Brasil supera 1 milhão de infectados pelo coronavírus

Desde 26 de fevereiro, o País já somou 1.009.699 contaminações e 48.427 mortes

O Brasil superou nesta sexta-feira (19(, a marca oficial de 1 milhão de pessoas que já se infectaram com o novo coronavírus. Passados 114 dias desde o primeiro caso, hoje praticamente toda a população brasileira está em risco de exposição ao vírus. A covid-19 já chegou a 85% dos municípios do País (4.742), que respondem por 98% de toda a população, de acordo com levantamento do projeto de transparência de dados Brasil.

Desde 26 de fevereiro, o País já somou 1.009.699 contaminações e 48.427 mortes, conforme o levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde. Somente o Estado de São Paulo soma mais de 200 mil casos. O número, porém, é sabidamente inferior ao real de pessoas que já foram contaminadas no País.

Estudo epidemiológico conduzido pela Universidade Federal de Pelotas, que investiga a prevalência do novo coronavírus em cidades brasileiras com testes sorológicos, num modelo parecido com o de uma pesquisa eleitoral, observou a ocorrência de 6 pessoas infectadas para cada uma oficialmente identificada. O dado é válido para as 133 cidades onde foi feita a pesquisa, pondera o epidemiologista Pedro Hallal, coordenador do estudo e reitor da UFPel, e não deve ser extrapolado para uma estimativa para todo o País. “Mas certamente já estamos na casa dos milhões. Podem ser cinco, seis, nove milhões”, afirma.

A epidemia vem há algumas semanas se interiorizando e já se propaga mais rápido nessas regiões que nas capitais, como revelou o Estadão no início de junho.

Outro levantamento, feito a pedido da reportagem pelo grupo MonitoraCovid-19, da Fiocruz, mostra que em Estados como São Paulo, Pernambuco e Amazonas, cujas capitais explodiram de casos logo no começo da pandemia, o interior agora já registra mais novos casos por dia dia que as cidades de São Paulo, Recife e Manaus.

Flávio Dino anuncia datas para volta de academias, bares, restaurantes e remarca retorno às aulas

Na coletiva, o governador anunciou a previsão de retomada das aulas presenciais para o dia 1º de agosto.

Em coletiva virtual, o governador Flávio Dino anunciou a previsão de abertura gradual das academias, nesta segunda-feira (22) e dos bares e restaurantes a partir da próxima segunda-feira (29).

“É importante manter a vigilância. Temos que trilhar o caminho do bom senso. Nem aderir a visões catastróficas, nem considerar que o perigo já passou. A linha do Governo do Maranhão é da ponderação, do equilíbrio. Mantemos uma atitude cautelosa, viabilizando a retomada gradativa das atividades públicas e privadas porque essa é uma necessidade objetiva, observando sempre os parâmetros sanitários”, disse o governador Flávio Dino.

Na coletiva, o governador anunciou a previsão de retomada das aulas presenciais para o dia 1º de agosto. “Essa data pode ser modificada, mas se mantida a situação atual – de estabilidade, com tendência a melhorar – as aulas retomam no começo de agosto com protocolos sanitários e pedagógicos que serão editados pela Secretaria de Educação, para os alunos da rede estadual”, disse o governador. Os protocolos pedagógicos das escolas municipais serão definidos pelas prefeituras, enquanto nas universidades e faculdades privadas os protocolos pedagógicos serão definidos pelos colegiados superiores.

Foi anunciado ainda que o Maranhão é o estado pioneiro no Brasil em ofertar aos alunos do 3o ano do Ensino Médio da rede pública estadual uma espécie de 4o ano do Ensino Médio, facultativo, com o objetivo de reforçar os conteúdos ministrados para preparação dos estudantes ao Enem.

Obra de alargamento da Avenida Jerônimo de Albuquerque entra em fase de drenagem profunda

A segunda etapa está em andamento e vai da entrada do condomínio Ipem-Angelim até próximo à entrada do bairro Bequimão, um total de 1.038 metros.

A pandemia do coronavírus não paralisou a obra de alargamento da Avenida Jerônimo de Albuquerque, para resolver problemas históricos do trânsito nessa via de São Luís. Nos próximos dias, a segunda etapa do projeto entra em nova fase, com a finalização da construção do muro de contenção no condomínio Ipem-Angelim e início das obras de drenagem profunda, em uma área correspondente a 220 metros de extensão.

A obra completa de alargamento de trecho da Avenida Jerônimo de Albuquerque está dividida em três etapas.

A primeira já foi concluída e corresponde a uma área de 500 metros de comprimento e 10 metros de largura, sendo 6 metros de pista e 4 metros de passeio público. Nesta fase, foram realizados serviços de terraplanagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Esta etapa corresponde a um trecho que vai das proximidades do Condomínio Vitte até a entrada do condomínio Ipem-Angelim.

A segunda etapa está em andamento e vai da entrada do condomínio Ipem-Angelim até próximo à entrada do bairro Bequimão, um total de 1.038 metros.

Paralelamente aos trabalhos de drenagem, no espaço resultante da escavação do talude do condomínio, será realizada a preparação da base, para posterior execução do asfalto e construção de calçada, o que corresponde a uma ampliação de 5 metros na largura, sendo 3,5 metros de pista e 1,5 metro de passeio.

A terceira fase da obra será a retirada da rotatória da Cohab e criação de um eixo contínuo ligando as avenidas São Luís Rei de França e São Sebastião.