Jair Bolsonaro troca Maranhão por Pernambuco

O presidente tinha anunciado anteriormente uma visita ao Maranhão

Jair Bolsonaro desembarca na próxima sexta (24) em Pernambuco para sua primeira visita como presidente ao Nordeste. O presidente tinha anunciado anteriormente uma visita ao Maranhão.

Segundo o Estadão, vai entregar um conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida em Petrolina e depois, em Recife, vai anunciar R$ 2,1 bilhões a mais de investimentos em infraestrutura para a região

À tarde, se encontra com 11 governadores, todos da região — Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe — mais os de Minas e Espírito Santo.

Janaína Paschoal ameaça deixar PSL

Com mais de 2 milhões de votos, Janaína Paschoal foi a deputada mais votada da história do país

O endosso do presidente Jair Bolsonaro ao vídeo no qual um pastor o chama de “escolhido de Deus” e o compara com Ciro II, rei da Pérsia até 530 a.C, irritou de tal forma a deputada Janaína Paschoal (PSL-SP) que ela está ameaçando deixar a bancada da sigla na Alesp. Segundo a Jovem Pan, Janaína deixou o grupo de WhatsApp do PSL após uma discussão sobre o conteúdo postado por Bolsonaro.

“E esse vídeo maluco de ‘messias’? O que ele quer com isso?”, perguntou a deputada. “Eu peço que vocês assistam e respondam: ‘O senhor, um presidente da República, na plenitude de suas faculdades mentais, publicaria um vídeo desse?’”, disse.  Na sequência, Janaína criticou a “cegueira” dos colegas. “Amigos, vocês estão sendo cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada. Acho que os ajudei na eleição, mas preciso pensar no país. Isso tudo é responsabilidade”, escreveu a deputada.

Antes, a deputada estadual mais votada da história do país, já tinha se pronunciado sobre a convocação das manifestações a favor de Bolsonaro no próximo domingo (26). “Não vou gravar áudios, nem vídeos, por uma razão: essas manifestações não têm RACIONALIDADE. O Presidente foi eleito para GOVERNAR nas regras democráticas, nos termos da Constituição Federal. Propositalmente, ele está confundindo discussões democráticas com toma-lá-dá-cá. Vamos enfrentar os adversários (que são muitos) com argumentos! Há tempos, não temos um Ministério tão bom! Profissionais de ponta, nas pastas adequadas, orientados por boa teoria, bons valores, com experiência prática. E o Presidente gerando o caos?”, escreveu.

Andrea Murad aceita convite de Roberto Rocha e filia-se ao PSDB

Ricardo Murad, pai de Andrea e ex-secretário de Estado da Saúde já tinha anunciado sua filiação ao PSDB na semana passada.

A ex-deputada estadual Andrea Murad aceitou convite feito pelo presidente do PSDB no Maranhão, o senador Roberto Rocha, e filiou-se ao partido tucano. Ela chega para comandar o PSDB Mulher no Estado, além de integrar o PSDB Mulher Nacional.

Ricardo Murad, pai de Andrea e ex-secretário de Estado da Saúde já tinha anunciado sua filiação ao PSDB na semana passada.

Ambos os políticos faziam parte do PRP e disputaram as eleições de 2018, mas acabaram não se elegendo, no caso de Andrea, não conseguiu a reeleição para a Assembleia Legislativa.

Câmara rejeita pedido de impeachment do prefeito Edvaldo Holanda Jr.

Dos 31 vereadores, 25 votaram pela rejeição do pedido de impeachment

A Câmara Municipal de São Luís rejeitou, na manhã de hoje (20), a abertura de processo de impeachment contra o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). A denúncia contra o pedetista foi formulada por um grupo de advogados que acusavam-no de manter, desde 2015, um contrato ilegal com a empresa São Luís Ambiental.

Dos 31 vereadores, 25 votaram pela rejeição do pedido de impeachment: Isaias Pereirinha, Silvinho Abreu, Fátima Araújo, Afonso Manoel, Concita Pinto, Astro de Ogum, Edson Gaguinho, Josué Pinheiro, Sá Marques, Dr. Gutemberg, Raimundo Penha, Paulo Victor, Marcelo Poeta, Antônio Garcez, Aldir Júnior, Ricardo Diniz, Bárbara Soeiro, Marquinhos, Nato Júnior, Pavão Filho, Genival Alves, Joãozinho Freitas, Umbelino Júnior, Chaguinhas e Beto Castro.

