Número de pacientes com coronavírus no Brasil sobe para 69

O número de infectados em São Paulo saltou de 19 para 30, entre ontem e hoje. Já no Rio de Janeiro, os casos chegam a 13.

O Hospital Israelita Albert Einstein informou ao jornal O Estado de S. Paulo que confirmou, somente ao longo desta quarta-feira (11), 16 novas infecções pelo novo coronavírus.

Como o resultado desses exames saíram nas últimas horas, esses casos ainda não foram notificados ao Ministério da Saúde, já que as unidades de saúde têm até 24 horas para informar a pasta sobre os registros da doença.

Com os novos casos, sobe para 69 o número de infecções confirmadas no País. Além das 16 registradas nesta quarta pelo Einstein, 52 já haviam sido divulgadas nesta tarde pelo ministério. No último balanço eram 37 casos. O total de suspeitos está em 907.

Nos últimos dias, o Einstein têm registrado aumento exponencial no número de pacientes suspeitos que procuram o pronto-atendimento. O número de testes para a doença realizados na unidade passou de 259 no dia 9 de março para 492 nesta quarta.

O número de infectados em São Paulo saltou de 19 para 30, entre ontem e hoje. Já no Rio de Janeiro, os casos chegam a 13. Distrito Federal e Rio Grande do Sul têm dois confirmados em cada estado. Alagoas, Minas Gerais e Espírito Santo têm um.

O governo do Estado da Bahia confirmou o terceiro caso de contaminação por coronavírus. Se trata de uma mulher de 68 anos da cidade de Feira de Santana. Segundo nota emitida pela Secretaria de Saúde da Bahia, a paciente “teve contato domiciliar com a segunda paciente do Estado com covid-19 quando ainda estava assintomática”.

Edivaldo anuncia convocação de 566 aprovados em concurso da Educação

A entrada de novos profissionais na rede vai beneficiar mais de 100 mil alunos da Prefeitura de São Luís.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) anunciou em suas redes sociais a convocação de 566 aprovados em concurso da educação até o fim deste mês. Além desses, já está disponível no Diário Oficial do Município o edital de chamada de 42 aprovados para o preenchimento de vagas que não foram ocupadas na última convocação. Todos os convocados fazem parte do cadastro de reserva do certame realizado em 2017. A entrada de novos profissionais na rede vai beneficiar mais de 100 mil alunos da Prefeitura de São Luís.

Com a convocação Edivaldo fortalece a rede de ensino de São Luís, evitando a falta de profissionais em sala de aula, garantindo o cumprimento do calendário escolar e aumentando a qualidade do processo ensino-aparendizagem, incluindo a Educação Especial, já que o concurso também permitiu a contração de profissionais para atender a alunos com alguma deficiência, tornando a rede de ensino municipal mais inclusiva.

Além disso, a chegada dos novos profissionais amplia as ações para reestruturação da rede de ensino que estão sendo implantadas em sua gestão como a reforma das escolas, incluindo a modernização e informatização das unidades, a concessão de direitos estatutários aos professores entre outras medidas que vem mudando a realidade do ensino municipal.

Organização Mundial da Saúde declara pandemia do coronavírus

Assim que surgiu, o coronavírus era classificado como um surto

A Organização Mundial da Saúde declarou, nesta quarta-feira (11), estado de pandemia do novo coronavírus. Segundo o órgão, o número de casos, mortes e países afetados só deve aumentar. Mais de 100 países já são afetados pelo vírus – incluindo o Brasil, com 35 casos confirmados.

O nome “pandemia” assusta, mas não muda nada na realidade da proliferação do vírus. Ela é usada quando uma doença não se restringe apenas a uma região específica, mas sim por todo o globo. Inicialmente, o vírus estava apenas na China, mas se espalhou rápido assim que saiu da região. Metade dos países infectados pelo coronavírus apresentou seu primeiro caso nos últimos 10 dias.

“A declaração de uma pandemia não é como a de uma emergência internacional – é uma caracterização ou descrição de uma situação, não é uma mudança nela, disse o diretor-executivo de emergências da OMS, Michael Ryan. Segundo a OMS, o novo estado não muda a posição da organização frente ao vírus. As recomendações para o combate ao vírus continuam as mesmas. Tanto a OMS quanto os países afetados devem manter e ampliar as ações que já vêm sendo feitas.

Assim que surgiu, o coronavírus era classificado como um surto. Ele acontece quando há o aumento brusco de casos de uma doença em determinada região. Foi o que aconteceu na província de Hubei em janeiro deste ano. Um vírus misterioso apareceu na população em Wuhan, a maior cidade da província, e começou a se espalhar rapidamente. Em uma semana, os cientistas chineses já haviam sequenciado o genoma do coronavírus e compartilhado as informações com pesquisadores de todo o mundo por meio de um banco de dados.

