, uma delas remanejada na década de 1980 (Agrovila), e outra do litoral. Na sexta-feira (5), pela manhã, está agendada uma reunião com representantes da sociedade civil em Alcântara. Pela tarde, é a vez de uma audiência com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), no Palácio dos Leões, Praça Dom Pedro II, Centro Histórico de São Luiz.

Assembleia Legislativa aprova doação de terreno para o Residencial Parque Independência

A Secid recebeu 8.632 inscrições de interessados em adquirir um dos 2.048 apartamentos do empreendimento

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, nesta terça-feira (2), o Projeto de Lei que garante a doação do terreno do Parque Independência para construção de moradias para servidores do Estado. O secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Rubens Pereira Júnior, comemorou a aprovação.

“Por determinação do governador Flávio Dino, serão construídos naquela área mais de 2 mil apartamentos para servidores. Um investimento de mais de R$ 250 milhões. Este é um dos maiores programas habitacionais para servidores da história do Maranhão. Resultado do esforço do Governo do Estado para mudar a vida das pessoas”, disse o secretário.

Rubens Júnior destacou também a sinergia do poder legislativo com o poder executivo no Maranhão. “A aprovação por unanimidade mostra que os parlamentares estão realmente sensíveis às causas que interessam o povo. Esta é uma vitória de todos. As obras vão movimentar a economia, gerando emprego e renda, e resultarão na garantia da casa própria para os servidores do Estado”, complementou.

Com o Residencial Parque Independência, o Governo do Maranhão reduzirá a falta de moradias no Estado, garantindo também mais qualidade de vida para os servidores. A área está localizada onde era feita a Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema).

Ao todo, a obra terá oito condomínios, dos quais cinco com apartamentos de dois quartos, medindo 51,34 metros quadrados, e três condomínios com apartamentos de três quartos, todos os apartamentos possuem suítes, medindo 65,43 metros quadrados.

A Secid recebeu 8.632 inscrições de interessados em adquirir um dos 2.048 apartamentos do empreendimento, localizado no bairro São Cristóvão, em São Luís. A compra do imóvel pode sair até 25% mais barata que o valor de mercado..

Deputados prestigiam cerimônia de assinatura de parceria entre Governo do Maranhão e Vale

Para o deputado Othelino Neto, o protocolo é um ganho para o Maranhão

Os deputados Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Vinicius Louro (PL), Zito Rolim (PDT) e Duarte Jr. (PC do B) participaram, na tarde de terça-feira (2), no Palácio dos Leões, da assinatura de um protocolo de intenções entre o Governo do Maranhão e a mineradora Vale, que resultará em investimentos em torno de R$ 60 milhões, nas áreas de educação, saúde, patrimônio cultural e segurança.

Para Othelino Neto, o protocolo é um ganho para o Maranhão. “O estado deu mais um grande passo com a oficialização dessa parceria com a Vale, que deverá ajudar na ampliação de programas sociais, aquisição de equipamentos, melhorias dos serviços de abastecimento de água e recuperação de imóveis históricos, entre outros investimentos. Os maranhenses só têm a ganhar”.

Na área da educação, os investimentos incluirão a construção e reforma de escolas, assistência-técnica pedagógica, formação continuada para professores, entrega de kits e livros escolares e alfabetização de crianças. Ainda será possível ampliar o programa “Escola Digna” e incrementar os Institutos Estaduais de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema), que também serão contemplados com novos laboratórios.

“O ato mostra que a união faz a força e o governo sempre age em parceria com aqueles que querem ajudar. São serviços e programas que têm um aproveitamento imediato, a exemplo do que será investido em educação, com a alfabetização de crianças e o aprimoramento do conhecimento dos professores, por exemplo”, disse o governador Flávio Dino.

A parceria resultará ainda na recuperação de prédios do Centro Histórico de São Luís, por meio do programa “Nosso Centro”, gerenciado pela Secretaria Estadual das Cidades e Desenvolvimento Urbano.

“O governador Flávio Dino está de parabéns por esta parceria tão importante com uma empresa privada, que só terá pontos positivos para o povo do Maranhão nas mais diversas áreas. Tenho certeza de que o Governo do Maranhão usará esse benefício com muita sabedoria”, ressaltou o deputado Zito Rolim.

Porto do Itaqui cresce 18% no primeiro semestre

Os resultados devem-se principalmente à alta produtividade dos navios de grãos e do transbordo de combustível

Com quase 11 milhões de toneladas de cargas movimentadas no primeiro semestre de 2019, o Porto do Itaqui cresceu 18% em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo com um período chuvoso mais intenso do que nos anos anteriores o número de atracações subiu 5%, chegando a um total de 378 navios nessa primeira metade do ano.

Os resultados devem-se principalmente à alta produtividade dos navios de grãos e do transbordo de combustível. O escoamento de soja cresceu 10%, atingindo 4,8 milhões de toneladas sobre o volume do primeiro semestre de 2018.

Destaque para os meses de maio e junho, que registraram volume mensal superior a 1,1 milhão de toneladas. A movimentação de fertilizantes acompanhou a alta dos grãos e registrou crescimento de 11% no semestre, chegando às 790 mil toneladas.

A movimentação de granéis líquidos no Itaqui chegou à marca de 3,6 milhões de toneladas de janeiro a junho, o que representa alta de 49% em relação à primeira metade do ano passado. As operações de derivados de petróleo para o mercado interno cresceram 4% e a movimentação de transbordo foi 356% maior que o volume registrado no mesmo período do ano passado.