Votaram a favor do procedimento apenas os vereadores Marcial Lima, César Bombeiro e Estevão Aragão. Os vereadores Chico Carvalho e Honorato Fernandes, abstiveram-se de votar.

Márcio Jerry apresenta PL para garantir acesso de casais homoafetivos a programas habitacionais do Governo

O Projeto de Lei nº 2.927/2019, estabelece que casais que mantém união estável homoafetiva deverão ter direito à inscrição, como entidade familiar, em programas nacionais de financiamento para a compra da casa própria

Um Projeto de Lei apresentado na Câmara dos Deputados pretende assegurar o acesso de casais homoafetivos a programas de habitação desenvolvidos pelo Governo Federal. De autoria do deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), o PL nº 2.927/2019, estabelece que casais que mantém união estável homoafetiva deverão ter direito à inscrição, como entidade familiar, em programas nacionais de financiamento para a compra da casa própria, obrigando a inclusão de cláusula que considere o público LGTB nos convênios e contratos firmados para desenvolvimento da política habitacional.

A proposta ainda estabelece que deverá ser considerada a composição de renda dos integrantes da união durante o processo de adesão e avaliação dos candidatos. O objetivo, segundo Jerry, é garantir o reconhecimento dos casais homoafetivos como família, principalmente em Programas como o ‘Minha Casa Minha Vida’. “O direito à moradia compõe o conjunto de direitos sociais assegurados na Constituição da República Federativa do Brasil e neste sentido, deve ser proibida qualquer restrição à aquisição ou a locação de imóvel em decorrência da orientação sexual ou identidade de gênero da pessoa que busca adquirir ou locar o mesmo”, afirmou.

Dr. Allan Garcês oficialmente na disputa pela prefeitura de São Luís

Em Brasília, Allan Garcês ocupa o cargo de Diretor Executivo do Ministério da Saúde no Departamento de Articulação Interfederativa e pode ser o nome do PSL em São Luís

Na manhã de domingo(19), a União da Direita Maranhense chancelou apoio ao médico, Dr. Allan Garcês, como pré-candidato à prefeitura de São Luís, ficando desta forma então confirmado mais um nome que entra na disputa de 2020.

Estiveram presentes no evento autoridades, empresários, médicos e políticos como os vereadores Ricardo Diniz, César Bombeiro, Joãozinho e Antônio Garcês, juntamente com o Grão Mestre da Maçonaria, Ubiratan de Castro, a prefeita de Vitória do Mearim, Dídima Coelho, o prefeito de Lago Açum, Alexandre Lavepel e o pré-candidato à prefeitura de Gonçalves Dias, Felipe Gonçalves.

Allan Garcês destacou que é paraense, mas que adotou o Maranhão no coração e mora em São Luís há 15 anos, inclusive, já é possuidor de um Título de Cidadão Ludovicense. Atualmente encontra-se fazendo parte do segundo escalão da gestão do Governo Federal, com estreita relação com o Presidente Jair Bolsonaro, no qual deve receber o seu apoio para o pleito de 2020. Em Brasília, Allan Garcês ocupa o cargo de Diretor Executivo do Ministério da Saúde no Departamento de Articulação Interfederativa.

Sarney diz que ‘Bolsonaro está no meio de um furacão’

José Sarney em entrevista ao jornal Correio Brasiliense

Em entrevista ao jornal “Correio Braziliense”, o ex-presidente José Sarney disse não saber qual é a nova política de Jair Bolsonaro, embora não tenha dúvidas de que o presidente aposte na “ameaça do caos”.

“Ele [Bolsonaro] está colocando todas as cartas na ameaça do caos. O presidente é quem deve se adaptar à cadeira e não a cadeira ao presidente”, disse Sarney, que recentemente completou 89 anos.

As palavras de Sarney soam como um alerta. “Bolsonaro está no meio de um furacão. Pela primeira vez, estamos num momento em que é imprevisível. Fratura no Judiciário, no Legislativo e no Executivo. Todas essas estruturas estão trincadas”, comentou o ex-presidente.

Sarney falou da relação de Bolsonaro com o Congresso Nacional. “A política é a arte do possível. Eu acho que tem que se lidar com realidades, e a realidade atual é que o presidente não tem maioria consolidada dentro do Congresso, nem nós temos hoje partidos, nem lideranças políticas, e vivemos uma crise muito grande.”