Depois, o Covid-19 começou a se espalhar para outras regiões – primeiro a China, a Ásia, e depois chegou em países de todos os continentes. Alguns territórios classificaram a doença como uma epidemia, que é quando há um número de casos acima do esperado pelas autoridades em várias localidades. É comum, por exemplo, cidades ou estados brasileiros declararem epidemia de dengue, fazendo com que as ações de combate ao mosquito se intensifiquem.

Agora, o vírus não infecta apenas quem viajou para a China, mas também é transmitido entre outros países. O primeiro caso brasileiro, por exemplo, foi de um homem que pegou o vírus na Itália. Com a disseminação do coronavírus em escala global, a classificação evoluiu para pandemia. Na escala de disseminação de doenças, a pandemia é a mais abrangente. A gripe suína, causada pelo vírus H1N1, se encaixou nessa categoria em 2009, chegando a atingir 120 territórios do mundo em oito semanas.

Eleições São Luís: Duarte Júnior recebe apoio do PTC

Duarte Júnior conta agora com o apoio do Republicanos e do PTC.

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito em São Luís, Duarte Júnior (Republicanos), recebeu o apoio do Partido Trabalhista Cristão (PTC), na noite de terça-feira (10).

“Mais que um partido, uma legião de pessoas com fé, coragem e muita vontade para transformar a realidade em que vivemos”, afirmou Duarte.

O presidente estadual do PTC no Maranhão, o ex-deputado estadual Júnior Verde, afirmou que o partido decidiu seu apoio a Duarte porque ele significa a esperança de melhorar São Luís por meio da política e do trabalho. O vereador de São Luís pelo PTC, Antônio Garcez, também declarou apoio ao pré-candidato.

Duarte conta agora com o apoio do Republicanos e do PTC.

Eliziane critica fala de Bolsonaro sobre suposta fraude nas eleições de 2018

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na segunda-feira (9), que tem provas de que foi eleito já no 1º turno e fala em fraudes na eleição de 2018

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) se posicionou, por meio das redes sociais, sobre as declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, de supostas fraudes nas eleições de 2018.

“Deslegitimar as eleições presidenciais de 2018, fazendo uma acusação grave, sem apresentar provas e sem levar os ‘fraudadores’ à justiça em meio a uma crise econômica, fiscal e política global é de uma irresponsabilidade sem tamanho. Essa verborragia é um grave problema”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na segunda-feira (9), que tem provas de que foi eleito já no 1º turno das eleições de 2018. Segundo o mandatário, houve “fraude” na apuração dos votos. “Eu acredito, pelas provas que eu tenho nas minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu fui eleito em 1º turno. Mas, no meu entender, houve fraude. Nós temos não apenas uma palavra, nós temos comprovado. Nós temos que aprovar no Brasil 1 sistema seguro de apuração de votos”, afirmou Bolsonaro.

“Fala de Bolsonaro sobre fraudes ameaça eleições futuras”, afirma Flávio Dino

O governador do Maranhão pediu que a Polícia Federal investigue a acusação de Bolsonaro. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Na opinião do governador, a fala de Bolsonaro é perigosa, não só por colocar em xeque a lisura do processo eleitoral em 2018, mas também porque questiona a segurança do sistema de voto brasileiro para pleitos futuros.

“É um gravíssimo ataque. Na medida em que o chefe de Estado, visitando outro país, dirige essa crítica ao processo eleitoral e à Justiça Eleitoral, isso pode atingir o passado e o futuro. Isso é algo nunca visto, é inusitado. Ameaça a imagem brasileira na seara internacional, além de ter essa repercussão dramática sobre a essência do regime democrático, que é a certeza de que os votos são conferidos e apurados com legitimidade”, criticou Flávio Dino, em entrevista ao programa Isso é Bahia, na Rádio A Tarde FM.

A declaração de Bolsonaro foi dada nesta segunda-feira (9), em evento nos Estados Unidos. Ele não apresentou ou citou qualquer indicativo oficial para justificar sua fala.

O governador do Maranhão pediu que a Polícia Federal investigue a acusação de Bolsonaro. “É uma grave acusação, que deve vir seguida de provas e deve ser apurado pela Polícia Federal porque de duas uma: ou estamos diante de um fato gravíssimo, uma fraude eleitoral abrangendo a eleição presidencial, ou estamos diante de um outro fato gravíssimo, que é o presidente da República fazendo uma acusação falsa, destituída de elementos de prova”.

Constantemente apontado como possível candidato à Presidência da República, Flávio Dino, uma dos principais novos nomes da esquerda brasileira, confirmou que deve concorrer a algum cargo eletivo nas eleições de 2022, mas não disse qual. Além da Presidência, ele pode, no plano federal, tentar o Senado e a Câmara dos Deputados – ou também a vice em alguma chapa presidencial.

“Eu saí do cargo de juiz federal por decisão própria, para ingressar na política. Por coerência, claro que devo disputar as eleições de 2022, mas é uma decisão em 2022. O foco principal, hoje, é o governo do meu estado. É tempo de garantir a democracia, reduzir o desemprego. [Candidatura em 2022] Não é algo que preside minha vida. Cada dia com sua agonia”, argumentou.